Bolo de abobrinha e cacau com cobertura de creme de café

Quando eu comecei a praticar paleo, a minha filha já tinha quase 3 anos – e já tinha adquirido alguns hábitos ruins: embora nunca tenha sido GRANDE consumidora de porcarias, elas estavam lá regularmente. Eu sempre fiz questão de ensiná-la a comer uma variedade de plantas, e era até engraçado levá-la ao sacolão/hortifruti: ela sabia o nome de tudo, ainda bem novinha. Os funcionários ficavam encantados quando eu perguntava "o que é isso?", e ela respondia "binjela", "abobinha", "sussu", "florzinha verde" (brócolis) :-D

À medida que o tempo passou, e eu adotei paleo, como ela me via comer bastante carne e como eu sempre frisava a importância de se comer fígado e ovos, acabou indo demais para o "lado de lá": hoje ela ainda come frutas, chuchu, cenoura, brócolis, couve-flor, abóbora, alface e raízes. Mas berinjela, abobrinha, beterraba e outras, simplesmente saíram do cardápio :-(

Ontem, para tentar estimulá-la a comer um pouco de abobrinha, decidi preparar um bolo doce. Ela mesma não apreciou, mas eu achei tão bom que decidi compartilhar a receita...

Vamos lá então!



Massa:
  • 1 xícara de farinha de coco
  • 1 xícara de coco ralado
  • 5 colheres de sopa de cacau em pó (acho que poderia ter usado mais!)
  • 1 1/2 xícaras de abobrinha ralada (esprema usando as mãos ou um pano, para remover o máximo de água possível)
  • 4 ovos
  • 5 colheres de sopa de manteiga derretida 
  • Mel a gosto (usei umas 5 colheres de sopa)
Cobertura (ou, para gourmetizar, chame de "custard" :-):
  • 300g de creme de leite
  • 2 ovos
  • 2 colheres de sopa de café solúvel
  • 1 punhado de uvas-passa
  • Mel a gosto (usei 4 colheres de sopa)
  • Baunilha (opcional)
Modo de preparo:

  1. Pré-aqueça o forno a 250C
  2. Misture todos os ingredientes da massa usando uma batedeira ou mixer. Espalhe numa forma untada com manteiga (obviamente eu me esqueci de untar a forma e as fatias ficaram difíceis de tirar. Não cometa o mesmo erro!). Eu poderia ter usado um pouco de fermento, mas gosto da textura firme, meio brownie. Então foi sem fermento mesmo!
  3. Misture todos os ingredientes da cobertura, exceto as passas, usando um mixer. Espalhe a cobertura sobre a massa, e salpique as passas por cima.
  4. Baixe a temperatura do forno para 200C e asse por 30 minutos
  5. Deixe esfriar por uns 40 minutos, depois leve à geladeira por mais 1 ou 2 horas. 
  6. Sirva!
Para uma versão low-carb, troque o mel por adoçante (relembrando que adoçantes nunca são 100% seguros, que não são paleo, blablablá).

Se quiser incrementar sua culinária e aprender 91 receitas de sobremesas paleo, indo de biscoitos a sorvetes, é só clicar na imagem abaixo. Garanto que vai satisfazer a todos os paladares ;-)



Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores