Placar de hoje

41
Avalie essa postagem

Os meus novos exames saíram hoje:

Medida Valor Comparação com o último exame
antes de iniciar paleo/LCHF
Pressão 12×8 mm/Hg Inalterada
Colesterol total 223 mg/dL Diminuiu 11.5%
Colesterol HDL (o “bom”) 76 mg/dL Aumentou 22.6%
Colesterol LDL (o “ruim”) 140 mg/dL Diminuiu 18.1%
Colesterol VLDL (o “ruinzinho”) 7 mg/dL Diminuiu 63.2%
Triglicérides 35 mg/dL Diminuiu 63.5%
Ácido úrico 5 mg/dL Diminuiu 5.7%
Glicemia em jejum 105 mg/dL Aumentou 15%
Transaminase oxalacética (AST) 17 U/L Inalterada
Transaminase glutâmico-pirúvica (ALT) 16 U/L Inalterada
O aumento da glicemia em jejum é fato conhecido pelos praticantes de dieta paleo. No próximo exame eu vou pedir a avaliação da hemoglobina glicada (HbA1c), só para tirar a prova – afinal de contas, me considero um experimento contínuo 🙂
Em 457 dias de dieta, o meu risco cardíaco saiu da fronteira alto/moderado para baixo/muito baixo.

Não, eu não acredito nas diretrizes que falam sobre o risco cardíaco associado ao colesterol total, sem examinar as frações individualmente. As proporções HDL/colesterol total (0.24) e triglicérides/HDL (0.46) são mais confiáveis.

Continuo sem ter azias, mesmo caprichando no torresmo à noite, e as rachaduras nos pés e mãos sumiram faz tempo. A fibromialgia não sarou, mas não tive mais crises agudas. As espinhas continuam raríssimas.
Uns dias atrás, acho que machuquei um músculo da virilha fazendo exercícios (agachamentos). Cheguei a suspeitar de hérnia inguinal, mas o urologista descartou. 
No mais, estou saudável, feliz e contente.

Não tive gota, nem colesterol aumentado, nem problema renal, nem problema hepático. Meu condicionamento físico melhorou,  meu padrão de sono melhorou (embora por conta da faculdade, eu tenha dormido menos – mas é falta de tempo, e não de qualidade de sono :-), meu rendimento intelectual não se alterou (continuo lendo muito e entendendo tudo; traduzindo textos sem dificuldade; a avaliação psicológica da empresa onde trabalho não mudou; sou um dos melhores alunos da minha turma na faculdade).

É claro que o meu caso não pode ser aplicado a todo mundo. Uma evidência anedótica não conta estatisticamente. “Funcionou comigo” não quer dizer NADA. E é exatamente por isso que o “teste dos gêmeos” mostrado pelo Fantástico não quer dizer nada também.

Eu queria ver é um teste feito com 10.000 pessoas, metade comendo dieta padrão ocidental e metade comendo paleo de verdade (e não apenas carnes embutidas, como o “gêmeo da gordura” comeu – de onde tiraram que não se pode comer vegetais em LCHF ?).

A minha sugestão: faça seus exames e encare 30-60 dias de paleo/LCHF. Depois faça os exames de novo e compare.

Para mim, mais uma vez se confirma: encontrei o estilo de vida ideal 🙂

Recomendado para você: