O jejum e a lipólise

Artigo traduzido por Antônio Junior. O original está aqui.


A insulina é o principal causador da obesidade e do diabetes tipo 2. A chave para reverter ambas as condições não é, portanto, "como é que vamos reduzir as calorias?", e sim "como é que vamos reduzir a insulina?" Quase não há drogas que façam isso. Há duas classes de medicamentos que reduzem consistentemente insulina ­ uma  reduz um monte, outra um pouco. Não por coincidência, são os únicos medicamentos que reduzem o peso consistentemente. 

Mas o problema é que eles são caros e têm efeitos secundários. Excluindo-se os medicamentos, precisamos de uma forma eficiente e eficaz de diminuir a insulina, se quisermos ser bem-sucedidos na perda de peso. Uma dieta pobre em carboidratos refinados e açúcar certamente vai fazer o truque para alguns, mas para outros não é suficiente. A resposta, se você ainda não adivinhou, é o jejum.

As descrições clássicas da fisiologia do jejum foram escritas pelo Dr. George Cahill. Nós revisamos isso em um post anterior, mas aqui está uma versão pictórica. Essencialmente, o jejum é a mudança gradual de queima de glicose para queima de gordura.

Starvation


Na fase 1, a maior parte do corpo está usando glicose exógena. Nas fases 2 e 3, o glicogênio (açúcar armazenado) fornece grande parte da glicose necessária. A maioria dos tecidos ainda está usando o açúcar, mas o fígado, músculo e adipócitos começaram a queimar gordura. Nos estágios 4 e 5, os estoques de glicogênio estão esgotados. Gliconeogênese hepática e renal (fígado e rins) agora fornecer toda a glicose, mas apenas o cérebro, as células vermelhas do sangue e da medula renal (a parte interna do rim) utilizam glicose. Todo o resto mudou para a queima de gordura. Na etapa 5, o cérebro tem principalmente migrou para a queima de gordura sob a forma de corpos cetônicos. Apenas uma pequena quantidade de glicose é necessária para as células vermelhas do sangue.

É possível ver que a origem da glicose no sangue muda gradualmente a partir de exógeno (dietética) para gliconeogênese feita a partir do glicerol. A gordura é majoritariamente triglicerídeos, que contêm um estrutura de um glicerol e três ácidos graxos de diferentes comprimentos. A maioria dos tecidos do corpo são capazes de usar ácidos graxos diretamente como combustível. Na fase 5, apenas o cérebro e os glóbulos vermelhos requerem glicose. Assim, a maior parte do corpo está agora alimentada por gordura, e não por açúcar.

Triglyceride


Você pode ver o efeito disto nas concentrações de ácidos graxos livres (FFA) no sangue em resposta ao jejum (também chamado de fome). Os níveis de FFA no plasma sobem como um foguete, a partir de "praticamente indetectáveis". As cetonas (para alimentar o cérebro) são o acetoacetato e o betahidroxibutirato (BOHB) também mostram um aumento.

O triglicérideo é quebrado em glicerol e 3 ácidos graxos. Os ácidos graxos são utilizados diretamente pelo corpo. O glicerol vai para o fígado e é transformado em glicose pelo processo da gliconeogênese. 

Portanto, a gordura é capaz de proporcionar a pequena quantidade de glicose necessária para o cérebro, as células vermelhas do sangue e da medula renal. Você não precisa destruir o músculo para isso.

FFA

Portanto, o jejum não realmente "priva" os músculos de combustível. Ao invés, a glicose parcamente disponível é substituída por gorduras amplamente disponíveis como combustível principal. Isso é bom, porque o corpo é capaz de armazenar quantidades virtualmente ilimitadas de gordura, mas apenas uma pequena quantidade de glicose. A Mãe Natureza, mais uma vez, provou­-se muito, muito mais esperta do que nós.

É análogo ao tomar a decisão de mudar de energia hidrelétrica para a energia solar no meio do deserto do Saara. Simplesmente inteligente. Se não houver glicose, queimaremos gordura. Isso é realmente uma boa notícia, porque se há alguma coisa que realmente, realmente quero fazer é QUEIMAR GORDURA. Para todas as curas milagrosas empurradas pelo Dr. Oz que realmente não queimam gordura, há uma que queima – o jejum.

Queremos queimar gordura para que possamos parecer como esse cara – Brad Pilon (autor do livro oficial sobre jejum Eat­Stop­Eat). Isso é realmente verdade, mesmo seja uma manobra flagrante e transparente para colocar uma foto de um cara sem camisa para aumentar o público feminino. Mas ei! A internet é um mundo de cobra comendo cobra.

BradPilon2

Uma das razões pelas quais os fisiculturistas têm interesse no assunto é porque seu esporte demanda níveis extremamente baixos de gordura corporal combinados com alta performance atlética.

O cérebro agora é alimentado principalmente por cetonas. Esta é uma situação normal. Esta é a forma como o nosso corpo foi selecionado para ser. Isto não deve ser confundido com cetoacidose diabética, onde excesso de cetonas são produzidos, em adição a níveis muito elevados de glicose. Nessa situação, há muita glicose para o cérebro a usar. No entanto, devido à falta patológica de insulina, o corpo também produz montes de cetonas. As cetonas não são queimados como combustível, e em vez disso acumulam-se no exterior, como toras de madeira não utilizadas. 

FFA2

À medida que os requisitos de corpos cetônicos sobem, as necessidades de glicose caem. No diabetes tipo 1, os dois são muito altos, o que provoca um problema de risco de morte.

Aqui está uma pergunta que recebo às vezes. "O meu filho com excesso de peso pode jejuar ?" DE JEITO NENHUM. Aqui está uma descrição gráfica do porquê. Crianças simplesmente podem não ser capazes de produzir quantidades adequadas de cetonas. 

FFA3

Mesmo que pudesse, eu com certeza não gostaria de correr esse risco. Na verdade, todas as grandes religiões do mundo requerem jejum ­, mas APENAS para adultos. Em um estudo mais recente de 4 dias de jejum, resultados praticamente idênticos foram encontrados. Vamos dar uma olhada mais de perto.

Zauner

Há muitos detalhes interessantes aqui. Primeiro, você vai notar que os ácidos graxos aumentaram 373%. A glicose no sangue caiu de 4.9 para 3.5mmol/dl (N.T.: de 88.2 para 63mg/dl) –­ menor, mas ainda dentro da faixa normal, mantida pela gliconeogênese hepática. Betahidroxibutirato aumentou em 2.527%! O cérebro está funcionando com cetonas e o corpo está funcionando com gorduras. Essa é a mítica queima de gordura. ­ Burn, Baby, Burn! 

Em segundo lugar, você pode ver que ao longo de 4 dias de jejum, há um aumento contínuo da norepinefrina (noradrenalina) enquanto a epinefrina (adrenalina) permanece relativamente estável. O aumento da adrenalina aumenta a energia e evita a diminuição do gasto energético de repouso (REE) ou metabolismo. O REE aumentou mais de 10%. Não há apagão metabólico. Ao contrário, jejum acelera o metabolismo do corpo. O VO2 também aumenta ligeiramente, indicando uma maior capacidade do corpo para o esforço físico.

Então aqui vai um resumo do quanto o jejum faz pelo o atleta de elite, ou mesmo pela pessoa normal. 

  1. Treinar mais ­mais pesado: Aumento da adrenalina, aumento do VO2 
  2. Recuperar-se mais rapidamente e construir músculos mais rápido:­ o hormônio do crescimento aumentou. 
  3. Queima de gordura:  aumento da oxidação de ácidos graxos. 
  4. Diminuição da insulina. Isso nós vamos considerar com mais detalhes posteriormente.


Isso tudo está acessível a todas as pessoas em todo o mundo, gratuitamente. Você não apenas NÃO tem que comprar suplementos caros. Você vai economizar dinheiro, porque você não precisa comprar comida. Você vai economizar tempo, porque você não precisa para cozinhar ou limpar.

Você vai perder peso? Bem, duh. Se você não comer, você vai definitivamente perder peso. 

If I don't eat, will I lose weight?
Se eu não comer, perco peso ?

Portanto, não há dúvida de que este é um tratamento eficaz para perda de peso. Praticamente não existem circunstâncias em que não vai funcionar. É não saudável?

A resposta surpreendente é que o jejum é extremamente saudável. Há um grande número de benefícios incríveis nele. Treinar mais, construir músculos, queimar gordura. Adoro! 

Tudo legal e totalmente gratuito! Soa como um elegante infomercial de tarde da noite. Ligue nos próximos 10 minutos ou eu vou dobrar o preço! Leia este post de hoje, ou eu vou triplicar o preço! (bem, este blog é de graça).

Este é apenas o começo –­ nem sequer tocamos nos benefícios para a obesidade, diabetes, câncer e até mesmo os efeitos anti­envelhecimento.

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores