O sal-de-frutas vencido

Outro dia achei uma embalagem de sal-de-frutas perdida lá em casa. Veja que foi fabricada em junho/2012, e que a validade era junho/2014. Foi literalmente o último frasco que eu comprei. Em 01/03/2013 eu adotei uma dieta paleo, e nunca mais voltei atrás. Com isso, nunca mais nesses quase 4 anos, tive azia (embora tenha tido um episódio de dor estomacal quando comecei a consumir amido resistente sob forma de banana verde).

Meus torresmos na madrugada, as maçãs de peito com bacon, o fígado acebolado com jiló, nada disso jamais incendiou o meu estômago como faziam o sanduíche, pão-de-queijo ou arroz noturnos.

Joguei o frasco de sal-de-frutas fora, mas depois fiquei refletindo que deveria tê-lo guardado. Ele seria um ícone do que o conhecimento convencional nos empurra: coma o que você quiser, e se pegar fogo no seu esôfago, apague com bicarbonato e açúcar. Ou ainda pior, tome um "prazol" e detone o funcionamento normal do seu estômago. Para variar, a solução óbvia nunca é apresentada como viável: pare de gostar do que te faz mal. Melhor do que tomar banho de gasolina e depois ter que ficar horas no chuveiro para tirar o cheiro, é não tomar banho de gasolina em primeiro lugar.

Mas estou divagando.

O fato é que me arrependi de ter jogado o frasco fora, mas até o arrependimento durou pouco. A sabedoria convencional está tão presente no nosso dia-a-dia que é muito fácil achar substitutos para ele...

... a começar pelas farmácias, que hoje são também locais para se comprar lixo comestível. Não sei como funciona em outras cidades/estados/países, mas aqui em BH-MG a diferença entre uma farmácia e uma loja de conveniência é sutil. Acho que só falta a máquina de cachorro-quente. Você acha antibióticos, antiinflamatórios, fraldas, xampus, recarga de créditos de celular, pilhas, comida para cachorro, chips, chocolate, refri, sorvete e se bobear, até cerveja. É uma situação ganha-ganha (para a farmácia, é claro): venda produtos que deixam as pessoas doentes, e venda também remédios que mascaram os sintomas. Assim o cliente pode comprar metformina e açúcar sem ter que se deslocar muito.

Essa semana esbarrei com ofertas inacreditáveis em uma farmácia perto de casa!

Uau!!! Melhor custo-benefício para o seu rico dinheirinho!

Pois é... No primeiro kit você leva 230kcal por R$1,98. No segundo, 470kcal por R$5,47. É um negócio da China, se você não tem muita grana ou não se preocupa com a sua saúde.

Ontem à noite, no shopping, estava sobre a mesa uma latinha de "néctar" (que é uma maneira bonita de falar "suco com teor ainda mais baixo de polpa de fruta") de pêssego.


Como vovó já dizia, o diabo mora nos detalhes: a latinha diz "Para diminuir o açúcar adicionado em nosso néctar, colocamos suco de maçã, mas o gostinho de pêssego continua do jeito que você gosta".

Mas a tabela de informações nutricionais aponta 35g de açúcar por lata. Só isso, amiguinhos, já quase atinge o máximo de açúcar recomendado por dia: 50g de açúcar. Eu imagino o quanto de açúcar tinha por lata antes da redução...

E aí somamos isso e mais as milhares de "comidas saudáveis" (integrais e sem gordura, é claro!) que vemos por todos os cantos, mais os alertas dos nutricionistas para comer a cada 3 horas, os alertas dos médicos para baixar o colesterol a qualquer custo, os alertas dos educadores físicos sobre a necessidade de exercício aeróbico para queimar gordura e chegamos a aberrações como o cartaz abaixo (afixado em um posto de saúde).



Traduzindo (deixei de fora da tradução os mandamentos 5 e 9 por serem bacanas, e o 10 pelo "cuide do seu coração" – que implica, dado o cartaz, seguir as outras loucuras):

1) Mate-se de correr na esteira ou na rua
2) Não coma nada gorduroso
3) Passe fome, achando que vai dar certo
4) Coma muito açúcar
6) Já que os 4 primeiros conselhos anteriores lascam a sua vida, pelo menos saiba que está se lascando
7) Saiba que está indo para o buraco, mas não pense no fato de estar indo para lá exatamente por fazer o que mandamos
8) Você vai precisar mesmo, se proceder assim

E é isso... Vivemos num mundo onde a verdade é o avesso (e olha que nesse blog eu só falo de nutrição!), e onde as entidades públicas que deveriam cuidar da saúde da população na verdade a empurram para mais e mais doença.

Assuma o controle da sua saúde. Não te custa mais do que alguns maus hábitos!


Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores