Não consigo emagrecer! O que fazer? Parte 1 de 6

Primeiro guest post de uma série fenomenal do Glauber Silva, do blog Obeso Emagrece.


não consigo emagrecer - parte 1 de 6 - o que fazer? - imagem com uma balança, uma fita métrica e uma mulher com a expressão de dúvida  


Percebo que muitas pessoas costumam dizer algo parecido com isso em grupos de dietas e afins: "Não consigo emagrecer mesmo fazendo tudo direitinho, qual é o meu problema?" Essa ⇑ frase (ou lamentação) lhe parece familiar? Se você já tentou de tudo para emagrecer - inclusive dietas Low Carb - e nada parece dar certo, calma! Você não está sozinho. Mas talvez você pense que está SIM sozinho e que todo mundo tem resultados, menos você! 

E isso acontece por um simples motivo... Geralmente os casos de sucesso no emagrecimento recebem bastante destaque em revistas, blogs e mídia no geral. Entretanto, não podemos esquecer que para cada caso de sucesso, existem outros milhares de casos de fracasso. Sim! É isso mesmo. Acontece que a grande maioria das pessoas que se propõe a emagrecer, fracassam! Essa é a triste verdade, basta observar os últimos levantamentos feitos pelo governo para perceber que o aumento dos casos de obesidade e sobrepeso continuam a todo vapor.

Então qual seria a solução? A minha resposta imediata há algum tempo atrás seria algo do tipo: basta fazer LOW-CARB é claro! Mas a minha resposta mudou um pouco de um tempo pra cá... Pois mesmo que uma alimentação com baixo consumo de carboidratos realmente seja uma das melhores estratégias de emagrecimento que existe, em muitos casos, ela sozinha não é suficiente. E eu pude comprovar isso na prática nos últimos anos em que passei escrevendo para o meu blog - Obeso Emagrece - e observando que mesmo os leitores que já tinham uma boa noção sobre dietas Low Carb, simplesmente não conseguiam emagrecer.

Mas porque isso acontece?

Bom, existe uma grande diferença entre SABER o que deve ser feito e CONSEGUIR fazer o que deve ser feito. Geralmente as pessoas tem dificuldade de dar continuidade em um projeto de emagrecimento sustentável a longo prazo. E isso acontece pelos mais diversos motivos. Nesta série de 6 artigos, abordarei as principais causas responsáveis pelo fracasso de milhares de pessoas diariamente.

Tentarei fazer tudo isso de forma bem prática! E para tanto, este e todos os próximos artigos serão divididos em três partes:
  1. Primeiro apresentaremos os problemas tipicamente relatados pelas pessoas;
  2. Depois questionaremos o problema e/ou as possíveis soluções adotadas para resolver essas questões;
  3. Por último, apresentaremos um outro ponto de vista e novas formas de enfrentar o problema apresentado na primeira parte.
Essas dificuldades que serão tratadas neste e nos próximos artigos envolvem 5 grandes pilares responsáveis pelo emagrecimento acelerado, saudável e sustentável a longo prazo - são eles: emocional, alimentação, exercícios, otimizações e manutenção. Se você tiver interesse, saiba que eu gravei uma vídeo-aula em que explico melhor sobre esses 5 pilares, segue o link: ► [Vídeo-Aula] os 5 pilares do emagrecimento acelerado, saudável e sustentável a longo prazo

Mas vamos dar continuidade ao conteúdo deste artigo... Para exemplificar como será a metodologia utilizada nesta série de artigos, farei uso dessa estrutura de 3 partes agora mesmo. Dessa forma, vamos utilizar um clássico problema - citado no início deste artigo - que várias pessoas vivem repetindo por aí, em grupos de dietas e afins...

1 - Não consigo emagrecer mesmo fazendo tudo certo!

É muito comum as pessoas dizerem que fazem tudo corretamente e ainda assim não conseguem emagrecer de forma alguma. Geralmente quem já está tentando emagrecer há muito tempo, e sem sucesso, costuma repetir com bastante frequência essa frase. Algumas das maiores queixas, são as seguintes:
  • Já estou fazendo low carb a X dias/semanas/meses e os números na balança não mudam;
  • Mesmo comendo poucos carboidratos ainda não consegui chegar no peso que eu quero;
  • Faço X minutos/horas de exercícios todos os dias e ainda assim não vejo resultados;
  • Eu sei o que tenho que fazer, mas não consigo por causa da ansiedade e da compulsão alimentar;
  • Estou fazendo low carb a X dias/semanas/meses e ao invés de emagrecer estou engordando.
Enfim! A lista pode ser enorme... Mas esses exemplos já são suficientes para que você se identifique com uma ou mais de uma dessas situações. E o que você deve fazer agora é se questionar sobre cada um dos tópicos com os quais se identifica. O que nos leva ao nosso próximo tópico...

2 - Será que você realmente está fazendo tudo certo?

O primeiro grande erro é achar que as coisas não estão dando certo porque os números da balança não estão descendo da forma como você gostaria ou porque eles, talvez, até estejam subindo. Mas você precisa entender uma coisa: a balança não é a melhor forma de medir o seu sucesso! Acontece que o grande problema da balança é que ela não mede quanto de você é composto de músculo ou gordura.

E assim como o IMC ela pode acabar te desmotivando e escondendo os seus reais progressos. Outra coisa importante que você precisa ter em mente é o seguinte: O seu peso pode sofrer flutuações de até 3kg ou mais (tanto pra cima quanto pra baixo) em um mesmo DIA! Entretanto, a grande parte das pessoas não leva isso em consideração e se pesam a todo MOMENTO!

Sempre na esperança de que os números mudem para melhor. E quando isso não acontece da forma esperada, uma coisa é certa: desespero. Então é possível que você REALMENTE esteja fazendo tudo certo sim, mas talvez você esteja sendo enganado pelos números da balança.

A pressa é inimiga da perfeição

Outro erro bem comum de quem diz que faz tudo certo e ainda assim não consegue emagrecer é definir metas e prazos irreais... Já vi gente falando que está fazendo low carb a 2 semanas e ainda não emagreceu nada ou só emagreceu 2kg nesse período.

WTF? Vamos com calma! Se você engordou 20kg em 6 meses, pode ser que não seja tão fácil perder tudo isso em 2 semanas não é mesmo? Eu sei que provavelmente os casos de sucesso de pessoas que emagrecem em pouquíssimo tempo, restringindo o consumo dos carboidratos, acabe gerando uma expectativa um pouco distorcida da realidade. Mas é sempre bom manter o pé no chão e ficar consciente de que cada organismo é diferente.

Enquanto uns podem emagrecer mais rápido, outros não. Enquanto uns conseguem chegar em determinado nível de "magreza", outros não conseguem. Então é possível que você esteja sim tendo resultados satisfatórios dentro das suas limitações genéticas e metabólicas, mas por estar se comparando com outras pessoas, talvez você não esteja valorizando as suas conquistas da forma como elas deveriam ser valorizadas.

3 - Não seja enganado e pare de se enganar

Até agora nós vimos que dois dos principais responsáveis pela "falta de resultados" no processo de emagrecimento definitivo são os seguintes:
  1. Ser enganado pelos números da balança
  2. Se enganar com expectativas e prazos irreais ou improváveis
Sendo assim, a partir de agora, passe a focar em outros tipos de benefícios:
  • Roupas mais largas;
  • Melhor disposição;
  • Mais energia;
  • Sono com mais qualidade;
  • Fim dos roncos, acnes etc.
Ou seja, não fique neurótico com os números da balança, pois essa é a pior forma de acompanhar seus reais progressos. E esses números podem demorar para serem alterados ou talvez nem se alterem da forma como você gostaria. Afinal, o que você considera como peso ideal, talvez não seja o que o seu corpo considera como peso ideal.

Portanto, foque nos benefícios imediatos que impactam diretamente na sua qualidade de vida. E avalie os seus progressos através de fotos, roupas e acima de tudo: de acordo com as suas limitações individuais. Busque SEMPRE ser uma versão melhor de você mesmo ao invés de tentar ser uma cópia de outra pessoa. Certamente você ganhará bem mais motivação seguindo essas simples dicas.

Emagrecimento não se resume a alimentação e exercícios

Outra coisa que você pode e DEVE fazer para não se enganar é o seguinte: pare de pensar que o emagrecimento se resume a alimentação e exercícios, pois é como eu sempre costumo dizer:
No processo de emagrecimento definitivo 80% dos seus resultados vêm de uma boa alimentação e os outros 20% vêm dos exercícios, mas se o seu emocional não estiver bem você tem 100% de chances de não ter resultado nenhum.
Afinal de contas, não adianta nada você saber o que deve ser feito em relação aos exercícios e alimentação se você não consegue, de fato, fazer. Mas como este artigo já está ficando maior que o previsto, não vou me aprofundar muito nesse assunto.

Entretanto, se você quiser saber mais detalhes sobre a importância do emocional no processo de emagrecimento definitivo, baixe GRÁTIS o eBook MCL5 - Mente & Corpo Leve em 5 Etapas! Trata-se de um livro digital, escrito por mim, e lá eu abordo vários mitos sobre alimentação, exercícios e equilíbrio emocional durante o processo de emagrecimento definitivo. Além de falar sobre táticas de otimização e manutenção tanto dos resultados obtidos como do estilo de vida saudável em si. Lembrando que eu não sei até quando esse livro ficará disponível para todos de forma gratuita...

Portanto, aproveite enquanto ainda dá tempo e garanta a sua cópia GRÁTIS agora mesmo! ;-)

Um forte abraço e até o próximo artigo.

Glauber Silva

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores