Quitutes da Andressa - Quiche de pimentão e linguiça




A couve-flor é muito versátil!

Ingredientes:

  • 1 couve-flor
  • 1 pote requeijão cremoso tradicional
  • 2 ovos
  • 1 volta de linguiça 
  • 1 pitada de fermento químico
  • 2 colheres de sopa de farinha de amêndoas 
  • ½ pimentão verde, ½ amarelo e ½ vermelho
  • 1 tomate
  • 1 cebola
  • Cheiro verde
  • Queijo fatiado – 4 a 6 fatias
  • Orégano/pimenta se desejar

Modo de fazer:

Separe os buquês da couve-flor e coloque no processador junto com os ovos e o requeijão cremoso. Processe até formar uma massa. Acrescente aos pouco a linguiça em pedaços, depois incorpore a farinha de amêndoas (caso esteja mole pode colocar um pouco mais para dar o ponto). Acrescente o fermento no final.

Não coloquei sal pois a linguiça já é bem salgada e foi suficiente.

Coloque a massa numa forma, pique bem fininho o tomate, cebola, cheiro verde e pimentões e separe em duas porções. Cubra com a massa com a primeira porção, adicione as fatias de queijo e por cima a segunda porção dos vegetais picados. Finalize regando com um pouco de azeite de oliva.

Assar em 200 graus por aprox. 40 minutos, aguardar amornar para cortar.

Espero que gostem!

Andressa Corrêa adotou o estilo de vida paleo/lowcarb e deixou para trás 24kg. Ama cozinhar, e atualmente coordena o grupo "Receitas Low Carb da Andressa" no Facebook.

Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores