7 fatos sobre o jejum

Artigo traduzido por Hilton Sousa.

por Brad Pilon


Eu gostaria de fazer uma revisão básica com você, só para garantir que não se perca na complexidade da informação sobre perda de peso e dieta.

Vamos repassar o que sabemos com certeza:

  • Fato: Perdemos peso todo dia 
  • Fato: A maior parte da perda de peso corporal que não seja água é feita através da sua expiração 
  • Fato: A habilidade do seu corpo de liberar a gordura armazenada é controlada pelas ações da lipase de triglicerídeos de tecido adiposo, lipase hormônio sensível e lipase de monoglicerídeos, todas as quais aumentam durante o jejum 
  • Fato: A gordura sendo liberada durante o jejum é então quebrada (usada como combustível) e o resultado final dessa quebra é a produção de CO2 
  • Fato: À medida que você jejua, a quantidade de carbono que você exala e que era originalmente parte da gordura corporal, continua a aumentar. 
  • Fato: Quanto mais gordura disponível para ser usada como combustível, menos proteína é usada como combustível. 
  • Fato: Ainda que pequenas perdas de proteína aconteçam durante um jejum, apenas cerca de 1/3 dessas vem dos músculos 

Então jejuar é uma maneira fácil e eficiente de saber que você está aumentando a quantidade de peso perdido a partir de gordura; e se você está aumentando a quantidade de peso que perde a partir da gordura, isso significa que você está diminuindo a quantidade de peso perdida a partir de proteína ou carboidrato (glicogênio).

Veja bem, jejuar não é a única maneira de fazer tais coisas, mas é a mais direta e com a menor quantidade de "chutes". Jejuando você não precisa se perguntar se está perdendo peso (você está!) e não tem que torcer para estar perdendo peso a partir da gordura (você também está!).

Menos complicações ;-)

E que tal um protocolo envolvendo jejum intermitente e ciclagem de carbos para queimar gordura, ganhar massa magra e te deixar sarado ?



Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores