Torta chococobóbora :-D

19
Avalie essa postagem

Nesse fim de semana eu resolvi me esbaldar nos carbos, mas sem sair do contexto paleo. Para tanto, implementei uma velha conhecida: a torta de abóbora com coco e cacau. Caprichei no mel, para agradar a família – que ainda tem um paladar mais doce…
Antes de passar à receita, uma dica: se vocês não têm assadeiras de borda removível, comprem uma. Eu tenho, e não usei – coloquei em um refratário. O resultado é que na hora de tirar fatias, elas sempre quebram um pouquinho 🙁
Mas chega de chororô!
Para a massa:
  • 1 xícara de coco ralado sem açúcar
  • 1 xícara de farinha de linhaça
  • 3 colheres de semente de linhaça
  • 2 colheres de mel
  • 2 colheres de manteiga derretida
  • 2 ovos
  • 1 pitada de sal

Para o recheio:
  • 1 abóbora cabotiá (dessa vez não cheguei a pesar… acho que crua e com casca, devia ter uns 600g)
  • 1 xícara de mel
  • 200ml de leite de coco
  • 4 ovos
  • 1 xícara de coco ralado sem açúcar
  • 1/2 xícara de cacau em pó 

Modo de fazer
Misture todos os ingredientes da massa com o auxílio de um mixer ou batedeira. Vai virar uma espécie de farofa grudenta. Se não estiver grudenta o suficiente, ponha mais manteiga derretida e processe mais. Unte a sua assadeira com manteiga, e usando as mãos, cubra o fundo com essa farofa. Tente deixar uma espessura uniforme. Asse por 10 minutos a 250C. No meu caso, eu propositalmente deixei um pouco mais (uns 15 minutos) para queimar um pouco o fundo – adoro o sabor de coco queimado 😀
Ingredientes da massa já misturados
Massa crua
Para o recheio, parta a abóbora e tire os caroços. Cozinhe com casca mesmo. Depois de cozida, descasque (é muito mais fácil!) e transfira a abóbora para um pote. Acrescente todos os outros ingredientes e liquidifique/processe com um mixer. Adicione esse creme sobre a massa pré-assada e leve ao forno por uns 40 minutos a 250C. Teste se está assada por dentro enfiando um palito de dente e vendo se ele sai limpo.
Torta montada, crua

NHAAAAAAAAAM
Deixe esfriar por pelo menos 1h. Se tiver paciência para deixar gelando de um dia para o outro, melhor ainda. 
O resultado foi o melhor que já tive em todas as tortas já preparadas. Como caprichei no mel, a parte de cima caramelizou e ficou com aquele gosto de pudim de leite condensado (que eu deixei de comer há quase 5 anos :-). Essa doçura contrastou com o levemente amargo do coco queimado que mencionei antes, e virou uma coisa dos deuses. Preparei na sexta à noite (agora é domingo à noite) e não sobrou NENHUM farelinho.

Uma pena que a pontinha da fatia se quebrou 🙁

Que tal experimentar 91 receitas de sobremesas 100% paleo? Não garanto que são low-carb, mas nelas não tem bruxaria nenhuma: zero adoçantes, gomas e afins. Só ingredientes de verdade! Para conhecer, clique na imagem abaixo!

Recomendado para você: