Superando a Amenorréia Hipotalâmica

48
Avalie essa postagem

Artigo traduzido por Juliana Whately. O original está aqui.

por Stefani Ruper

shutterstock_199535126
Lá longe, nas semanas
iniciais deste blog, eu escrevi uma longa série de artigos sobre as causas da
infertilidade. Em termos de tipos de infertilidade causada pela dieta e estilo
de vida, existem duas categorias principais: SOP e Amenorréia Hipotalâmica (AH).
Leitores de longa data deste blog sabem que eu acredito que a relação entre
essas duas doenças é muito mais complicada do que os médicos regulares e a
medicina nos querem fazer crer. No entanto, enquanto eu estava escrevendo sobre
SOP e AH (leia mais sobre AH aquiaqui e aqui), eu prometi escrever um post
sobre como superar a AH.
Eu nunca escrevi.
A razão pela qual não escrevi é
porque a resposta é demasiado complexa e demasiado simples. Eu não conseguia
pensar em nada coerente a dizer.
Amenorreia Hipotalâmica é a maneira elegante de dizer “perda da
menstruação induzida pelo estresse.”
O hipotálamo é a parte do cérebro
que determina se você está em um ambiente seguro o suficiente para ter filhos.
Se o seu corpo recebe sinais de que você não está “segura” o
suficiente, então a sua produção hormonal diminui e você vai parar de
menstruar. Você também pode sofrer sintomas de baixa libido, depressão,
ansiedade, insônia, acne e fadiga.
“Segura” significa tanto fisiologicamente quanto psicologicamente.
O estresse mental pode prejudicar a sua fertilidade tanto quanto o estresse
físico. Infelizmente, esses dois fatores de estresse comumente ocorrem nas
mulheres de hoje e comumente em praticantes paleo. O estresse mental vem de
pressão, ambição, trabalho e vida, bem como questões de imagem corporal, baixa
auto-estima e distúrbios alimentares. O estresse físico vem de baixos níveis de
gordura corporal, rápida perda de gordura, perda excessiva de gordura, jejum, excesso
de exercício, pouco sono e pouca alimentação. Não é de se admirar que tantas
mulheres lutam com isso.
Estrogênio, progesterona, LH e
FSH – todos hormônios femininos – diminuem com o estresse hipotalâmico. LH e
FSH vêm diretamente da pituitária e têm uma recaída, e, em seguida, estrogênio
e progesterona, que são sinalizados em grande parte por LH e FSH, também têm
recaída.
Ela pode ser superada?
Claro.
É fácil?
Nem sempre.
A coisa sobre AH é que sua gravidade e “cura” são diferentes
para cada mulher. O truque consiste em tratar todos os tipos de estresse que
desempenham um papel na AH e centrar-se sobre o tipo de estresse que causou o
problema em primeiro lugar.

Por exemplo: digamos que você
recentemente caiu de peso de 60 para 50 quilos. O principal problema – a coisa
que se parece com um pato e grasna como um pato, é um pato, então pare de lutar
contra a realidade da sua perda de peso – é que você perdeu muito peso muito
rápido. Seu corpo não poderia se manter com as mudança de seus níveis de
leptina. E você provavelmente comeu calorias de menos e deu sinais de fome para
o corpo enquanto você estava perdendo peso. Então isso tem precedência. Você
também, no entanto, se exercitou um pouco demais e tem uma vida bastante
estressante. Para efeito, você deveria reduzir o exercício, trabalhar em suas
prioridades e seu nível de estresse, e não se esquecer de comer tanto quanto
você precisa. Abordar todas as maneiras pelas quais você pode aumentar a
detecção do seu corpo de “segurança”. Concentre-se em talvez ganhar
um pouco de peso de volta, no entanto, uma vez que era o seu principal
“problema”. Quanto mais rápido você puder convencer seu corpo você
não está mais passando fome, mais rápido você vai recuperar o equilíbrio
hormonal e a fertilidade.
Outras mulheres, por outro lado,
podem ter que se concentrar no estresse ou terão que desistir de maratonas por
um tempo.
A AH é sobre convencer o seu corpo de que não está em perigo. Ele
não necessita de estresse. Não necessita encerrar a produção de hormônios para
evitar uma gravidez fora de hora. Então você tem que alimentá-lo da melhor
maneira possível. Errar no comer de mais versus de menos. Diminua o seu
exercício – particularmente o tipo baseado em corridas – e faça apenas o que se
sente confortável. Pare de estar sempre tão cansada. Não acorde de manhã com um
alarme após uma curta noite de sono para ir para uma corrida. Certifique-se de
comer bastante carboidratos – no mínimo
100 gramas de carboidratos por dia – e certifique-se de comer ainda mais se
você for uma atleta. Aprenda a mover-se mais lentamente, a comer mais
suavemente, a ser menos dura consigo mesma. Relaxar, comer, relaxar, comer,
relaxar, comer, repita. Não coma porcarias – de jeito nenhum! Algumas mulheres comem
e vêem que sua fertilidade voltar. Mas vá fundo com sua dieta e coma o quanto
você deseja. Seu corpo passou fome e é importante responder aos sinais de fome
quando você os tem. Isto é, se você quiser a sua fertilidade volta.
Para efeito, há uma resposta
simples para AH:
  • Coma mais. Relaxe mais. Repita.

Além disso, podemos ser mais específicas:

  • Foque em alimentos ricos em
    nutrientes que suportam a produção hormonal saudável. Fígado, gema de ovo,
    outros órgãos, caldo de ossos, verduras, frutas e legumes são todos ótimos.
  • Certifique-se de comer bastante
    gordura. No mínimo de 40 gramas por dia. Isso equivale a cerca de três colheres
    de sopa de seu óleo paleo favorito (como o óleo de coco) – uma para cada
    refeição. Incluir gordura saturada é particularmente útil, uma vez que é a
    espinha dorsal da produção hormonal.
  • Certifique-se de comer bastante
    carboidratos. Seu corpo pode pensar que está passando fome se não conseguir o
    suficiente por um período de tempo significativo. Coma pelo menos uma fruta ou
    sirva-se de carboidratos ricos em amido em cada refeição. Certifique-se de comer
    mais em dias ativos.
  • Coma quando você estiver com
    fome. Não passe fome. Nunca.
  • Só se exercite quando você se
    sentir com energia e animada para fazê-lo, e alimente-se adequadamente depois.
  • Não corra mais do que 2 vezes
    por semana.
  • Considere comer uma tonelada de
    calorias. Muitas mulheres têm passado anos em diferentes fóruns aprendendo sobre
    o que funciona e debatendo quantas calorias devem ser consumidas. Algumas
    argumentam que você precisa de até 3000 calorias por dia para se recuperar.
    Outros afirmam 2000. Eu não ficaria louca, mas considere o fato de que há uma
    boa chance que você esteja comendo de menos em relação às suas necessidades.
  • Considere ganhar peso. Quaquer
    coisa entre meio quilo e 5 quilos pode ser necessário, ou 10, dependendo de
    como você está. Quanto você pesava quando parou de menstruar? É muito mais do
    que você pesa agora? Quanto mais? O que mais estava acontecendo em sua vida?
    Você pode precisar fechar a lacuna um pouco entre onde você está agora e onde
    você parou de menstruar, a fim de menstruar novamente. O corpo de cada mulher é
    diferente e requer um nível diferente de gordura para se sentir seguro e ficar
    fértil.
  • Durma tanto quanto possível. 9
    horas por noite!
  • Considere suplementação.
    Magnésio dá suporte à produção de hormônios. O cálcio é útil com o magnésio. Tome
    magnésio e cálcio numa proporção de 1:2 (no máximo) ou 1:1. A vitamina D pode
    suportar as funções com magnésio e cálcio. Óleo de fígado de bacalhau fermentado
    nunca vai fazer mal.

Isso é tudo o que eu tenho. Eu
sei que é muito e também pouco ao mesmo tempo. Amenorréia Hipotalâmica é sobre
você e seu corpo e as suas necessidades particulares. Você tem que pensar
profundamente sobre os tipos de estresse com que você possa estar lidando, e,
em seguida, ir em frente e corrigir.
E, em seguida, dê tempo.
Leva tempo para se recuperar deste tipo de coisa. Os hormônios não
pulam à nossa frente, eles nos seguem, com alguns picos, certificando-se de
que é seguro antes de sair e brincar. Eu posso dizer, no entanto, que a sua
recuperação será mais rápida quanto mais você se nutrir, quanto mais você comer
e quanto mais você relaxar. Você pode ir mais devagar, se estiver com medo do
processo. Foi o que eu fiz. E é bom – o corpo aprende a ajustar os novos níveis
de leptina com o tempo. Mas saiba que demora mais tempo quanto mais lenta e
cautelosamente você progredir com o seu hipotálamo.

Eu recomendo verificar o fórum
Pensamentos Férteis sobre Amenorreia Hipotalâmica. Ele contém 108 mil posts e
está aumentando. Mulheres em todo o mundo vêm neste fórum para compartilhar
suas experiências com AH e infertilidade. Definitivamente vale a pena ler se
você estiver interessada em AH.

Recomendado para você: