Crianças com medo de comer ?

123
No fim-de-semana, esbarrei com o artigo abaixo (o original está aqui). É de uma falta de sentido tão grande que resolvi traduzir só para poder mostrar o que é que dá deixar a indústria alimentícia patrocinar a mídia.
Vamos lá! (os grifos são meus…)

Dietas low-carb estão gerando crianças que tem medo de comer

Pais obcecados com saúde em dietas paleo estão deixando seus filhos com medo da comida
Especialistas advertem os pais sobre forçar dietas a seus filhos

Dietas pobres em gorduras, carboidratos e açúcares tem se tornado mais e mais populares para pessoas que querem viver saudavelmente e perder peso, mas a tendência pode ser perigosa para as crianças.

Deixa eu entender: conscientizar as crianças de que há comidas que nos fazem mal e que devemos evitar ou comer com moderação, é perigoso ? Eu achava que perigoso era deixar os pequenos aprenderem que dieta saudável é comer biscoito recheado, cupcakes de gordura hidrogenada, sucrilhos cobertos de açúcar, salgadinhos de pacote e refrigerante.

Especialista da Associação Nacional Contra Desordens Alimentares (LMS) advertem que um número crescente de crianças, principalmente garotas de 8 a 10 anos, estão desnutridas devido ao banimento de certas comidas em suas casas.

Imagino quando é que elas estavam “nutridas”. Provavelmente quando comiam pão e panquecas no desjejum, macarrão no almoço, mais pão à tarde e mais macarrão à noite. Com sobremesas adoçadas após cada uma.

“As garotas que se consultam comigo estão literalmente com medo de comer manteiga, pão branco ou macarrão. É veneno para elas”, diz o especialista em desordem alimentar Pernille Ungermann.

Medo de comer manteiga ? Suponho que deveriam deixar a dieta paleo de fora do artigo nesse ponto…

“Elas vivem com tantos banimentos completamente distorcidos e restrições na alimentação. Primeiro foi a dieta Atkins, e elas comem apenas proteínas e nenhum carboidrato. Depois é paleo, comida crua ou a dieta 5:2”.

Eu gostaria, sinceramente, de ver os exames de sangue de uma criança que comesse uma dieta paleo, LCHF ou não, para checar a desnutrição.

Não há números para quantas pessoas sobrem de ortorexia, a abstenção obsessiva de comida não-saudável, mas cerca de 75.000 crianças e adultos vivem com algum tipo de desordem alimentar, de acordo com a LMS.

Fico sem saber, nesse ponto, se é a distorção da mídia em funcionamento, ou se o conceito de desordem alimentar que eu conheço é que está errado. A meu ver, o que se deve fazer com as crianças é conscientizá-las sobre o que pode lhes fazer mal – e não proibí-las de comer

Sou capaz de apostar que são raríssimos os pais brasileiros que incentivam os filhos a beber álcool. Mas veja como tratamos o açúcar: doce é um PRESENTE, um CARINHO que o pai faz ao filho. Só que no longo prazo, o efeito de ambos pode ser igualmente funesto.

Não faz sentido ensinar aos filhos os males que o açúcar em excesso pode acarretar, para que eles cresçam sabendo que o risco existe ?

Melhor mal-nutrido do que com sobrepeso
Se as crianças aprendem a comer de maneira saudável e isso evita que elas se tornem obesas, alguns pais podem não ver como problema o fato de que seus filhos se sentem culpados ao comer um docinho numa festa de aniversário.

Nem tanto ao céu, nem tanto à terra. Ensinar sobre risco não é ensinar culpa: é ensinar responsabilidade sobre seus atos.  

Uma coisa que parece estar cada vez mais fora de moda nos dias atuais, diga-se de passagem 🙁

Uma em cada 5 crianças é obesa atualmente, mas a tendência para uma dieta low-carb estrita é encontrada em famílias de uma classe social diferente, de acordo com o consultor sobre obesidade infantil Jens-Christian Holm do Hospital Holbæk.
“É obviamente um fenômeno de classes mais altas”, Holm disse. “São frequentemente famílias bem-educadas e ricas que usam esse tipo de argumento distorcido”.

Quem defende “melhor mal-nutrido do que com sobrepeso” está no mesmo barco dos que defendem “melhor com sobrepeso do que mal-nutrido”, na minha opinião: ambos deveriam ser internados. 

Mas independente disso, gostaria (novamente) de ver casos de crianças desnutridas comendo dieta paleo. Dado que a densidade nutricional da comida de verdade tende a ser alta, e que paleo preza por comer até ficar satisfeito, duvido que apareçam muitas crianças com esse problema. 

Recomendado para você: