JI 120/0 - Dia 2

Amanheci com um torcicolo fenomenal no lado direito das costas – provavelmente por carregar o Bruninho na madrugada. No entanto, como é de praxe, um monte de gente veio me dizer que "a dor é por causa do jejum". E se não fosse o jejum, seria a dieta paleo em si. As pessoas adoram colocar defeito no que não entendem ou não gostam. Sou capaz de apostar que foi assim da primeira vez que alguém sujou a mão de tinta para pintar um desenho em uma caverna:

– Poxa, hoje amanheci com muito gás
– A culpa é daquela pintura de ontem
– Como assim ? O que a pintura que eu fiz na caverna tem a ver com gás ?
– Não sei, mas aconteceu logo depois de você ter pintado. Aí tem coisa.

"Correlação não é causalidade" deveria ser ensinado a nós desde que nascemos, mas o cérebro humano é excelente para detectar padrões – mesmo quando eles não existem...

De qualquer forma, por conta do torcicolo eu preferi não ir à pé para o trabalho. Coincidentemente, consegui uma carona que me poupou 3.5km de chão. A volta foi de ônibus mesmo.

O dia em si não teve muitas surpressas. Passei pela barreira das 36h (meu jejum mais longo anteriormente) com facilidade, embora tenha tomado algumas pitadas de sal para minorar uma dor de cabeça leve (e esperada). Conforme o MacFadden dizia, "a maneira mais importante de diminuir os efeitos do jejum é manter a mente ocupada, de modo que não retorne continuamente ao desejo por comida". As pontadas de fome vêm e vão, e a arte está em saber como resistir a elas até que passem. 

Hoje cedo a balança marcou 64.6kg, 36cm de pescoço e 81cm de cintura. Ou seja, reduzi 1.5kg e 1cm na cintura entre domingo à noite e hoje. Algo que me ocorreu somente agora à tarde: eu podia fazer medições de glicemia ao longo do teste – mas não tenho glicosímetro e nem pretendo comprar um só para isso :-D 

Pela sabedoria convencional, a essa hora eu já devia estar incoerente, desacordado ou morto pela "falta de glicose" para o meu cérebro. Ã-hã, Cláudia.

O teste do espelho está assim:




Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores