Efeitos colaterais das dietas low-carb, e como curá-los: Parte 5

885
Essa é uma série de artigos do Dr. Andreas Eenfeldt, para ajudar os iniciantes!
O original está aqui.
palpitations2000x2

Palpitações

É comum sentir uma frequência cardíaca levemente elevada durante as primeiras semanas de low-carb. Também é comum sentir o coração batendo um pouco mais forte. Isso é normal e geralmente não é nada com o que preocupar-se.
Uma causa comum é a desidratação e a falta de sal. Uma redução na quantidade de fluido circulante no sangue significa que o coração precisa bombear o sangue um pouco mais forte ou mais rápido para manter a pressão.

A cura

A solução rápida para esse problema é ingerir líquido o suficiente e garantir que se ingere sal suficiente.

Se necessário 

Se a adição de sal à água não eliminar completamente as palpitações, elas podem também ser resultado de hormônios do estresse liberados para manter os níveis de glicemia (se você toma medicação para diabetes, veja a seção abaixo). Isso é geralmente um problema temporário, à medida que o corpo adapta-se a uma dieta mais pobre em carboidratos. Deve desaparecer em 1 ou 2 semanas.
Na situação incomum do problema persistir – e as palpitações te incomodarem – é sempre possível aumentar ligeiramente a ingestão de carboidratos. Isso vai reduzir o efeito da dieta low-carb um pouco, então é uma troca.

Nota importante para que toma medicações

Diabetes
Evitar os carboidratos que elevam sua glicemia reduz a sua necessidade de medicação para controlá-la. Tomar a mesma dose de insulina que você toma antes de adotar uma dieta low-carb pode resultar em hipoglicemia. Um dos principais sintomas disso são as palpitações.
Você precisa testar a sua glicemia com frequência quando começa essa dieta e adaptar (reduzir) sua medicação. Isso deve ser feito com a assistência de um médico. Se você é saudável ou diabético tratado apenas com dieta ou junto com a metformina, não há risco de hipoglicemia.
Pressão alta
Em uma dieta low-carb, uma pressão arterial elevada tende a melhorar (tornar-se mais normal). Isso reduz a necessidade de medicação e sua dose pode ficar muito forte, levando à pressão baixa. Um dos sintomas disso pode ser pulsação aumentada e palpitações. Se você sentir isso isso, é prudente checar sua pressão. Se estiver baixa – por exemplo, abaixo de 110/70 – você deve contactar seu médico e discutir a possibilidade de redução ou descontinuação da medicação para pressão.

Recomendado para você: