Por que os cães e gatos precisam de proteína animal

Muita gente que faz a transição para paleo/low-carb tem me perguntado sobre a melhor forma de alimentar seus pets. Cães e gatos estão tornando-se tão obesos quanto seus donos, exatamente porque tiramos deles aquilo que precisam para serem saudáveis: comida de verdade. E em seu lugar empurramos lixo e mais lixo industrializado...

Por isso, hoje a convidada especial é a veterinária Patrícia Tassinari (que também uma grande coach dentro da paleosfera!).

Cães exigem 22 aminoácidos essenciais para lidar com todas as suas necessidades metabólicas e de energia, mas seus corpos produzem apenas 12 do 22. 

Os outros 10 devem vir da comida que eles comem. Como o trato digestivo canino é curto e simples, não produz as enormes quantidades de aminoácidos que os herbívoros fazem – razão pela qual o seu cão deve obter aminoácidos pré-formados diretamente a partir da dieta. 

A proteína que você dá a seu cão deve fornecer um amplo espectro de aminoácidos para satisfazer suas necessidades nutricionais. As fontes de proteína com perfis de aminoácidos de amplo espectro incluem carne de boi, frango, ovos, peixe, carneiro, coelho, peru, porco e cabra. 

A proteína é um componente crucial de cada célula no corpo do seu animal de estimação. Os aminoácidos essenciais de proteína animal de alta qualidade constroem células saudáveis, órgãos e músculos, e fornecer enzimas e hormônios necessários.

A gordura de boa qualidade na dieta ajuda do seu cão na absorção de certas vitaminas e fornece energia e ácidos graxos essenciais. Os ácidos graxos de origem animal são importantes para a cura, a síntese da membrana celular normal, reprodução, pele e pêlos saudáveis.

E os gatos ?

Gatos são carnívoros. Carnivoros obrigatórios, o que significa "por necessidade" ou "por exigência biológica". Em outras palavras, gatos devem comer carne para sobreviver. A proteína no tecido animal tem um perfil de aminoácidos completo.

As proteínas vegetais não contêm todos os aminoácidos essenciais para a saúde dos carnívoros. Vaquinhas têm a capacidade de transformar proteínas vegetais nos componentes que faltam e que são necessários para um perfil de aminoácidos completo para a sua espécie.

Um dos aminoácidos em falta em plantas e é necessário para os carnívoros, é a taurina. Ela é encontrado em carne de músculo de animais, e em particular, os tecidos do coração e do fígado. Deficiência de taurina provoca graves problemas de saúde em gatos, incluindo doenças cardiovasculares e cegueira. 

Considerações adicionais: Vitamina D, Ácidos Graxos essenciais e proteínas de qualidade nutricional. 


Nem gatos nem cães produzem vitamina D na pele via luz solar (como os humanos fazem), então ela também tem de vir da sua dieta. A vitamina D tem de ser a vitamina D3 (que vem de fontes animais), e não a vitamina D2 (que vem de fontes vegetais). Os cães podem utilizar D2 em certa medida, mas os gatos não podem – eles devem ter D3 na sua dieta.

Ao contrário dos humanos, cães e gatos possuem as enzimas necessárias para converter fontes vegetais de ômega-3 , os ácidos graxos essenciais, como ácido alfa-linolênico (ALA) em quantidades adequadas de ácido docosahexaenóico (DHA) e ácido eicosapentaenóico (EPA).

Cães e gatos com uma dieta vegetariana sem suplementação externa de ômega-3 (seja de fonte vegetal ou animal) são deficientes em ambos DHA e EPA, o que leva a um número de problemas inflamatórios e degenerativos acentuados nestes animais.

A qualidade da proteína que você der a seu cão ou gato também é muito importante. Sabemos que alimentos cárneos de alta qualidade são mais fáceis para os animais de estimação digerir, absorver e utilizar adequadamente. Eu recomendo fortemente às pessoas que evitem as fontes “não-carne” de proteína para carnívoros, incluindo soja e milho, pois não só não são adequados à especie como também são frequentemente geneticamente modificados e tratados com pesticidas.

Acredito fortemente que a gordura e proteína na dieta de pets carnívoros deve vir de fontes de alimentos não-processados eticamente selecionados. Em dietas vegetarianas e veganas para animais de estimação, os aminoácidos, vitaminas e minerais devem ser suplementados a partir de fontes sintéticas – o que na minha opinião não é o ideal, porque não é um alimento completo.

Em resumo, os riscos de alimentar cães e gatos uma dieta vegetariana ou vegana incluem:
  • Ingestão total de proteína inadequada
  • Desequilíbrios de certos aminoácidos tais como a taurina e L-carnitina
  • Desequilíbrios em ácidos graxos essenciais, em particular o ácido araquidônico para gatos.
  • A deficiência de vitaminas e minerais - tais como as vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e ferro - também irá ocorrer como estes nutrientes.

Estas deficiências nutricionais e desequilíbrios podem levar a situações clínicas graves e por vezes irreversíveis.

A Comunidade Veterinária no mundo todo está se unindo em recusar e apoiar a dieta vegetariana ou vegana para cães e gatos. Ocasionalmente, o veterinário irá prescrever uma dieta vegana em um teste dietético de eliminação para detectar alergias. Embora essa nunca seja a minha abordagem, se ela vai durar apenas um mês ou dois, não deve causar danos significativos ou permanentes a um animal adulto.

Se o seu veterinário suspeitar que seu animal é sensível a um tipo específico de proteína, eu sugiro que você considere completar o diagnóstico com um teste de saliva ou de sangue. Os resultados do teste vão destacar os alimentos que seu animal de estimação deve evitar.

Diferente de quando se tenta identificar alergias alimentares, a grande maioria dos veterinários convencionais não defende ou apoia a alimentação carnívora ou dos vegetarianos. Pois na verdade, os proprietários que são vegetarianos ou veganos acham que essa dieta fará bem aos pets... e isso nao é verdade. Se eles buscam companhia para a sua dieta, deveriam escolher outra espécie de pet.

Recebo regularmente chamadas de potenciais novos clientes que ouvem que eu sou adepta da alimentação natural e acreditam que vou ser solidária com o seu desejo de transicionar seu cão ou gato para uma dieta vegetariana.

Eles ficam tristes ao saber que eu não vou incentivar isso.

Muitos veterinários, inclusive eu, têm clientes que dizem: "Bem, eu estive alimentando meu cão como um vegano por dois anos e ela parece estar indo muito bem". Alguns anos neste caminho, vemos que estamos tratando de animais infelizes e que seguem para doenças degenerativas evitáveis, incluindo diabetes tipo 2 a partir de muitos carboidratos, insuficiência cardíaca por falta de aminoácidos e graves problemas músculo-esqueléticos de deficiências nutricionais.

ALERTA: Por favor, não coloque suas crenças pessoais acima da saúde do seu animal de estimação.

Donos de animais que forçam os seus animais pets carnívoros a comer dietas sem carne e estão colocando suas crenças pessoais em um estilo de vida vegetariano ou vegano à frente da exigência fisiológica do seu animal de estimação, estão pondo a saúde dos seus bichinhos em risco..

Meus amigos veganos não gostam quando eu uso o termo "forçar" para descrever o que proprietários de animais de estimação fazem quando escolhem alimentar um cão ou gato com uma dieta baseada em não-carne.

Então eu faço uma sugestão simples à eles: sugiro que ofereçam a seus animais duas opções - uma dieta baseada em carne fresca, e uma dieta vegana... E depois vejam qual o cão ou gato come. Obviamente será de se esperar que seja a refeição à base de carne – o que prova perfeitamente o ponto de que alimentar um carnívoro com uma dieta que ele não iria escolher por si mesmo é realmente forçá-lo a sobreviver com uma dieta para a qual seu corpo não foi projetado para processar.

Em conclusão, este é realmente apenas um texto sobre como usar o bom senso e manter os melhores interesses do seu animal de estimação como sua prioridade número um. Se seus hábitos alimentares pessoais ou filosofia são tão fortes que todos em sua família devem respeitá-las, eu proponho a você escolher uma espécie adequada a tal finalidade. Escolha uma especie que foi designada às necessidades dietéticas que estão alinhadas com a sua dieta. Se você é um vegetariano ou vegano comprometido e não pode suportar a visão ou mesmo o pensamento de carne, escolha um animal de estimação desenhado pela natureza para ser um vegetariano.

Se o seu animal de estimação for um coelho e você é completamente adepto ao estilo de vida carnivoro, por favor, não force seus hábitos carnívoros a ele. Se o seu animal de estimação é uma cobra, não fique com raiva quando ela derrubar a tigela de salada. Parece engracado, mas é verdade!

Empurrar a sua filosofia nutricional pessoal a outras espécies que não têm os mesmos requisitos biológicos que você não é ético, e não faz sentido.

Patricia Di Giaimo Tassinari, é médica veterinária pós-graduada em nutrição de pequenos animais e especialista em doenças metabólicas em animais domésticos. É apaixonada pela alimentação natural e atua em uma clínica de pequenos animais na Alemanha, onde reside há mais de 9 anos – sempre buscando transmitir aos meus pacientes e proprietários a segurança e o conhecimento sobre uma alimentação saudável e própria de cada espécie.

Se você quiser revolucionar a maneira como o seu cão ou gato se alimenta, conheça o Programa Pet Forte, de autoria da Patrícia.

Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores