5 dicas para vencer a compulsão por doces

A nutri Paula Mello acabou de lançar seu blog “Você 2.0” com um texto de estréia muito interessante, e cuja leitura recomendo fortemente.

Mesmo para os mais disciplinados, vencer a compulsão por doces é bem difícil. Neste texto, além de explicar por que nos viciamos facilmente, ela dá 5 dicas legais que podem ajudar a contornar e resolver este problema.

Se você tem dificuldades em deixar aquela sobremesa doce diária, o sorvete sempre que passa na frente da sorveteria ou o pacote de bolachas cheio de açúcar e gorduras trans que guarda na gaveta, por favor clique aqui e leia.

Cada vez mais fortes e na direção certa


No meu entendimento, a única coisa que pode alterar os rumos da nutrição é uma mudança de dentro para fora. Não adianta que os não-nutricionistas esperneiem e digam que dietas low-carb são mais eficientes para manutenção do peso e da saúde. Não adianta que não-médicos mostrem estudos prospectivos randomizados com grupo de controle e duplo-cego. O que o cidadão mediano acredita é que só a palavra do doutor é que conta.

Por isso é que valorizo tanto quando nutricionistas, médicos, educadores físicos, dentistas, fisioterapeutas – profissionais de saúde em geral – escolhem seguir por um caminho que se alinha com a "saúde ancestral": dietas paleo/low-carb, para ser claro.

Esses profissionais corajosos é que ousam romper com o paradigma vigente, e baseados em ciência enfrentam o preconceito dos colegas-dinossauros. Ao fazer isso, eles fazem com que avance um pouco mais o processo de destruição dos dogmas nutricionais – e assim a saúde de seus pacientes agradece!

É o caso da Paula: ela tem o conhecimento, o expertise e a coragem para gritar que "o rei está nu". Por isso faço questão de recomendar o blog dela aqui: leia, aprenda, compartilhe e siga a Paula! Você não vai se arrepender!

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores