Tendências cognitivas que prejudicam nossas decisões - Parte 5

Extraído/adaptado desse artigo aqui.


Nós tomamos milhares de decisões racionais todos os dias. É assim que pensamos, pelo menos.

Variando daquilo que comemos até se devemos fazer uma guinada nas nossas carreiras, a pesquisa sugere que há um número de obstáculos cognitivos que afetam o seu comportamento, e que eles podem impedir que você aja de acordo com os seus próprios interesses!

Aqui estão resumidos as tendências mais comuns que atrapalham a nossa tomada de decisões:

Percepção seletiva


Permitir que nossas expectativas influenciem a maneira como percebemos o mundo. Um experimento envolvendo jogadores de futebol de duas universidades mostrou que os membros de um time viam os oponentes como cometendo mais faltas.

Você já notou que, desde que adotou uma dieta paleo, qualquer alteração de saúde – mesmo as mais simples como gripe, dor de cabeça e unha encravada – são apontadas por outras pessoas como sendo "culpa da dieta paleo" ?

Advogado do diabo: e quantas vezes você já atribuiu à dieta convencional o fato de os triglicérides do seu amigo terem níveis estratosféricos, mesmo sem saber se ele tem algum alteração congênita como hipertrigliceridemia familiar ?

Estereotipagem

Esperar que uma pessoa ou grupo tenham certas qualidades sem ter informação real sobre ela(s). Isso nos permite rapidamente identificar se estranhos são amigos ou inimigos, mas as pessoas tendem a abusar.

Quantas vezes você já ouviu (ou disse) que "todo gordo sabe o motivo de ser gordo" ? Quantas vezes já viu na filmes e programas de TV que retratam o gordo como preguiçoso e glutão ?

Advogado do diabo: e daquelas vezes que você olhou para o seu conhecido (que consegue comer o próprio peso em açúcar sem engordar) e pensou "mas a saúde deve estar toda lascada" ? Bem, lembre-se de que sempre vai haver os pontos fora da curva: gente que vai comer lixo a vida inteira e morrer saudável e velhinho. Só tenha em mente que eles são as exceções, não a regra.

Viés de sobrevivência

Um erro que vem do ato de focar-se nos exemplos que sobreviveram, fazendo com que julguemos erroneamente uma situação. Por exemplo, podemos achar que ser empreendedor é fácil porque não ouvimos falar de todos os que fracassaram.

Escrevi sobre isso recentemente: só 2% das pessoas em dieta convencional têm sucesso. Os outros 98% fracassam. Mas a imagem dos bem-sucedidos é que é vendida e usada para convencer as pessoas de que funciona.

Advogado do diabo: low-carb pode não funcionar para todo mundo. Sabemos que quanto mais tempo uma pessoa esteve obesa, mais difícil pode ser para ela perder peso. Algumas simplesmente não perdem. A saúde pode até melhorar, mas a balança não se mexe. Desses casos, raramente ouvimos falar... As pessoas simplesmente escolhem não contar.

Viés do risco zero

Sociólogos descobriram que nós amamos a certeza - ainda que isso seja contraproducente. Eliminar o risco inteiramente significa que não há chance de que algum mal seja causado.

Sabe aquele médico que te manda tomar estatinas e que descarta as suas objeções sobre efeitos colaterais ? Ele está simplesmente ignorando um risco estatístico real.

Advogado do diabo: dietas cetogênicas são uma lindeza para tratar diversas condições de saúde, mas elas apresentam risco. Algumas pessoas desenvolvem cálculo renal, algumas mulheres apresentam amenorréia. Isso não é impeditivo para muita gente, mas o que precisa ficar claro é a existência do risco. Não existe bônus sem ônus.


Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores