Dieta cetogênica explicada em menos de 3 minutos

1214

As pessoas que fazem dieta cetogênica limitam estritamente a ingestão de carboidratos, geralmente para menos de 50g por dia. Existem três motivos comuns para isso.

Porquê keto?

  1. Saúde
  2. Perda de peso
  3. Alergia ou doença

Saúde

Limitar sua ingestão de carboidratos pode ser benéfico para sua saúde, porque a abstenção deles normalmente significa que você terá baixos níveis de insulina ao longo do dia. Níveis elevados e regulares de insulina prolongada estão ligados a doenças cardiovascularescâncer e obesidade.

A dieta cetogênica é conhecida por melhorar a resposta à insulina, o que reduz drasticamente as chances de diabetes.

Perda de peso

Quando os níveis de insulina estão baixos, seu corpo acha mais fácil queimar gordura corporal. Por não comer carboidratos e, portanto, consistentemente manter baixos os níveis de insulina, seu corpo tem mais tempo para queimar gordura corporal do que em uma dieta média ou alta em carboidratos. Isso geralmente resulta em perda de peso.

Além disso, muitas pessoas relatam que comer alimentos gordurosos é mais saciante do que comer alimentos ricos em carboidratos, o que significa que eles consomem menos energia ao longo de um dia normal de refeições.

Alergia ou Doenças

Algumas pessoas sofrem de alergias ou intolerância a certos alimentos, como o glúten. A maioria dos alimentos que contêm glúten são ricos em carboidratos. Portanto, faz sentido eliminá-los completamente. O mesmo poderia ser verdade para outras alergias. Se houver uma sobreposição com carboidratos, pode-se optar por adotar uma dieta cetogênica.

Além disso, as pessoas relatam que o inchaço, refluxo, enxaqueca, letargia e alterações de humor melhoram ou desaparecem quando se muda para uma dieta cetogênica. Embora tal evidência seja anedótica, é onipresente .

Por fim, diabetes tipo II pode ser revertido completamente, adotando uma dieta cetogênica equilibrada, e diabetes tipo I também pode ser controlado muito melhor quando se adota uma dieta muito baixa em carboidratos .


O que (não) comer

Os carboidratos são uma das quatro fontes de energia possíveis: carboidratos, proteína, gordura e álcool. Os 3 primeiros são considerados “macronutrientes”, e o álcool tem apenas papel energético. Quando você não come carboidratos, precisa obter mais energia da gordura. Em uma dieta cetogênica, você come muito mais gordura do que em uma dieta rica em carboidratos, e sobre a mesma quantidade de proteína.

Pessoas em dieta cetogênica não comem:

  • Massa
  • Pão, pizza, tortillas
  • Arroz, grãos
  • Batatas, batatas fritas, polenta, vegetais ricos em amido
  • Doces, salgadinhos, sobremesa
  • Refrigerante regular, chá gelado, bebidas açucaradas
  • Cerveja, coquetéis
  • A maioria das frutas, suco de frutas

Eles comem mais:

  • Creme e manteiga
  • Ovos
  • Bacon, cortes gordurosos de carne
  • Peixe gordo
  • Queijo
  • Abacates
  • Nozes

Legumes

Muitas pessoas na dieta cetogênica ainda ingerem uma boa quantidade de vegetais, desde que não sejam amiláceas (ou seja, vegetais de baixo amido: folhas, principalmente. Mas também tomate, abobrinha, pepino, etc).

Carne

Não é necessário comer mais carne em uma dieta cetogênica do que em qualquer outra dieta. Comer uma dieta vegetariana cetogênica é possível, com alguma criatividade. Comer uma dieta keto vegana é muito complexo, mas já foi feito.

Adaptação

O corpo humano leva um tempo para se acostumar a queimar gordura como combustível principal. As pessoas relatam períodos de adaptação que variam de 5 dias a quatro semanas. Isso depende de quão estritamente os carboidratos são limitados e o exercício físico, entre outros fatores (pessoais).

Durante a adaptação, algumas pessoas relatam sentir-se sob o clima. Isso é chamado de gripe do caboidrato ou gripe cetogênica.

Duração

Pode-se adotar uma dieta cetogênica por um período indefinido de tempo. Ela pode ser usada como uma dieta de perda de peso a curto prazo ou um modo de vida permanente.

Riscos para a saúde

A dieta cetogênica não é perigosa quando implementada com cuidado. Comer um monte de alimentos processados ​​é ruim, assim como comer muitos óleos vegetais aquecidos ou processados também é, independentemente da dieta.

Artigo de Reinoud Schuijers, traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

Recomendado para você: