Tendências cognitivas que prejudicam nossas decisões - Parte 1

Extraído/adaptado desse artigo aqui.


Nós tomamos milhares de decisões racionais todos os dias. É assim que pensamos, pelo menos.

Variando daquilo que comemos até se devemos fazer uma guinada nas nossas carreiras, a pesquisa sugere que há um número de obstáculos cognitivos que afetam o seu comportamento, e que eles podem impedir que você aja de acordo com os seus próprios interesses!

Aqui estão resumidos as tendências mais comuns que atrapalham a nossa tomada de decisões:

Tendência à ancoragem


As pessoas confiam demais na primeira informação que ouvem. Em uma negociação salarial, quem fizer a primeira oferta estabelece uma gama de possibilidades razoáveis na mente de cada um dos envolvidos.

Em se tratando de dieta e nutrição, dá para fazer o paralelo com o paradigma da nocividade da gordura. A primeira coisa que as pessoas ouvem sobre gorduras, em geral, é que elas fazem mal. A partir daí, forma-se uma "âncora" que define a verdade. Para remover isso da cabeça de alguém, é muito difícil.

Advogado do diabo: quando alguém lê pela primeira vez que dieta cetogênica é a oitava maravilha do mundo, ou que o consumo de amido resistente é imprescindível, é difícil demovê-lo dessa idéia. Não que essas coisas sejam ruins, mas não são milagrosas. Querer reduzir nutrição a UMA coisa mágica é exatamente o que o as dietas da moda fazem ("pode comer de tudo, mas tome goji berry") para tirar dinheiro dos incautos.

Heurística disponível

As pessoas superestimam a importância da informação que está disponível para elas. Alguém pode argumentar que fumar não faz mal porque conhecem alguém que viveu até os 100 anos e fumava 3 maços por dia.

Eu já cansei de ouvir gente dizer "mas a minha avó come toneladas de açúcar e não tem diabetes nem alzheimer", e sempre respondo "o meu avô nunca bebeu, e morreu de cirrose" (verdade). Ou ainda "um conhecido meu pulou do sétimo andar e sobreviveu. Você vai querer pular também ?". É muito fácil confundir a exceção com a regra: o nosso cérebro nos engana direitinho, se deixarmos.

Advogado do diabo: "Ah, mas o Dr. XYZ come dieta paleo desde 1968, e é perfeitamente saudável". Certamente há quem comeu dieta paleo até por menos tempo, levou uma vida perfeitamente saudável e morreu de câncer do mesmo jeito. O que precisa ficar claro para nós é que estatística não trata de casos isolados, mas de médias. Casos anedóticos não são mais que loteria.

Efeito manada

A probabilidade de uma pessoa adotar uma crença aumenta baseada no número de pessoas que já tem essa crença. Essa é uma forma poderosa de pensamento grupal, e é a razão pela qual reuniões geralmente são pouco produtivas.

"Goji berry emagrece! Chia emagrece! Água de berinjela emagrece!". Quem nunca viu os alimentos mágicos entrarem e saírem de moda ? Dieta da lua ? Do repolho ? Da sopa ? "Se tem um tanto de gente fazendo, é porque deve ser bom. Vou fazer também".

Advogado do diabo: Quanta gente você conhece, que adotou paleo apenas porque "todo mundo está adotando" ? Quantas dessas encontraram a sustentabilidade, e mantiveram-se livres da comida-lixo ? A maioria das pessoas que busca paleo o faz para emagrecer apenas – e muitas delas, depois de terem perdido o peso que queriam, voltam aos hábitos antigos. Eu conheço pessoalmente mais de 5 pessoas para as quais a dieta funcionou perfeitamente, e que ainda assim desistiram simplesmente por não conseguirem deixar de gostar do que lhes faz mal.

Ponto-cego

Falhar em reconhecer sua própria parcialidade é uma tendência perigosa por si. As pessoas conseguem perceber a parcialidade nos outros muito mais que em si mesmas.

Quanta gente acha que os praticantes de paleo comem "agrotóxico e antibióticos" demais, vindos de verduras, legumes e carnes ? Elas acham REALMENTE que a soja, o trigo e o arroz são cultivados sem agrotóxicos ? E que o requeijão light é feito com leite de vacas criadas sem antibiótico ?

Advogado do diabo: Dieta LCHF é a solução para todo mundo, né ? Mas e para aqueles 10-15% cujo colesterol vai à estratosfera quando come dessa maneira ? É bem certo que o colesterol por si não parece ter riscos, mas mesmo essa regra tem seus limites. Por mais alto que seja o HDL, por mais baixo que sejam os triglicérides, ter LDL absurdamente algo ainda representa risco sim, e precisamos reconhecer isso. 

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores