The NNT: Utilidade pública

Grande achado! O site The NNT é um banco de dados (em construção) para quem quer conhecer o NNT e o NNH de terapias e diagnósticos.

Descreve-se como:


Somos um grupo de médicos que desenvolveu um arcabouço e um sistema de classificação para avaliar terapias, baseadas em seus benefícios e danos ao paciente, bem como um sistema para avaliar diagnósticos por sinal/sintoma de paciente, teste laboratorial ou estudo.


Só usamos dados da mais alta qualidade, estudos baseados em evidência (frequentemente, mas nem sempre, Revisões Cochrane), e não aceitamos financiamentos ou propagandas.

Bacana, mas... NNT ? NNH ? O que diabos é isso ?

NNT é uma sigla em inglês que significa literalmente "Number Necessary to Treat" – ou "Número Necessário para Tratar". Indica quantas pessoas precisam tomar um medicamente, por exemplo, para que o efeito esperado seja obtido.

Já NNH é uma medida um pouco mais sombria: ela indica o número de pessoas que precisam ser tratadas para que uma tenha efeitos nocivos ("Number Necessary to Harm").

Combinando os dois, dá para ter uma idéia do custo-benefício de um tratamento. Se 1 pessoa em cada 2 é tratada com sucesso, e 1 em cada 100 tem problemas, o tratamento é uma maravilha! Se invertermos os números, melhor deixá-lo de lado...

Alguns dados interessantes:

Estatinas tomadas por 5 anos, por pessoas com doença cardíaca conhecida, para prevenção de infarto:

  • 1 pessoa em 39 evitou um infarto não-fatal
  • 1 pessoa em 83 evitou um infarto fatal
  • 1 pessoa em 125 evitou um derrame
  • 1 pessoa em 50 desenvolveu diabetes
  • 1 pessoa em 10 desenvolveu danos musculares


Estatinas tomadas por 5 anos, por pessoas sem doença cardíaca conhecida, para prevenção de infarto:
  • Nenhuma teve a vida salva
  • 1 pessoa em 104 evitou um infarto fatal
  • 1 pessoa em 154 evitou um derrame
  • 1 pessoa em 50 desenvolveu diabetes
  • 1 pessoa em 10 desenvolveu danos musculares

Aspirina tomada por 1 ano, para prevenção de infarto ou derrame:

  • 1 pessoa em 1667 foi ajudada (problema cardiovascular evitado)
  • Nenhuma teve a morte evitada
  • 1 em 2000 evitaram um infarto não-fatal
  • 1 em 3000 evitaram um derrame não-fatal
  • 1 em 3333 sofreram hemorragia maciça, requerendo internação e transfusão

Não tem dados de todos os medicamentos nem de todas as terapias, mas já tem insumos para muita discussão... 

Espero que consigam manter o sistema no ar!

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores