Culinária para Diabéticos: Saiu!

Quem acompanha o blog (e a o mundo paleo) sabe o quanto a nossa história foi roubada ao longo dos anos. Alguns dias atrás, publiquei exatamente um artido do Dr. Osama Hamdy, falando sobre o surgimento da "dieta para o diabetes". 

Fato: até que se descobrisse o papel da insulina, e se inventasse drogas como a metformina, a única maneira que existia para tratar o paciente de diabetes mellitus era por via dietética. Terapias como restrição calórica severa (jejuns) e dietas de baixo carboidrato eram o padrão-ouro de tratamento para a época. O Dr. Elliott Joslin, considerado o pai da diabetologia e fundador do Joslin Diabetes Center (um dos mais afamados centros de pesquisa sobre diabetes do mundo), chamava a doença de "Síndrome da Intolerância ao Carboidrato" – e tratava seus pacientes de acordo: com níveis baixíssimos de carbos na dieta, o organismo não teria como ter uma "sobra" de glicose em circulação que pudesse causar danos.

O surgimento de terapias medicamentosas – e consequemente da possibilidade de se lucrar com a doença – teve o poder de mudar o foco de maneiras mais lógicas (e menos intervencionistas) para o "controle" (ou a idéia de controle) artificial da glicemia. A partir de então, o médico poderia deixar o paciente comer o que quisesse – especialmente os carboidratos aos quais ele não tinha tolerância – e forçaria a glicemia a permanecer normal "na porrada".

O resultado da comilança de carbos e do controle medicamentoso, como sabemos hoje, não são nem de longe eficientes. Não é à toa que o diabetes disparou no mundo, e não dá sinais de arrefecimento...

Os manuais de dietoterapia da época são um achado: sem remédios aos quais recorrer, os cuidadores tratavam a doença de maneira não invasiva. As listas de ingredientes permitidos e proibidos eram categóricas: farináceos, doces, cerveja e correlatos, estão sumariamente excluídos. Alimentos de valor inestimável para diabéticos ? Carnes, ovos, queijos gordos.

O que poderia ter sido do nosso mundo se esse conhecimento não tivesse sido varrido para debaixo do tapete por tantos anos ?

Agora você tem a chance de ler na íntegra um dos manuais de culinária para diabéticos mais famoso do seu tempo: o livro de receitas da Sra. Oppenheimer, que foi usado por anos e anos para tratar pessoas de uma maneira que nenhuma metformina poderia.

São mais de 200 receitas distribuídas em mais de 250 páginas. Doces, salgados, pães, sopas, pudins, carnes, aves, peixes... Tem para todo gosto! Trata-se de uma obra de valor histórico, e que vai ter grande utilidade na sua cozinha! 

Para adquirir o seu, é só clicar no botão abaixo.


E se quiser implementar as receitas e me mandar fotos, publicarei com prazer aqui no blog!


Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores