Eu me amava antes, e agora me amo muito mais!

Sempre fui gordinha. Minha mãe, em minha infância, cansou de me levar em nutricionistas e endocrinologistas por conta do meu sobrepeso – porém eu não me importava! Aquilo tudo que minha mãe tentava fazer por mim, não entrava em minha cabeça. Eu era uma criança e só queria comer doces.

Eu tinha uma saudade boa, sempre comi de tudo e mais um pouco! Porém em uma época meu colesterol estava muito alterado e a médica disse que eu poderia desenvolver diabetes. Isso deixou minha mãe muito preocupada, então fizemos dieta. Creio que nessa época deveria ter uns 10 anos. Consegui normalizar meu colesterol e tudo mais, então voltei a comer novamente.

Aí veio a adolescência. Tive a festa de 15 anos do sonho de qualquer menina dessa idade. E estava muito gorda, pesando uns 112kg nessa época.

Vocês podem se perguntar: "Você se importava com isso?". E minha resposta será: "Não". 

Eu ainda não ligava para o meu sobrepeso, pois apesar dele eu não tinha problemas de saúde, vivia muito bem. Jogava bola, andava de bicicleta, corria, fazia de tudo. 

Aos 16 anos, fui ao médico. Lá, fiz os exames de rotina e descobri que minha pressão estava alta (se não me engano estava 15 por 9). Ele me disse que precisaria tomar remédio para pressão e isso seria para a vida toda.

Eu não me conformei, foi um choque de realidade pra mim. Quando cheguei em casa contei o que o médico havia me dito, e com isso comecei a fazer academia e melhorei a minha alimentação. Consegui emagrecer 10kg. Isso aconteceu no final do ano, então a academia entrou em recesso, parei de ir e engordei novamente.

Depois de 1 ano mais ou menos, voltei no médico e lá estava a bendita pressão alterada de novo. Foi aí que realmente me dei conta do que estava fazendo comigo mesma. 

Tinha 17 anos, e comecei novamente a academia em outubro. Era uma nova academia da associação dos professores da minha cidade. O lugar era pequeno, cabendo somente 5 alunos no mesmo horário. 



Assim começou o meu processo de emagrecimento. Fazia academia 3 vezes na semana e caminhadas que duravam até 2 horas ou mais. Comia a cada 3 horas e emagreci cerca de 15kg ao longo de 8 meses.

A low carb entrou em minha vida quando eu não conseguia mais emagrecer. Por conta disto procurei na internet algo que me pudesse ajudar.

Quando comecei, cometia muitos deslizes e quando isso acontecia eu me sentia muito mal – o que me levava a tomar laxantes. Tomei muitas vezes, passava mal. Mas eu consegui superar isso e seguir em frente.

Depois de cerca de 2 meses de adaptação, comecei a emagrecer surpreendente rápido. Sempre tive muita disciplina e sabia até onde queria chegar e consegui.

Minha dieta não passava dos 20g de carboidratos por dia, fazia todas as receitas que encontrava na internet, comia muito bem, não passava vontade. Nas festas comia somente o que é permitido na dieta. Fui chamada de chata muitas vezes, mas e daí? Era por mim tudo o que eu estava fazendo, era para a minha saúde.

Nessa levada, dediquei um ano da minha vida. Parei com tudo, já tinha terminado o ensino médio e decidi esperar 1 ano para começar a faculdade. Foi a melhor decisão da minha vida, pois consegui descobrir a mulher que sou hoje.

Vou ser sincera com vocês, porque quando alguém me pergunta se foi fácil emagrecer 35kg eu digo que foi. Porque foi fácil sim! É maravilhoso! Está tudo dentro de vocês, a força de vontade, a determinação, está aí com vocês e sempre esteve. Digo uma coisa: não desistam dos seus sonhos tracem uma meta e sigam.

Eu nem percebi quando emagreci, quando eu vi, PÁ! Estava uma vareta! 

Não fiquei com pelancas, como muita gente me pergunta. A única coisa que ficou em meu corpo foram as estrias. Mas eu as vejo como um sinal, um sinal de que tudo o que eu consegui foi real, um sinal de vitória e objetivo alcançado. Eu me amava antes, e agora me amo muito mais!

Boa sorte para vocês, e nunca desistam! Como eu disse, é fácil – mas às vezes tornamos as coisas fáceis em difíceis.

Agora estou aqui eu. Cheguei aos 115kg e hoje peso 80kg. E vocês? Bora, é só lembrar q é fácil!

Thalyne

E você? Gostaria de contar a sua história e ajudar a inspirar outras pessoas? Se sim, escreva um texto, junte fotos de antes e depois, e mande para hilton@paleodiario.com

Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores