A curva de carboidratos do Primal Blueprint

841

Traduzido/adaptado por Hilton Sousa. O artigo original está aqui.

E então, o que vai ser ? O “Ponto Ideal” ou a “Zona de Perigo” ?

Clique para ampliar

A ingesta de carboidratos é frequentemente o fator decisivo no sucesso da perda de peso e na prevenção de problemas de saúde comuns como Síndrome Metabólica, obesidade e diabetes tipo II. Essas ingestas médias diárias assumem que você está consumindo proteínas e gorduras saudáveis suficientes, e praticando alguma quantidade de exercícios primais. Os intervalos de cada zona consideram diferenças metabólicas individuais.

  • 0-50 gramas por dia: zona de cetose e JI (Jejum Intermitente). Excelente catalizador para perda rápida de gordura através de JI. Não é recomendada por períodos prolongados (exceto se sob supervisão médica, para obesos ou diabéticos tipo II) devido à privação desnecessária de alimentos de origem vegetal.
  • 50-100 gramas por dia: ponto ideal para perda de peso. Queda constante do excesso de gordura corporal pela minimização da produção de insulina. Permite a perda de 1/2 a 1kg de gordura por semana com refeições saciantes e minimamente restritivas.
  • 100-150 gramas por dia: zona de manutenção primal. Uma vez que você tenha chegado à sua meta ou à sua composição corporal ideal, você pode mantê-la facilmente enquanto desfruta de vegetais, frutas e outras comidas primais em abundância.
  • 150-300 gramas por dia: zona de ganho de peso insidioso. A maioria das pessoas “conscientes” e dos dietistas fracassados acaba aqui, devido à ingesta frequente de açúcar e produtos feitos de grãos (pães, massas, cereais, arroz, batatas e mesmo grãos integrais). Apesar de tentarem “fazer a coisa certa” (minimizar as gorduras, cortar calorias), as pessoas ainda podem ganhar cerca de 700g de gordura por ano durante décadas.
  • 300+ gramas por dia: Zona de Perigo da dieta americana padrão. Todas as pessoas, excetuando-se as que se exercitam ao extremo, vão tender a produzir insulina excessivamente e armazenar gordura ao longo dos anos, nesse nível de ingesta. Risco de obesidade aumentado, bem como de Síndrome Metabólica e diabetes tipo II.

Recomendado para você: