Análise gráfica

55
Avalie essa postagem

Já faz tempo desde a última análise gráfica, então resolvi fazer mais uma…

Clique para ampliar
A reta R1 foi ajustada nos pesos entre 28/02 e 15/09/2013. Nesse prazo, perdi 70g/dia – sem restringir frutas, castanhas ou laticínios. A simples exclusão dos grãos, leguminosas, óleos vegetais processados e açúcar fez a mágica. Só comecei a restringir frutas no finalzinho de 2013.
A partir de 15/09, comecei a fazer exercícios em casa, usando o peso corporal (flexões, abdominais, barras, etc) ou pesos livres (halteres, medball). A reta R2 indica um ganho de peso da ordem de 10g/dia, mas sei que não é só por causa da malhação: no trecho indicado por B, eu descobri os bolinhos cetogênicos e abusei um bocado do adoçante (não há evidência científica, mas um relato me deixou com a pulga atrás da orelha sobre o uso de adoçantes – diminuí muito). Coincidência ou não, bastou maneirar no adoçante (nas últimas 2-3 semanas, devo ter comido 1 vez apenas) para o peso baixar 600-700g…
O trecho A foi um ganho de peso rápido causado pelo uso de antibióticos/antiinflamatórios (para combater uma sinusite). Bastou parar de tomar, e o peso voltou ao normal.
O trecho C indica as férias de janeiro/2014, nas quais ganhei 1.7kg em 7 dias – com uma alimentação que abusou da coalhada, queijo coalho, jaca dura e castanha-de-caju. Novamente, foi só retomar as refeições mais regradas e o peso normalizou-se.
Amanhã, completarei 1 ano de dieta. O meu peso está estabilizado na casa dos 62-64 desde setembro/13. Meus indicadores permanecem normais (ainda estou me devendo o primeiro exame bimestral de 2014), minha forma física nunca esteve melhor – mesmo antes de operar o ombro, mesmo quando treinava capoeira 6x por semana, corria outras 3x e nadava outras 2x. Pela primeira vez na minha história, consigo fazer 40 flexões de braço seguidas – o recorde atual é 43 🙂 
O apetite está completamente sob controle, e faço duas refeições por dia, com 12h de espaço entre elas. De vez em quando, esqueço de uma delas e acabo só comendo 24h depois. Nenhum sinal de fraqueza, confusão mental, hipoglicemia, gastrite ou úlcera – como a sabedoria convencional quer nos convencer que acontece nesses casos.
Resumindo, estou vivo e bem. Minhas veias não se entupiram, conforme me disseram que ia acontecer. Nem os meus rins falharam, nem o meu fígado ficou encrustado de gordura, nem a minha vesícula falhou por sobrecarga.

Recomendado para você: