7 anos no estilo de vida primal: mais saudável, forte e sábio do que nunca!

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

"Se a juventude soubesse, se a velhice pudesse" – Henri Estienne

Nós não sabemos o que não sabemos. Aos 20 anos de idade, eu decidi viver como se fosse um homem de 100 anos de idade que recebeu uma nova chance de ser jovem. Nada mudou, é claro, porque não há como simplesmente decidirmos possuir uma vida inteira de experiências. Eu estava à mercê do paradoxo de Estienne. Mas há uma maneira de escapar.

O conhecimento pode ser inacessível aos jovens, mas a vitalidade não é inacessível aos mais velhos. Esse é o presente sem preço do nosso estilo de vida primal: a opção de tanto reter as capacidades da nossa juventude e de multiplicá-las pela experiência dos nossos anos; viver muito, no sentido real.

Agora tenho 40 anos, e talvez esses comentários direcionados ao meu "eu" de 33 possam te ajudar também. 

Você não está gordo, está mal-nutrido.


Bem, sim, você poderia suportar perder alguns quilos de gordura – apesar de que muito do que você pensa como "gordura" na verdade seja inflamação crônica. Mas você também poderia suportar ganhar alguns quilos de músculos, densidade óssea e tecido de órgãos. O problema é que você viveu a maior parte da sua vida com uma dieta de calorias vazias, toxinas e pouco mais que isso. Você está deficiente em uma quantidade enorme de vitaminas, minerais, bactérias simbiontes e outros fatores de crescimento. Esse é o motivo pelo qual você continua com fome ainda que sua barriga esteja prestes a estourar. É o motivo pelo qual o seu humor fica péssimo. É o motivo pelo qual você ganha quilos e mais quilos a cada ano, ainda que lentamente passe fome até morrer. Você não vai conhecer saciedade, saúde ou felicidade até que repare suas deficiências nutricionais, e isso vai levar muito tempo e um monte de comida humana de verdade. Mas vai levar muito menos tempo para curar-se do que levou para você chegar à sua condição atual.

Você acha que gosta de comida-lixo, mas ela não é nada se comparada à comida de verdade.


A vida sem pão e açúcar parece um infinito deserto deprimente e monocromático de miséria e desejo. Você até entende que essas compulsões podem acabar, e isso parece ainda pior: uma porta para sempre fechada aos prazeres da mesa. Seus colegas jocosos dizem "eu nunca poderia entrar numa dieta – gosto demais de comida!". Você inveja esse hedonismo idiota, mas ele entendeu tudo ao contrário. Vai chegar um momento em que você vai tomar um shake de fígado cru com creme azedo e ter arrepios de prazer. Você vai devorar uma tigela de caldo de ossos com coração de boi e beber até a última gotinha de gordura. Você vai comer 1kg de carne de búfalo com cebola e alho até que sua boca arda e você comece a suar, e ainda assim você continuará comendo porque é delicioso e te faz mais feliza do que todos os sorvetes que você já comeu, juntos. O paladar humano funcionando como deve é mais fantástico do que você pode imaginar atualmente.

Dois exercícios simples vão te dar força hercúlea: agachamento e levantamento terra


Você já mexeu com máquinas em uma academia de musculação: pulley, flexora de panturrilha, adutora/abdutora... Mas esses são instrumentos de lucro, não de saúde – e têm tanta relação com o condicionamento físico quanto as estatinas têm com o metabolismo mitocondrial mediado por CoQ10 (ok, talvez você ainda não esteja pronto para ler isso :-). Exercícios que constroem força são ancestrais e descomplicados: peso pesado controlado pelo seu corpo inteiro através do espaço. Aprenda a fazer agachamento de costas com halteres e ganhe força imensa. Aprenda a fazer levantamento terra e triunfe em uma posição de força. Quando você dominar certo peso com confiança, e não antes disso, aí você pode acrescentar mais peso. Há uns poucos outros exercícios que valem o seu tempo e eu tenho certeza que você vai achá-los, mas você sempre vai querer voltar a esses básicos – porque mesmo uma vida inteira de prática pode ser insuficiente para dominá-los.

Seus ancestrais carregavam coisas pesadas de um lado para outro, e você também deveria.

Todo mundo à sua volta está correndo em esteiras, correndo rua abaixo, arfando e agitando os braços – se isso funcionasse, seríamos uma sociedade de super-homens. Abaixe-se devagar e pegue algo do solo. Carregue água sem derramar. Carregue um saco pesado de alguma coisa nos seus ombros e aprenda a trocá-lo de lado de forma que quando um grupo de músculos fatigar-se outro possa tomar seu lugar. Sempre mantenha os olhos erguidos, respire pelo nariz e uma expressão serena no rosto. Descubra o significado real da postura e da cadência da mesma maneira que seus ancestrais faziam. Agora você está sentindo a resposta real da endorfina. É para isso que seu corpo foi feito: excursões para buscar provisões para a tribo, e não para correr de medos reais e imaginários.

Seus ancestrais trabalhavam com ferramentas, e você também deveria


Você vai descobrir isso na internet por acidente em alguns dias, e parece chato estragar a surpresa – mas eu acho que é para isso que estou aqui. Seus ancestrais gastaram horas incontáveis cavando, cortando, remando, martelando, lutando, arremessando lanças... e você pode simular tudo isso com uma simples marreta! Comece pesado, digamos com uma de 6kg, porque tal peso vai te ensinar os princípios da alavanca, momento angular e linear. Você vai aprender a trabalhar eficientemente, como seus ancestrais aprenderam por necessidade. Logo você vai colocar os movimentos grosseiros na memória muscular, e enão poderá mudar para pesos mais leves e descobrir uma precisão incrível. Eventualmente você pegar uma espada como seus ancestrais mais recentes, e vai aprender o significado real de finesse – mas não ainda, pequeno gafanhoto. Você ainda não mereceu isso. Converse comigo daqui a 7 anos!

Testosterona é uma droga fenomenal

Você esteve deficiente nela por toda a sua vida. A sua inabilidade em crescer uma barba não é genética. Sinto muito em dizer que seus níveis séricos estão dentro do limite normal para mulheres. Sua ansiedade social incapacitante não é porque você é um nerd, mas porque te faltam os hormônios necessários para um comportamento social confiante. Você precisa ser muito cuidadoso com isso. Assim como com qualquer hormônio, a deficiência prolongada leva a uma sensibilidade aumentada. Quando você começar a comer e treinar como um caçador alfa, os andrógenos vão te jogar pro espaço. Pintar o rosto com o próprio sangue pode parecer uma boa idéia e é realmente bacana, mas talvez não seja aconselhável na academia. Reconheça seus hormônios e não deixe-os te dominar. Ao invés, controlando seus hormônios você controla a sua reação aos eventos – que é tão bom quanto controlar a própria realidade, e uma verdadeira mágica.

Sua carruagem não vai virara abóbora


Isso tudo vai acontecer tão rápido que vai parecer um sonho ou fantasia. E talvez seja assim que a vida é, afinal. Mas apesar dos seus pesadelos, você não vai acordar um dia gordo e doente e fraco novamente. Não há retorno. Você assumiu o legado dos seus ancestrais, e forças muito maiores que você agora te levam e os seus descendentes para o futuro. Você é parte de uma corrente forte. Apenas tente: fique gordo de novo. Depois emagreça de novo. Então gordo de novo e magro de novo. Quantas vezes já fizemos isso ? Meia dúzia ? A cada vez você acaba mais forte, mais saudável e mais sábio. Você não pode quebrar a si msemo, apenas adaptar-se e superar-se. Agora você é um ser humano.

Antes e depois de paleo + LeanGains

Timothy

O Timothy é uma das minhas inspirações: mais um sujeito da TI (aquele que "mexe com computadores") que quebrou o ciclo de comer porcaria e esperar um desfecho bom. Foi a história dele que em última análise levou ao lançamento do Fique Sarado no Brasil...

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores