Dieta low-carb vence low-fat para perda de peso

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

É engraçado quando alguém quebra a cara, confrontado com a realidade, e não larga o osso :-D


por Mandy Oaklander



Se você está tentando perder peso, a gordura pode ser sua amiga.

Um novo estudo publicao hoje nos Anais de Medicina Interna descobriu que quando as pessoas seguiam um dietas low-fat ou low-carb por 1 ano, aqueles que cortavam os carboidratos perdiam significativamente mais peso e mais gordura, enquanto reduziam seus fatores de risco de doença cardíaca mais que aqueles que reduziam a quantidade de gordura ingerida.

Os pesquisadores observaram as circunferências abdomianis de uma população diversa, com 148 homens e mulheres obesos saudáveis. Aqueles na dieta low-fat consumiram 30% das suas calorias diárias sob forma de gordura, e aqueles no grupo low-carb consumiram 30% das suas calorias vindas de carboidratos. Um nutricionista deu a ambos os grupos o mesmo aconselhamento nutricional durante todo o ano, e acompanhou com entrevistas detalhadas sobre o que os participantes comeram.

Apesar de ambos os grupos se exercitarem aproximadamente o mesmo tanto, e consumirem quantidades similares de calorias, o grupo low-carb perdeu quase 4kg a mais ao longo de 1 ano — e perderam mais gordura em proporção ao peso. Ambos os grupos baixaram os níveis de LDL, mas os praticantes de low-carb tiveram maiores aumentos no chamado "colesterol bom", o HDL. Eles também apresentaram menor risco de doença cardíaca, medido por marcadores como glicose e níveis lipídicos.

Todas essas admiráveis medidas de saúde ocorreram apesar de o grupo low-carb ter comido mais de 40% das suas calorias diárias sob forma de gordura, diz a co-autora do estudo, Lydia Bazzano, professora de nutrição da Escola de Saúde Pública e Medicina Tropical da Universidade de Tulane. As pessoas no grupo low-carb comeram mais gordura monoinsaturada, e mesmo mais gordura saturada do que faziam anteriormente em suas dietas, mas ainda assim viram o LDL diminuir. E os níveis de colesterol bom aumentaram substancialmente mais que o do outro grupo.

Por que os do grupo low-carb se beneficiaram ? "Como uma proporção dos carboidratos que estavam ingerindo, o grupo low-carb tinha uma quantidade muito maior de fibra", diz Bazzano, que ajuda a reduzir a pressão sanguínea e o colesterol. Comer mais gordura e proteína também te faz sentir mais cheio por mais tempo, o que pode ter reduzido o número total de calorias que o grupo ingeriu. Além disso, as dietas também continham uma boa quantidade de saudáveis gorduras monoinsaturadas.

Os dados mostram o quão interativas as dietas são na prática, o que suporta a velha idéia de comer tudo em moderação para manter o equilíbrio de gordura, fibra, proteína e carboidratos. "O pensamento de que carboidratos são neutros e devem ser a base da pirâmide alimentar não é suportado por muitas evidências", Bazzano diz. Ela sugere reestruturar com uma fundação de verduras e frutas — e não se esquecer de adicionar uma dose de gorduras saudáveis.

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores