Não consigo emagrecer! O que fazer? Parte 3 de 6

Terceiro guest post de uma série fenomenal do Glauber Silva, do blog Obeso Emagrece.

não consigo emagrecer parte 3 de 6: alimentação - imagem de uma fita métrica, uma balança e uma mulher escolhendo entre uma alimentação saudável ao invés de uma alimentação ruim

Nos artigos anteriores nós já falamos sobre a importância do lado emocional no processo de emagrecimento definitivo. Mas eu gostaria de reforçar que eu, sinceramente, não vejo como alguém pode ter sucesso nessa jornada estando com os sentimentos meio nublados, confusos ou até mesmo descontrolados. 

Entretanto, sem uma alimentação saudável, seguindo as premissas low carb de preferência, também é muito difícil conseguir obter sucesso definitivo. Por isso que é tão complicado decidir quem vem primeiro... O emocional ou a alimentação? O ovo ou a galinha? =) Bom, para simplificar, podemos dizer que essa é uma via de mão dupla:
  • Alimentação Emocional
  • Alimentação Emocional
Ou seja, a sua alimentação influencia diretamente o seu emocional. Ao mesmo tempo em que o seu emocional influencia diretamente a sua alimentação. É uma espécie de conexão full duplex - quem é da área de T.I vai entender... 

Mas se você não é eu explico: Estamos falando de uma conexão bidirecional onde os dois interlocutores (alimentação e emocional) podem se comunicar entre si em ambas direções e ao mesmo tempo - exatamente como uma ligação telefônica. Isso quer dizer que a comida se comunica com o seu emocional e o contrário também acontece de forma simultânea. 

Você inclusive já deve ter escutado alguém falando sobre "fome emocional". Ou talvez você mesmo já tenha utilizado a comida para aliviar algum sentimento desconfortável como a ansiedade, o estresse, a culpa etc. E porque eu estou batendo tanto nessa tecla? Para que você entenda, de uma vez por todas, a importância tanto da alimentação quanto do emocional durante o processo de emagrecimento definitivo. Internalizar o FATO de que esses 2 pilares são igualmente importantes vai nos ajudar a entender melhor os problemas que serão abordados a partir de agora, aqui neste artigo. Então, vamos lá!

1 - Não consigo emagrecer nem mesmo comendo uma dieta Low Carb

Antes de começarmos de fato com este tópico, é importante destacar que existem várias dietas para emagrecer disponíveis por aí. E muitas delas funcionam melhor para uns, mas para outros não. 

Entretanto, as dietas low carb (baixo consumo de carboidratos) apresentam as melhores taxas de sucesso no geral. Porém uma dieta low cab não deve ser encarada como mais uma dieta temporária, mas sim como um estilo de vida! E esse é um grande problema para muitas das pessoas que estão em busca apenas de um cardápio milagroso. Inclusive eu gravei uma vídeo-aula onde falo sobre o melhor cardápio para se emagrecer com saúde. Nessa mesma vídeo-aula eu também falo dos problemas relacionados aos cardápios prontos limitados. Caso tenha interesse em assisti-la, basta clicar no link abaixo: 


Então se você está meio insatisfeito com os resultados de uma alimentação low carb, saiba que talvez o problema não seja a dieta em si, mas sim o que você entende dela. Ficou confuso? Calma! Daqui a pouco explico isso melhor, mas agora vamos dar continuidade a este tópico... 

Muitas das pessoas que iniciam uma dieta com baixo consumo de carboidratos acabam percebendo com o tempo que os resultados no emagrecimento não estão satisfatórios. Principalmente quando leem os relatos e depoimentos de centenas de pessoas que já conseguiram emagrecer simplesmente seguindo uma alimentação low carb. 

Inclusive, é muito comum observarmos em grupos de discussão sobre o assunto, pessoas postando seus casos de sucesso e fotos de antes e depois. Ao mesmo tempo em que também é bastante comum observar pessoas reclamando que não conseguem emagrecer mesmo seguindo exatamente o mesmo estilo de alimentação das pessoas que conseguem.

Por que alguns emagrecem mais rápido com dietas low e outros demoram tanto?

Em muitos casos é uma questão de metabolismos e tipos de corpos diferentes - a genética é implacável! Entretanto, em muitos dos casos o problema acontece por falta de informação do que realmente seja low carb. Ou em casos mais complexos isso acontece por determinados comportamentos que estimulam a auto sabotagem sem que a pessoa se quer perceba. 

E aí essa pessoa realmente não consegue entender porque não está tendo resultados... Afinal de contas, na cabeça dela tudo está sendo feito corretamente. Mas quando alguém mais experiente observa de fora, percebe facilmente que essa pessoa provavelmente está fazendo algo errado. Entretanto, esse alguém geralmente não para para pensar nos seguintes pontos fundamentais:
  • Talvez a pessoa não esteja fazendo as coisas erradas por vontade própria;
  • Embora exista a vontade de emagrecer é possível que existam amarras muito profundas que dificultem as coisas para essas pessoas;
  • É extremamente difícil para alguém que NÃO sofre com esses problemas entender como eles realmente são complicados e sabotadores.
E o que acontece nesses casos? Acontece a mesma coisa que acontece nas dietas convencionais... Esse alguém aponta o dedo para as pessoas que não estão conseguindo emagrecer (mesmo seguindo low carb) e as taxam de "preguiçosas", "relaxadas" e "sem força de vontade". Então o que você deve fazer nesses casos é reavaliar e monitorar o que você tem feito de errado ou certo - o que nos leva ao nosso próximo tópico...

2 - SERÁ QUE VOCÊ REALMENTE ESTÁ INGERINDO OS ALIMENTOS CORRETOS?

Para reavaliarmos o que estamos fazendo de certo e o que estamos fazendo de errado, antes de tudo é preciso entender quais são os alimentos saudáveis e corretos do ponto de vista de uma dieta de baixo consumo de carboidratos. Pois essa claramente é a melhor estratégia alimentar para se emagrecer de acordo com diversos estudos (com alto nível de evidência científica) recentes sobre o assunto. 

E eu vejo muita gente que se diz praticante de uma dieta low carb postando fotos de alguns pratos nas redes sociais que claramente não são as melhores opções para quem deseja otimizar a queima de gordura. Isso acontece porque muitos confundem a dieta paleo (que é uma dieta composta por comida de verdade, ou seja, sem alimentos muito industrializados, processados, refinados etc.) com dietas de baixo consumo de carboidratos. 

Entretanto, a dieta paleolítica NÃO é necessariamente uma dieta com baixo consumo de carboidratos. Pois frutas e tubérculos como a mandioca e as batatas também levam o "rótulo" de comida de verdade. Mas ainda assim, esses alimentos, elevam (e muito) a sua insulina na corrente sanguínea e por consequência também te fazem engordar. Portanto, é importante ficar ligado nesses alimentos!

O problema da falta de conexão com a realidade

Agora que nós já falamos sobre a questão da alimentação, eu tenho uma dica bônus para te passar. Mas antes de tudo, vamos recapitular os principais motivos que impedem as pessoas de emagrecerem mesmo seguindo low carb:
  1. Genética - não tenho o que falar aqui (por enquanto) porque cada um é cada um;
  2. Não saber ao certo o que é low carb - acabamos de discutir algumas dicas sobre este assunto - falaremos mais daqui a pouco;
  3. Auto sabotagem silenciosa - vamos discutir formas de enfrentar esse problema agora mesmo! Essa é a minha dica bônus para você...
A lógica fracassa! Nós sabemos o que tem que ser feito, mas acabamos não fazendo. E muitas vezes nós até acreditamos que estamos fazendo as coisas certas. Mas no fundo no fundo estamos nos enganando sem ao menos perceber isso. 

Essa falta de conexão com a realidade pode atrapalhar (e MUITO) o nosso sucesso no processo de emagrecimento definitivo. Pois a gente acaba comendo um pouco a mais daquele alimento que acreditamos não atrapalhar tanto os nossos resultados. E quando percebemos já estamos consumindo aquele mesmo alimento, diariamente, em doses consideráveis. Quer um exemplo?

Meu caso pessoal de auto sabotagem silenciosa

Eu já vive esse problema da auto sabotagem silenciosa em relação ao consumo da a farinha de mandioca... Fui adicionando uma colherzinha nas refeições muito "molhadas". E quando percebi já estava adicionando esse ingrediente em quase todas as minhas refeições principais em doses exageradas. 

Só percebi depois de alguns meses que aquilo estava me fazendo voltar a engordar. Além do mais, estava me ocasionando muito mais fome e sono no decorrer do dia. Nesse período eu andava muito estressado e ansioso, assim foi fácil descuidar desse detalhe. Até porque, de certa forma, adicionar esse ingrediente nas refeições acabava amenizando um pouco de todo aquele excesso de estresse e ansiedade que eu estava vivenciando. 

Mas eu demorei para perceber o quanto estava me enganando. Achava que não tinha problema nenhum em comer aquelas quantidades de farinha de mandioca. Pois acreditava que não estava me trazendo nenhum resultado indesejado, mas estava! Afinal de contas, eu estava voltando a engordar e ficando com mais fome e mais sono no dia-a-dia. Ainda assim eu demorei mais do que deveria para perceber isso. E olha que eu vivo estudando/lendo várias coisas sobre low carb hein!

Como evitar a auto sabotagem silenciosa e voltar a se conectar com a realidade

A primeira coisa que você deve fazer para evitar a auto sabotagem silenciosa é perceber o mais rápido possível que você está SIM se enganando... Mas como fazer isso? FOTOS! Essa foi a estratégia que eu usei e uso até hoje... Acontece que as fotografias são capazes de aumentar a sua conexão com a realidade. E assim fica mais fácil de avaliar o que você está comendo e principalmente a QUALIDADE do que você está comendo. 

Hoje em dia qualquer celular tira fotos minimamente decentes. Então passe a registrar suas refeições e faça análises diárias para saber se você realmente não está se enganando. Essa é uma dica que parece simples, mas acredite: ela é bem poderosa! =)

3 - Não se engane e tenha em mente que comida de verdade também engorda

Com base no que foi exposto neste artigo, recomendo que você repense o que considera ser uma dieta low carb. E entenda que alguns alimentos, mesmo sendo considerados comida de verdade, também engordam. 

Para te ajudar nessa tarefa eu preparei um infográfico GRÁTIS e em ALTA resolução, otimizado pra impressão em folha do tipo A4, que contém um quadro de alimentos "coma", "modere" e "evite". Segue o link para download: mcl5.com.br/quadro-de-alimentos 

Esse infográfico é uma ótima opção para colar na porta da geladeira. Ou para levar as compras e assim nunca mais se esquecer o que é comidade de verdade ou não. Pois ele te indica quais alimentos devem ser consumidos com maior liberdade ou não. Com esse quadro de alimentos será bem mais difícil se enganar na hora de montar o prato. 

E falando em "se enganar", não se esqueça de utilizar as fotografias para não cair em armadilhas emocionais. Armardilhas que te façam se auto sabotar sem que ao menos você perceba.

E se você quiser mais dicas do que deve ser feito para se evitar a auto sabotagem durante o processo de emagrecimento definitivo, baixe GRÁTIS o eBook MCL5 - Mente & Corpo Leve em 5 Etapas! 

Trata-se de um livro digital, escrito por mim, e lá eu explico algumas técnicas um pouco mais avançadas para que você nunca mais se engane durante o seu processo de recomposição corporal e também explico conceitos mais aprofundados sobre alimentação saudável, carboidratos, gorduras, proteínas etc.

Lembrando que eu não sei até quando esse livro ficará disponível para todos de forma gratuita...

Portanto, aproveite enquanto ainda dá tempo e garanta a sua cópia GRÁTIS agora mesmo! ;-)

Um forte abraço e até o próximo artigo. 

Glauber 

Que tal fazer parte da lista de emails do Paleodiário e receber uma versão em alta resolução da Tabela Periódica de Alimentos Paleo?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores