Jejum 120/0: Dia 2

Esse é um relato em 5 partes. Você pode acessar todas elas usando os links abaixo:



Ontem às 23h completaram-se 48h de jejum. Sem maiores percalços. Comi pitadinhas de sal ao longo do dia, trabalhei, cuidei das crianças. Sem tonturas, sem mal-estar, sem sinais de hipoglicemia – muito antes, o contrário: estou me sentindo "elétrico" (provavelmente é efeito da cetose entrando em ação e provendo energia constante para músculos e cérebro). Além do mais, adrenalina e GH devem estar em alta ou subindo, me "preparando para caçar" – o chamado "efeito leão com fome" :-D

Hoje vou procurar um glicosímetro que não custe muito caro, e passar a acompanhar a glicemia.

A fome vem em ondas, mas vai embora rapidamente. E não é aquela fome que faz doer a cabeça e deixa mal-humorado. Eu apenas sei que ela está lá.

O que percebi: as cores ficam mais vivas, e eu detecto bordas melhor. Possivelmente é efeito psicológico apenas, mas eu atribuo a esse aumento ao estado de alerta que me prepara para a caça.

Agora pela manhã a balança marcou 65.2kg (ou seja, 1.7kg a menos que no domingo, e 0.6kg a menos que ontem). A cintura encolheu mais 0.5cm, ficando em 83.5.

Vejamos o que teria acontecido se a teoria das "calorias que entram, calorias que saem" funcionasse direitinho.

Eu avaliei o meu gasto energético diário usando a fórmula de Harris-Benedict e achei o seguinte:

  • Metabolismo basal: 1591kcal/dia
  • Para manter o peso: 2187kcal/dia
  • Para perder peso: 1815kcal/dia
  • Para ganhar peso: 2559kcal/dia
A diferença entre os totais necessários para manutenção e a perda de peso é de 372kcal/dia. Ou seja, pela fórmula, se eu me mantivesse em um déficit calórico de 372kcal/dia eu perderia 41g de gordura por dia (ou 93g de proteína, ou 93g de carboidrato sob forma de glicogênio – aliás, isso é uma coisa que nunca ficou clara na faculdade: quando se diz que um déficit semanal de 3500kcal reduz seu peso em 1/2kg, ninguém soube me explicar se a perda se dava sob forma de gordura, proteína ou carboidrato. Talvez porque a teoria seja completamente furada :-)

No entanto, eu tive um aporte calórico de ZERO calorias de domingo para cá. Ou seja, considerando o volume calórico para manter o peso, eu estou em um déficit de quase 2.5 dias (agora são 10 da manhã: completam-se 60 horas de jejum daqui a 1 hora). Trocando em números, o meu déficit calórico é de 2187 x 2.5 = 5467.5kcal.

Dado que "a cada 3500kcal de déficit eu perco 1/2kg", então o déficit de 5467.5kcal deveria ter me feito perder 1.7kg. Uai, não está tão longe dos 1.5kg perdidos, né?

Mas lembre-se: é virtualmente impossível queimar 1.5kg de gordura, proteína ou carboidrato em 60h, ainda mais considerando o meu nível de atividade física – que atualmente é baixo. Na prática, os estudos conduzidos por Phinney et al. (1983) mostraram que ciclistas bem-treinados, cetoadaptados, podem queimar até 112g de gordura por hora – quando fazem atividade intensa. Isso não é nem de longe, o meu caso. Não fiz atividade física intensa nenhuma (joelho ruim!). E de qualquer maneira, os ciclistas do Dr. Phinney não iriam pedalar 60h sem parar.

HALL, Kevin. “Comparative Physiology of Fasting, Starvation, and Food Limitation” apud FUNG, Jason

Preste reparo no gráfico acima. Ele mostra o quando de macronutrientes são queimados à medida que um jejum se prolonga. Como eu estou no dia 3, fiz uma conta rápida (e imprecisa, porque não tenho os dados que geraram o gráfico) e ao final de 72h terei perdido...

  • 290g de carboidrato (sob forma de glicogênio hidratado, que ao ser perdido provavelmente levará embora algo perto de 870g de água)
  • 188g de proteína (e lembre-se: se eu estivesse me exercitando intensamente, essa perda tenderia a ZERO. O corpo em jejum PRESERVA a proteína quando você se exercita – ao contrário do que a sabedoria convencional diz. Leia mais aqui). De qualquer maneira, se você estiver preocupado, lembre-se que 188g de proteína equivalem a aproximadamente 750g de carne: em 1 ou 2 dias eu consumo isso de volta...
  • 295g de gordura
Isso totaliza 1643g – bem próximo dos 1700g que a balança marcou.

O que concluo disso: a maior parte da minha perda de peso continua sendo de água – que é liberada quando a insulina baixa.

O que mais concluo disso: o tal déficit de 3500kcal para perder 1/2kg de gordura é só mais uma falácia propagada pela sabedoria convencional. Simplesmente não funciona desse jeito...

E o teste do espelho, o que diz?


29/05
Peso: 66.9kg
Cintura: ???
30/05
Peso: 65.8kg
Cintura: 84cm
31/05
Peso: 65.2kg
Cintura: 83.5cm



Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores