Coma como um leão

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

O Brad Pilon, autor desse artigo, é um grande defensor do jejum intermitente. O protocolo "Eat Stop Eat" define 2 dias de jejum 24/0 semanais, associados à musculação, para perda de gordura e ganho de massa magra e definição. Brad não é defensor do mundo paleo: embora fale que "não dá para comer lixo na maior parte do tempo e ainda ter bons resultados", ele não esconde de ninguém que aprecia sua cerveja, pizza e cheesecake ocasionais.

por Brad Pilon



Recentemente, eu vi imagens de leões usadas como memes para sugerir que de algum modo estar na natureza e comer nada além de carne e não "preocupar-se de calorias" ou "preocupar-se com as janelas comendo" é a chave para ser ultra-magro e musculoso.

Quer ser um leão? Viva como um leão.

Mas isso é verdade?

Primeiro, vamos tirar um momento para ficarmos impressionado com esses gatos gigantes. Eles são bonitos e intimidantes. Com uma imagem que sugere que eles são tanto ferozes quanto nobres. Mas os leões são realmente "super-trincados"?

A gordura corporal média de um leão selvagem é de cerca de 13%, variando de menos de 10% até 25%. No entanto, um leão em cativeiro tem em média 20%, mas pode ser tão alto quanto 50%, dependendo do cuidado que recebe.

Então, enquanto um leão selvagem tem uma gordura corporal em algum lugar perto dos ideais humanos, um leão cativo parece muito mais um típico humano cativo... digo, sedentário.

Em relação à dieta, os leões são carnívoros obrigatórios, o que significa que não podem digerir vegetais e devem comer carne para sobreviver (nada de saladas para leões!). Os leões, obviamente, devem comer muita carne com uma média de cerca de 4-7% do peso corporal por dia. No entanto, eles não comem todos os dias.

Na natureza, leões são conhecidos por comer quantidades extremamente grandes de uma só vez, e depois não comer nada por até uma semana depois. Em cativeiro, as práticas de alimentação são uma mistura de alimentação diária e alimentação ocasional.

Este "não comer" não é apenas um resultado da não-disponibilidade de alimentos, mas também dos próprios leões que não buscam alimentos ativamente. Quando eles estão com fome, eles caçam e comem; quando não estão com fome, eles não caçam. Na verdade, um leão de barriga cheia descansa, às vezes até 16-20 horas por dia.

O ponto é que é idiota comparar conosco animais selvagens que são carnívoros obrigatórios, que vivem períodos de banquete e jejum através de uma combinação de escolha e disponibilidade de alimentos, e têm um período de vida incrivelmente baixo em relação a nós. Seria como usar os 9% de gordura corporal de um morcego que só come frutas como evidência que tornar-se vegano te deixa trincado. Simplesmente idiota.

Eu concordo que é lamentável que alguns de nós tenhamos que contar as calorias, e também entendo o apelo romântico de ser "como um leão", mas essa conexão é simplesmente conduzida pela aparência majestosa, nobre e feroz do leão.

Os veados de cauda branca são muitas vezes sub-10% de gordura corporal, mas ninguém fala sobre "comer como um veado".

A lição mais forte que penso que podemos aprender com essa analogia é a seguinte: os animais selvagens geralmente são mais magros do que os animais cativos.

(Contudo, os animais cativos vivem mais tempo, provavelmente devido à proximidade de um bom veterinário).

Há muitas correlações e associações para olhar aqui, mas seria errôneo simplesmente dizer que a dieta de um leão é o que faz um leão um leão, e, portanto, fará com que você seja um leão.

Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores