10 erros comuns que você pode estar cometendo

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

por Mark Sisson

A maioria de nós vira paleo/primal para resolver problemas criados pela sabedoria convencional. A importância dos grãos integrais e do exercício aeróbico diário, os perigos da gordura e da proteína animal na dieta, a primazia dos carboidratos "para gerar energia" – essas inverdades são promulgadas tão largamente e falham tão completamente que você não consegue evitar olhar para as pessoas que falam sobre fazer o oposto. É aí que nós entramos. A maioria de nós torna-se primal para resolver problemas criados pelas recomendações de estilo de vida e dieta. Frequentemente essas soluções envolvem fazer o oposto do que as autoridades nos dizem. Para a maioria de nós, funciona.

Às vezes, no entanto, evitar o aconselhamento convencional vai longe demais. Às vezes cometemos sérias derrapadas na nossa perseguição da perfeição primal.

1. Entupir-se de bacon


Bacon é a comida proibida. Ela ilude os veganos e tenta os viciados em estatinas. Então quando você aprende que bacon não vai te matar, sua ingestão de bacon tende a subir. Afinal de contas, é delicioso. Ninguém duvida disso. Mas isso não quer dizer que você deve comer bacon no café-da-manhã, almoço e jantar. Isso não significa que bacon deve ser sua fonte primária de proteína. Você não precisa se encher com ele.

Atualmente eu trato bacon mais como um condimento. Fatio fino e jogo na salada. Faço com couve-de-bruxelas salteada. Misturo um pouco com batatas-doces e maçãs assadas. E sim, gosto de uma boa fatia com ovos, mas não o tempo inteiro. Não seja como o calouro de faculdade que está bêbado às 10 da manhã no dormitório da faculdade, já que seus pais não estão lá para impedi-lo.

2. Fat bombs


Quando você percebe que a gordura dietética pode ser uma força do bem — melhorando a absorção de nutrientes, aumentando a saciedade, regulando para cima o metabolismo da gordura e a cetoadaptação  — e que o excesso de carbos refinados pode ser uma força para o ganho de gordura, você aumenta o primeiro e reduz o segundo. Mas perceba que gorduras saudáveis como manteiga, óleo de coco, azeite de oliva e óleo de abacate ainda são comidas refinadas. Eles são removidos da fonte original. São concentrados. E provavelmente não deveriam compor a maioria das suas calorias. Agora, essas gorduras primais isoladas são muito mais densas nutricionalmente que as gorduras poliinsaturadas que evitamos (óleos de milho, soja, canola...) mas não podem ser comparadas a alimentos não-processados como ovos, costelas, abacates, castanhas, ou sementess. Obtenha a maior parte das suas gorduras a partir de alimentos como abacate, castanhas, carne, peixe. Reserve a gordura para cozinhar. Você consegue comer uma dieta rica em gordura sem depender de tomar um copo de óleo de coco.

3. Guloseimas paleo


Eu gosto de uma boa guloseima paleo — quando a situação pede. Farinha de amêndoa, farinha de coco, e outras farinhas sem glúten baseadas em castanhas podem ser aliados úteis e versáteis quando a situação surge, mas como base da alimentação ? Comer de maneira primal é muito mais que os simples ingredientes. Nós estamos tentando mudar nossa relação com a comida, e não trocar o lixo das prateleiras por lixo levemente mais saudável. É isso que faz o "comedor sem glúten" que troca Oreo comum por Oreo feito de farinha de arroz e fica se perguntando por que ganhou todo aquele peso.

Você come um punhado de amêndoas fatiadas com o seu iogurte e mel cru? Ou está pulverizando centenas de amêndoas em uma farinha para fazer cupcakes de chocolate adoçados com mel cru? Os mesmos ingredientes, intenção diferente, resultado diferente. No fim das contas, uma panqueca de farinha de amêndoa continua sendo uma panqueca e um cupcake de farinha de coco continua sendo um cupcake

4. Chocolate demais


[Me abaixando para evitar as pedradas]

Chocolate amargo é certamente um alimento saudável. Dúzias de estudos suportam que ele é saudável para o coração, função mental, e atividade anti-inflamatória. E uma vez que você comece a consumir os de 85% ou mais de cacau, você está ganhando uma bela dose de fibra prebiótica, polifenóis, gordura de cacau e quantidades moderadas de açúcar. Eu não tenho nada contra um belo pedaço de chocolate amargo de qualidade. Como diversas vezes por semana, às vezes mais.

Entretanto, continua sendo um doce.

Explore outras avenidas para a ingestão de cacau. Veja os cacaus em pó. Faça chocolate quente (use leite de coco se preferir). Incorpore cacau nas suas receitas. Tente chocolate culinário 100%. O açúcar é simplesmente uma maneira de fazer as pessoas comerem algo que é essencialmente uma semente amarga. Se você puder usar o cacau não-adoçado e controlar seu próprio nível desejado de doçura — ou melhor ainda, habitue-se ao cacau sem açúcar — você não vai perder nenhum dos benefícios.

5. Sol demais


Os dermatologistas não estão inteiramente errados. O sol é uma força poderosa. Com a exposição correta,  é uma força para o bem, reduzindo o risco de muitos cânceres, melhorando a saúde cardiovascular, construindo ossos mais fortes, promovendo a função apropriada dos hormônios sexuais, construindo felicidade e deixando a sua pele brilhante. Mas com exposição demais, ou exposição nas horas erradas, todos aqueles avisos histéricos sobre o sol e o câncer de pele podem na prática virar verdade. Você não quer se queimar. Não quer que sua pele descasque. Não quer verrugas e manchas irregulares aparecendo na sua pele. Elas colocaram milhões de pessoas em risco com sua tolerância zero em relação à exposição solar, mas sol demais pode ser ruim na prática.

Carne seca é deliciosa. Pele seca ? Nem tanto. Garanta que você está fazendo as coisas direito antes de começar a se deitar pelado sob o sol.

6. Evitar todo o exercício aeróbico


Exercício aeróbico crônico é ruim para a maioria das pessoas. É monótono. Suga a sua vida. Machuca suas articulações e relacionamentos. E nem sequer é muito bom em reduzir a gordura e melhorar a composição corporal. Você pode obter muitos dos mesmos benefícios e ter uma tonelada de outros de maneira mais eficiente em termos de tempo gasto ao aumentar a intensidade e reduzir o volume das sessões de malhação. Se você não estiver sendo pago para fazer, não faça. Caso resolvido.

Entretanto, uma corrida leve em torno do quarteirão não vai te matar. Nem todo aeróbico é crônico. Aeróbico crônico descreve o treino de intensidade moderada-alta e alto volume que as pessoas acham que precisam fazer para "entrar em forma". Uma corrida leve está tranquilo. Uma longa caminhada é excelente. Uma corrida mais longa a passo mais acelerado, ocasionalmente, ajuda.

Talvez isso resuma-se a correr 1-2km de vez em quando. Mas você não precisa ir "com força" o tempo inteiro. Há outras modalidades de exercício que valem a pena, além de treino de força e sprints.

7. Fazer tudo o que lê


Nesse blog, eu discuto muitos conceitos. Sou uma pessoa curiosa e tenho uma base de leitores grande, então sempre que cruzo com uma nova idéia interessante ou penso em uma nova abordagem para um velho problema, compartilho aqui.

Você não precisa tentar tudo o que lê. Você não tem que entrar em cetose, jejuar, fazer carb refeeds, tentar cada combinação de agachamento e exercício-terra, sprint morro acima/morro abaixo/na bicicleta/na piscina, fazer trilhas descalço, e experimentar a dieta da batata. Essas são apenas opções, escolhas a ser feitas. Eu forneço informação, ofereço minha interpretação e faço sugestões. Não espero que todo mundo faça tudo. Isso é impossível. É uma receita para estresse adicional e falha certa.

8. Romantizar o Grok


Algumas coisas na nossa existência moderna são ridículas, e quando passamos nossos dias sentados, completamente isolados da natureza, de outros humanos (pessoalmente), de plantas comestíveis e animais em sua embalagem original (tirando um pouco de pêlo, talvez), os problemas surgem. Você não pode esperar que ignorar a realidade das variáveis ambientais que moldaram noso genoma possa levar a algo diferente de saúde ruim e infelicidade. Encontrar padrões modernos que criam algumas dessas variáveis ambientais parece ajudar a resolver a maioria dos nossos problemas de saúde e estilo de vida. "Grok" é uma referência útil (N.T.: "Grok" é como o Sisson se refere ao homem paleolítico, e o usa sempre como exemplo em seus artigos).

Mas você não precisa usar uma tanga. Não precisa abandonar a cidade e construir uma casa na floresta usando habilidades primitivas (embora isso fosse bacaníssimo como uma casa de veraneio).

9. Descartar a medicina moderna


Médicos em geral querem te ajudar. Eu aceitaria suas recomendações de estilo de vida e dieta com uma cautela do tamanho do mundo, mas eles são bons técnicos. Els vão te manter vivo quando você infartar, consertar um osso quebrado, remover cartilagem rompida do seu joelhho, extrair um dente, parar uma infecção e salvar a vida de mãe e bebê durante um parto difícil. E às vezes medicamentos são necessários. Faça sua lição de casa. Não tome a palavra deles para tudo. Eles não são oniscientes. Mas não os ignore também.

Ser primal tem a ver com tomar proveito tanto do conhecimento ancestral quanto da ciência moderna. Nós temos o melhor dos dois mundos à nossa disposição. Faça bom uso disso!

10. Comprar coisas demais


Esse conselho é um pouco "tiro no pé". Eu vendo suplementos e franquias do meu restaurante (Primal Kitchen), e tenho muito orgulho disso. Mas esses são suplementos para uma dieta já saudável. Eles objetivam cobrir qualquer coisa que esteja em falta na sua dieta, te suportar quando você não conseguir obter os nutrientes que precisa. Eles são um "seguro". E a maionese, óleo de abacate e molhos de salada que vendo são estão substituindo comida de verdade: eles a melhoram. Eles fazem com que o atum tenha gosto melhor. Eles te dão uma razão para para comer mais vegetais folhosos. Eles provêm uma maneira de saltear sua carne e vegetais.

Se você descobrir que o estilo de vida paleo está te levando a comprar mais coisas e comer mais comida processada, provavelmente você está no caminho errado. Esse movimento é, em seu núcleo, sobre comer comida de verdade e aproveitar a vida..

Alguns desses soam familiares ? Quais erros você está cometendo ? E que outros erros você vê pessoas paleo/primais cometendo ?

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores