História sendo feita – o castelo de açúcar está desmoronando

por Danilo A. Ferreira, fundador do Comida de Verdade

Não sei vocês, mas eu achei muito legal poder ver ao vivo na TV a queda do muro de Berlim. Ideologias à parte, aquilo foi a história sendo escrita (mais precisamente, o marco de um processo histórico lento) ali, na nossa cara.

Presenciei um momento que com certeza ficará guardado nos livros de História para sempre.

Será que o mesmo está acontecendo com o açúcar? Uma hora o "muro de Berlim" cai?

O açúcar virou a Geni. Agora todo mundo joga pedras e m... no açúcar, porque ele é bom de apanhar, ele é bom de cuspir. Maldito açúcar.

Não gosto dos exageros da mídia: sempre tem a intenção de caçar cliques. Pelo menos agora, escolheram um inimigo real e talvez todo esse foco traga algum benefício pra saúde das pessoas.

A última matéria de maior audiência saiu no UOL, afirmando que colesterol alto está mais relacionado ao consumo de açúcar do que gordura da alimentação. Pra nós que comemos Comida de Verdade, nenhuma novidade.

A roda da história se move bem devagar e as mudanças acontecem aos poucos, muitas vezes sem a gente se dar conta. Talvez todo esse movimento de notícias e estudos malhando o açúcar seja um daqueles pontos de inflexão na História. Só o tempo dirá.

"Eu já sabia"?


Eu sei que tem um monte de gente dizendo "eu já sabia", com um sorrisão no rosto. Uma destas pessoas com certeza é o dr Robert Lustig.

Não conhece? Vale muito a pena investir um tempinho pra conhecer esse cara.

Acompanhe aí esta listinha:
  • bate de frente com a indústria do açúcar
  • escreve livros mostrando por que o açúcar adicionado faz mal
  • participa de filmes como "Fed up" e "Sugar Coated"
  • publica artigos científicos sobre efeitos da frutose no fígado, obesidade infantil e outros
  • dá palestras inspiradoras em faculdades

Seria legal se houvesse pessoas fazendo pelo menos uma destas coisas, né? Pois é, esse cara faz todas elas.

Achei muito legal quando o pediatra dr Flavio Mello conseguiu entrevista-lo no mês passado. Falaram sobre causalidade entre obesidade e doenças metabólicas, pressão da indústria do açúcar, onipresença do açúcar adicionado nos produtos alimentícios processados e mais.

Vale muito a pena ver. Clique aqui e assista.

Falando nisso, outro vídeo que vale a pena ver é a palestra que ele deu na UCLA. Uma verdadeira aula sobre o que acontece com seu corpo (e de seu filho) quando consomem açúcar adicionado nos níveis que se consome atualmente. Clique aqui para assistir.

Se ainda não assistiu o filme Fed Up, recomendo (está no Netflix). É um documentário bem pouco técnico, com participação do dr Lustig, que dá uma ideia de porque nunca estivemos tão gordos e doentes.

Nele, fica nítido o quanto o caso do açúcar adicionado é muito parecido com o do cigarro há algumas décadas.

Lobby enorme, congressistas e advogados jurando de pé junto que não faz mal, indústria gastando bilhões em propaganda...

Enquanto isso, vários estudos científicos mostrando a ligação entre cigarro e câncer de pulmão....consegue ver o paralelo?

O filme mostra uma cena bizarra em que a CEO de uma empresa de produtos alimentícios defende que a pizza deveria contar como uma porção de legumes, pois tem tomate.

Isso mesmo, pizza de deveria ser contado como legume. Patético!

Outro filme bem comentado nesta área, com participação do dr Lustig é o "Sugar Coated", que ainda não assisti. Se alguém assistiu, escreva o que achou nos comentários deste post.

Como eu não li seu livro "Fat chance", mas ouvi comentários muito favoráveis a respeito, pedi pra alguém que leu (no caso o dr Flavio Melo) fazer um breve resumo para vocês:

"Seu livro, chamado Fat Chance, traz esse conceito ‘novo’ de nutrição, que alia a perda do medo das gorduras boas dos alimentos naturais, com a escolha consciente de fontes de carboidratos mais complexos e com fibras.

Nessa mesma linha, o prestigiado cientista de Harvard e endocrinologista Dr. David Ludwig, está prestes a lançar no Brasil a tradução do seu livro sobre alimentação e emagrecimento, bestseller nos Estados Unidos.

Ele se chamará aqui 'Emagreça sem fome' (clique aqui e veja mais detalhes) e revoluciona o conceito de perda de peso sem o mal-estar das dietas hipocalóricas, focando em qualidade da dieta e sem a tradicional contagem de calorias. Afinal, até quando você irá tentar emagrecer passando fome e com a calculadora na mão, quando a #comidadeverdade é a solução?"

Se você já se convenceu e quer se livrar do vício...

Quem aqui tem um vício que consiga controlar mesmo que tenha acesso ilimitado a ele?

É muito difícil. Um alcoólatra consegue se controlar se tiver a geladeira cheia de cerveja? Um fumante querendo parar, consegue não dar um "pega" se sair com amigos que fumam o tempo inteiro?

O mesmo acontece com o açúcar adicionado. Ele vicia? Na dose que as pessoas comem hoje em dia, tudo indica que sim.

Daí lá vai a pessoa tentar ficar livre do açúcar por um tempo. Abrimos sua geladeira. Sorvete no freezer. Iogurte "de frutas", suco de caixinha, geleia e afins. No armário da cozinha então ainda tem bolacha, chocolate, cereal matinal e sobremesas prontas.

Mas ela deixou de colocar açúcar no café e no suco...

Na minha modesta opinião, em casa é o último lugar pra ter coisas com açúcar adicionado, se você quer se livrar dele. Simplesmente não pode.

E quando vocês vivem com outra pessoa que não quer abandonar o hábito? Más notícias, amiga(o), mas sua batalha vai ser muito mais dura.

"Convencer" as pessoas é um trabalho inglório e, do meu ponto de vista, injusto. Muitas vezes, quando enxergamos algo com muita clareza - neste caso, açúcar adicionado em excesso faz mal - achamos um absurdo o outro não ver do mesmo jeito.

Pra mim não funciona assim. Tenho meus argumentos e quem quiser que ouça, debata e, se fizer sentido, aplique. Não fico nem um pouco incomodado se a pessoa não é convencida do meu ponto de vista.

Fora de casa, que não tem como controlar, vai ser difícil, mas não impossível. Alguns "truques" podem ajudar.

Acho que uns 85% das comidas no supermercado tem açúcar adicionado. Que tal não passar pelos corredores dos cereais matinais, chocolates, doces, bolachas e refrigerantes/sucos adoçados? Aproveita e não passa também no das massas!

Sua visita ao supermercado vai ficar mais simples e rápida: vá direto à parte de feira, açougue e peixaria.

Na hora do almoço, nem passe perto da mesa de sobremesas.

Evite a tentação. Nós (todos) somos "fracos" quando temos uma tentação ali na nossa cara. Até que o vício não te pertença mais, você vai precisar fugir dele.

Fuja do terrorismo alimentar


Tendo dito tudo isso, gostaria de deixar um último ponto para sua reflexão.

Você não vai morrer se colocar uma bala na boca. Parece ridículo, mas alguns mensageiros do apocalipse vão dizer que sim.

Pra eles, quanto mais extrema a mensagem, melhor. Mesmo que não seja verdade. O importante é convencer as pessoas, não importa se são usadas mentiras pra isso.

Eu não gosto desta abordagem. Acho que não leva a nada. Tome cuidado com ela e suas neuroses.

Eu tomo sorvete de vez em quando e estou muito tranquilo quanto a isso. Tenho plena consciência que é muito de vez em quando e que 99% do tempo eu como muito bem, como Comida de Verdade.

Comida de Verdade é uma loja virtual que envia, como diz o nome, comida de verdade para todo o Brasil, e que também publica artigos sobre alimentação e estilo de vida saudáveis.

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores