Barrinha Atkins Advantage: o experimento

82
Avalie essa postagem

Um amigo chegou dos EUA hoje, e trouxe para si umas barrinhas da Atkins. Ele me presentou com uma de Chocolate e Manteiga de Amendoim, que experimentei agora há pouco. 
Os dados nutricionais estão logo abaixo:
23g de carbs (ou seja, o equivalente a uma banana), um amontoado de nomes que a minha avó não reconheceria, com uma data de validade (10/09/2014) que demonstra que deve ter conservantes saindo pelas orelhas. 
Resumindo: não é comida de verdade 😀 
No entanto, decidi comê-la como experimento – afinal de contas, eu ainda como uma ou outra coisa industrializada de vez em quando (creme de leite, leite de coco, creamcheese, requeijão cremoso, doses minúsculas de catchup/mostarda/shoyu em molhos para temperar carne, etc). 
Por garantia, dividi com um amigo que também pratica paleo. E lá se foi metade da barrinha para a barriga.
Primeira impressão: mesmo não tendo sacarose (“apenas” polidextrose, acessulfame, sucralose e maltitol)  é doce, MUITO DOCE – a garganta até “ardeu”. Provavelmente senti assim porque estou habituado à vida sem açúcar, e já a meio-caminho andado para me livrar do adoçante. 
Segunda impressão: quando cheguei ao final da meia-barrinha, involuntariamente me arrependi… de ter compartilhado com o meu amigo. Veio uma vontade ENORME de comer o resto da barra. Ainda bem que não tinha mais nada doce à mão, e que o meu auto-controle está em alta…
Agora, 1h depois de ter comido a barrinha, o meu estômago está levemente dolorido e com um pouco de azia. Já vi que hoje vai ter que ter limão com água para apagar o fogo do dragão 🙁

Também estou sentindo uma pressão leve no fundo dos olhos, muito parecida com a que senti quando TIREI o açúcar de vez, em 01/03/2013 – mas isso pode ser apenas psicológico.

O veredito: não devia ter comido, e ainda bem que foi só metade. Que me sirva de lição: comida de verdade não tem embalagem…

Recomendado para você: