Jejum, uma história

Artigo traduzido por Antônio Junior. O original está aqui.


O jejum é testado há tempos e uma antiga tradição. Tem sido usado não só para a perda de peso, mas para melhorar a concentração, prolongar a vida, prevenir a doença de Alzheimer, prevenção da resistência à insulina e mesmo reverter todo o processo de envelhecimento. Há muito o que falar aqui  – assim começamos uma nova subseção "jejum".

Não há nada novo, exceto o que foi esquecido.
 -- Marie Antonieta

Portanto, a questão esquecida de perda de peso é "Quando devemos comer?" Nós não ignoramos a questão da frequência em qualquer outro lugar. Cair de uma altura de 100 metros provavelmente vai nos matar. Mas isto é o mesmo que cair 1000 vezes de uma altura de 10cm ? Claro que não. No entanto, a distância total caída ainda é de 100 metros.

vegan-fasting
Vamos começar devagar: eu quero que você tente jejuar entre as refeições 

Todos os alimentos irão aumentar os níveis de insulina em algum grau. Comer os alimentos apropriados irá evitar níveis elevados, mas não vai fazer muito para reduzir os níveis. Alguns alimentos são melhores do que outros, mas todos os alimentos ainda aumentam a insulina. A chave para a prevenção de resistência é periodicamente manter níveis muito baixos de insulina. Se todos os alimentos aumentam a insulina, então a única resposta é a abstinência voluntária completa de alimentos. A resposta que estamos procurando é, em uma palavra, o jejum.

JEJUM


A resposta a este problema irritante não está na tendência de dieta mais recente, e sim no que já foi testado e demonstrado verdadeiro. Ao invés de procurar por alguma dieta exótica milagrosa, nunca antes testada, devemos nos concentrar em tradições antigas de cura do passado. O passado bem longeeeeeeeeee. O jejum é uma das tradições mais antigas de cura da história humana. Esta solução tem sido praticada por praticamente todas as culturas e de religiões da Terra.

Sempre que o jejum é mencionado, há sempre a mesma resposta de rolar de olhos. A fome? Essa é a resposta? Não. Jejuar é completamente diferente. A inanição é a ausência involuntária de alimentos. Não é nem deliberada, nem controlada. Pessoas famintas não têm idéia de quando e onde sua refeição seguinte virá. O jejum, por outro lado é a abstinência voluntária de alimentos por motivos espirituais, de saúde ou outros. É a diferença entre o suicídio e morrer de velhice. Os dois termos nunca devem ser confundidos um com o outro. O jejum pode ser feito por qualquer período de tempo, a partir de algumas horas a meses a fio. Em certo sentido, o jejum é parte da vida cotidiana. O termo "desjejum" é a refeição que quebra o jejum – que é feito diariamente.

O jejum é uma das tradições mais antigas e difundidas de cura no mundo. Hipócrates de Cós (460-370 AC) é amplamente considerado o pai da medicina moderna. Entre os tratamentos prescritos e que ele defendeu estão a prática do jejum e o consumo de vinagre de maçã. Hipócrates escreveu: "Comer quando você está doente, é alimentar a sua doença". O antigo escritor e historiador grego Plutarco (46-120 DC) também ecoou estes sentimentos. Ele escreveu: "Ao invés de usar remédio, melhor jejuar hoje". Pensadores gregos antigos como Platão e seu aluno Aristóteles também eram firmes defensores do jejum.

Os gregos antigos acreditavam que o tratamento médico pode ser observado a partir da natureza. Os seres humanos, como a maioria dos animais, não comem quando eles ficam doentes. Por esta razão, o jejum tem sido chamado de "médico interior". Este "instinto" de jejum torna cães, gatos e seres humanos anoréxicos quando doentes. Esta sensação é certamente familiar a todos. Considere a última vez que esteve doente com a gripe. Provavelmente a última coisa que queria fazer era comer. Portanto, o jejum parece ser um instinto humano universal a múltiplas formas de doenças. Assim, o jejum é enraizado em patrimônio humano, e tão antigo quanto a própria humanidade.

foodcomaOs gregos antigos acreditavam que o jejum melhora habilidades cognitivas. Pense sobre a última vez que você comeu uma enorme refeição de Ação de Graças. Sentiu-se mais enérgico e mentalmente alerta depois? Ou, em vez disso você se sentiu sonolento e um pouco tonto? O mais provável é o último caso. O sangue é desviado para o seu sistema digestivo para lidar com o enorme afluxo de alimentos, deixando menos sangue que vai para o cérebro. Resultado – coma alimentar.

Outros gigantes intelectuais também foram grandes defensores de jejum. Philip Paracelso, o fundador da toxicologia e um dos três pais da medicina ocidental moderna (juntamente com Hipócrates e Galeno) escreveu: "O jejum é o maior remédio – o médico interno". Benjamin Franklin (1706-1790), um dos "pais fundadores" da América e renomado pelo amplo conhecimento em muitas áreas, uma vez escreveu sobre o jejum "O melhor de todos os medicamentos é descansar e jejuar".

Jejum para fins espirituais é amplamente praticado, e continua a fazer parte de praticamente todas as grandes religiões do mundo. Jesus Cristo, Buda e Maomé, o profeta, todos compartilhavam de uma crença comum no poder de cura do jejum. Em termos espirituais, muitas vezes é chamado de limpeza ou purificação, mas, na prática, isso equivale à mesma coisa. A prática do jejum desenvolveu-se de forma independente entre as diferentes religiões e culturas, e não como algo que fosse prejudicial, mas algo que era profundamente, intrinsecamente benéfico para o corpo e o espírito humanos. No budismo, o alimento é frequentemente consumido apenas na parte da manhã, e adeptos do jejum do meio-dia até a manhã seguinte ao dia. Em adição a isto, pode haver vários jejuns só de água durante dias ou semanas a fio. Os cristãos ortodoxos gregos podem seguir vários jejuns por mais de 180-200 dias do ano. Dr. Ancel Keys muitas vezes considerava Creta como o cartão-postal da dieta mediterrânea saudável. No entanto, houve um fator extremamente importante que ele descartou completamente. A maioria da população da ilha de Creta seguia a tradição ortodoxa grega de jejuar.

Os muçulmanos jejuam do nascer ao por do sol durante o mês sagrado do Ramadã. O profeta Maomé também incentivava o jejum às segundas e quintas de cada semana. Ramadã é o melhor estudo dos períodos de jejum. Ele difere de muitos protocolos de jejum porque também são proibidos fluidos. Além de jejum, eles também são submetidos a um período de desidratação suave. Além disso, uma vez que é permitido comer antes do amanhecer e depois do por-do-sol, estudos recentes indicam que a ingestão calórica diária, na verdade, aumenta significativamente durante este período. Empanturrar-se antes do amanhecer e depois do sol parece negar alguns dos efeitos benéficos.

Assim, o jejum é verdadeiramente uma idéia que tem resistido ao teste do tempo. Discutível, as três pessoas mais influentes que já viveram concordavam que o jejum é benéfico. Se esta fosse uma prática prejudicial, você não acha que teriam percebido isso, oh, digamos, 1000 anos atrás?

Existem, certamente, as pessoas que não querem que você jejue. Por exemplo este companheiro feliz.

RonMcDonald


Há também esta linda sereia que não quer que você jejue …

Starbucks


E não se esqueça deste amável tigre ....

TonyTiger



Portanto, a questão se resume a isso. Jejuar ou não jejuar. Com relação à sua própria saúde, em quem você confiaria?

JesusColonel

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores