Tipos físicos e tipos de cérebros

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

por Tom Naughton

Talvez você se lembre dos termos para os tipos físicos, da biologia do segundo grau. Estas são as definições da Enciclopédia Britânica:

Ectomorfo: um tipo físico humano (somatotipo) tendendo à linearidade, conforme determinado pelo sistema de classificação física desenvolvido pelo psicólogo americano W. H. Sheldon. Apesar de o sistema de classificação de Sheldon não ser absoluto, uma pessoa é classificada como ectomorfo se a ectomorfia predomiar sobre a endomorfia e mesomorfia em sua constituição corporal. O ectomorfo extremo tem uma face afilada, com testa alta e queixo recuado; peito e abdomen estreitos; coração estreito; braços e pernas longos e finos; pouca gordura corporal e pouco músculo; grande superfície de pele e sistema nervoso. Se bem alimentado, não ganha peso facilmente; se ganha peso, ainda é considerado ectomorfo, apenas sobrepesado.

Endomorfo: um tipo físico humano (somatotipo) tendendo à circularidade, conforme determinado pelo sistema de classificação física desenvolvido pelo psicólogo americano W. H. Sheldon. O endomorfo extremo tem um corpo tão globular quanto humanamente possível; tem cabeça redonda; abdomen grande e arredondado, órgãos internos grandes relativos ao seu tamanho; braços e pernas curtos, sendo a parte superior dos braços e as coxas rechonchudos; tornozelos e pulsos finos. Sob condições normais, o indivíduo endomorfo tem bastante gordura corporal, mas não é simplesmente uma pessoa gorda. Se passar forme, continua sendo um endomorfo, apenas mais magro.

Mesomorfo: um tipo físico humano (somatotipo) marcado por desenvolvimento muscular maior que a média, conforme determinado pelo sistema de classificação física desenvolvido pelo psicólogo americano W. H. Sheldon. Apesar de o sistema de classificação de Sheldon não fazer qualquer distinções entre tipos, uma pessoa é classificada como mesomorfo se a mesomorfia predomia sobre a endomorfia e a ectomorfia em sua constituição corporal. O mesomorfo extremo tem cabeça quadrada e grande; peito e ombros largos e musculosos; coração grande; braços e pernas muito musculosos; e um mínimo de gordura corporal. Ele tende a ganhar músculos facilmente.

Esses não são tipos mutuamente exclusivos. A maioria de nós é uma mistura. Eu sou um ectomorfo-endomorfo. Tenho braços e pernas compridos, mas tendo a ganhar gordura na barriga... e certamente tenho os pulsos e tornozelos finos, apesar coxas e traseiro grandes.

Alguns caras realmente grandes são mesomorfo-endomorfos. São muito musculosos e fortes, com a contração muscular e os reflexos rápidos de um mesomorfo, mas também tendem a ganhar gordura na barriga. Pense num jogador de ataque do futebol americano.

É sobre o tipo mesomorfo que falarei aqui, então vamos observar outra definição breve de um artigo da revista Men's Fitness:

Mesomorfos parecem fortes sem colocar o pé na academia, e ganham músculos no instante em que pegam o haltere.

"Mesomorfos parecem fortes sem colocar o pé na academia"... Sim, eu conheço pessoas assim. Para ficarem magros e musculosos, tudo o que precisam fazer é não bagunçar as coisas. Mas muitos mesomorfos malham, porque os resultados são recompensadores e impressionantes. O mesmo artigo da Men's Fitness mencionava um estudo dos efeitos do treinamento de resistência. Dada a mesma malhação, os ectomorfos praticamente não ganhavam músculos, enquanto os mesomorfos tinha grandes ganhos. É o caráter versus a química novamente - nesse caso, a química é a genética.

Meu irmão mais velho e eu tínhamos um amigo em comum no colegial, que era o mesomorfo perfeito. O cara tinha cintura fina, ombros largos, músculos grandes, abdominal talhado e veias aparecendo. E o que ele comia ? Qualquer coisa que quisesse, incluindo um monte de lixo. E seu programa de exercício ? Ele não tinha nenhum. Se ele tivesse decidido fazer algum programa de levantamento de pesos, teria ficado parecendo um deus grego rapidinho. Eu o encontrei em um bar, 20 anos depois do colegial (sim, ele estava tomando cerveja) e ele ainda tinha exatamente a mesma constituição física.

Então aqui está o ponto: um monte de gente que se considera expert em exercício ou nutrição porque têm aparência tão boa e atlética, são mesomorfos. Mas o que você vê nas suas fotos e vídeos impressionantes é um presente genético. Se eles não se lascarem completamente com uma dieta vagabunda, permanecem magros. Se malharem um pouquinho, ganham músculos.

Então quando eles apontam para seus músculos e tanquinhos como prova do seu conhecimento superior subre nutrição - ou pior, apontam para a constituição mais gorda de um endomorfo como prova de que ele não conseguiria saber o que eles sabem - é papo-furado. Ponto. Quando eu vejo um mesomofro publicando uma foto de seu belo corpo como prova da sua sabedoria em condicionamento e nutrição, eu me controlo e digo "Bem, isso é fabuloso. Lembre-se de mandar para os seus pais um cartão de agradecimento por te passar os genes" - especialmente se o mesomorfo precisar estufar a barriga para produzir uma foto de si mesmo "antes", para mais ou menos aparentar que tinha um pouco de gordura.

Não estou dizendo que qualquer um que seja mesomorfo esteja desqualificado de dar aconselhamento sobre dieta e exercício àqueles de nós que não são tão geneticamente dotados. Alguns deles realmente sabem do que falam. Mark Sisson é mesomorfo (com um pouco de ectomorfo misturado), e eu certamente considero seus conselhos. Mas aqui está a diferença: Mark sabe que a sua constituição "talhada" é em sua maioria um dom genético. Ele já disse várias vezes que era magro e musculoso mesmo quando vivia com o que agora sabe ser uma dieta de lixo. Ele somente não era saudável com aquela dieta.

O fato de uma dieta ou programa de exercícios em particular funcionar para um mesomorfo, não prova nada - porque praticamente tudo que não seja venenoso, funciona para eles. Dieta vegetariana, dieta vegana, LCHF, paleo, qualquer coisa... se esses caras tiverem proteína adequada, malharem de vez em quando, e não se entupirem de lixo que ultrapasse a sua capacidade de permanecerem com baixo percentual de gordura corporal, eles vão ter boa aparência. O seu físico impressionante não prova de maneira alguma que eles tem a resposta para o resto de nós.

Vamos usar realizações acadêmicaas como analogia. Eu não fui geneticamente abençoado no departamento constituição corporal, mas fui no departamento inteligência. O mesmo para meu irmão mais velho. Ambos passamos pela escola sem piscar. É claro que estudávamos, mas não tanto quanto alguns garotos que tiravam 6 e 7 nas provas.

Eu me lembro de um dos meus colegas de quarto, durante a faculdade, olhar para o simples caderno que eu levava para todas as minhas aulas, e dizer: "Essas são todas as anotações que você fez ? Como diabos você consegue tirar 10 em tudo ? Você praticamente não anota nada!"

"Bem, é...", eu murmurei, "se o professor diz alguma coisa e ela faz sentido, eu simplesmente lembro. Eu não tenho que escrever muito".

Isso é um dom genético. Meu pai era assim. Ele amava ler, e podia citar trechos de livros que tinha lido 10 anos antes. Quando o jogo "Master" apareceu e jogávamos em família, ele limpava o chão conosco. Ele leu uma tonelada de livros durante a vida, e parecia não ter esquecido uma palavra sequer. Então ele acabava [o jogo] em talvez 20 minutos, e o resto de nós fingia que ele nem tinha participado, e continuávamos a jogar.

O ponto é, eu nunca diria que o que funcionava bem para mim - apenas me lembro do que o professor disse! - como prova de que essa é a melhor abordagem para todos. Eu não tiraria uma foto dos meus boletins do colegial ou da placa que recebi quando os professores do departamento de conumicação da faculdade me nomearam o melhor aluno, colocaria estas fotos na web e apontaria para para elas como prova de que sou um expert em educação ou em como conseguir boas notas.

Eu consegui aquelas notas principalmente porque sou um "mesomorfo cerebral", por assim dizer. Mesomorfos cerebrais podem escolher praticamente qualquer método de estudo e ainda assim se saem bem, dado que não façam algo para bagunçar o dom genético - como por exemplo, não estudar nada.

Meu irmão mais velho eu éramos estudantes nota 10, mas abordávamos os trabalhos de escola de maneiras totalmente diferentes. Eu não gosto de ficar fazendo coisas de última hora, então se tinha um trabalho para fazer, começava semanas antes e trabalhava um pouco por dia. Às vezes, acabava dias antes da data de entrega. E tirava 10.

Meu irmão esperava até o dia anterior à data de entrega, e então começava a escrever. Às vezes virava a noite e entregava o trabalho sem ter pregado o olho. E tirava 10. Abordagens completamente diferentes, mesmo resultado feliz.

Nenhum de nós jamais seria idiota de apontar para aqueles trabalhos e dizer "Aqui está a prova da minha técnica de como conseguir boas notas". E nenhum de nós seria tão idiota de apontar para um garoto de QI mediano que ralou para conseguir uma nota 7 em uma matéria difícil e dizer "Bem, eu espero que ninguém dê ouvidos àquele garoto se ele oferecer conselhos sobre hábitos de estudo. Se ele soubesse alguma coisa sobre isso, seu boletim seria tão bom quanto o meu".

Na prática, eu consideraria que o garoto de QI mediano que teve que se esforçar sinceramente para conseguir um 7, é que é um especialista em conseguir aumentar as notas. Ele teve que vencer sua falta de dons genéticos para alcançar este objetivo. É a esse garoto que eu pediria conselhos sobre hábitos de estudo se o meu filho não tivesse sido agraciado com um QI alto e estivesse indo mal na escola - não ao garoto de QI alto que mal tem que estudar para conseguir notas 10 em série.

Então, parafraseando o que eu disse ao final do meu artigo anterior, se você está 45kg acima do peso, talvez o melhor conselheiro para perda de peso no seu caso, é alguém que teve que lutar para perder 45kg, ainda que ele tenha a constituição de um endomorfo - porque (duh!) ele é um endomorfo. O mesomorfo que nunca foi gordo por um dia sequer na vida, não pode entender a sua luta, e se ele for como alguns mesomorfos, vai confundir a sua genética com prova de proficiência.

E se ele for um mesomorfo babaca, ele vai te considerar um perdedor a menos que você termine parecendo com ele, ainda que você jamais possa se parecer com ele - a menos que tivesse os mesmos pais que ele.

Conhecimento pode ser passado de uma pessoa para outra. Genética não pode. Não confunda um com o outro.




Só relembrando:

1) o seu tipo físico não implica que você não pode ser forte. Força não é questão de volume muscular apenas...
2) mesmo um endomorfo pode ter percentuais de gordura baixo, relativo àquilo que a genética lhe reservou.


Recomendado para você

4 comentários

Click here for comentários
Th
admin
12 de novembro de 2014 16:55 ×

Tem dois endomorfos na introdução.. olha lá, tá errado.

Reply
avatar
Teimosia
admin
12 de novembro de 2014 17:07 ×

Corrigido! Obrigado...

Reply
avatar
15 de novembro de 2014 21:59 ×

Bom artigo!

Dava pra perceber isso na escola também. Alguns destruíam em exatas apenas prestando atenção nas aulas e fazendo alguns exercicícios enquanto outros ficavam até mais tarde, faziam muitos exercícios e tiravam notas menores, às vezes quase ficavam de recuperação.

No quesito musculação, isso faz com que o 'certo' e o 'errado' se confundam. Como é que o cara que taca o f*** e faz tudo de qualquer jeito tem um bom resultado e outro que se esforça e faz tudo na marca tem menos resultados? Quem está fazendo errado? Nenhum dos dois, os dois estão fazendo o que funciona pra eles. Vejo a maioria das pessoas na academia achando que está fazendo errado olhando pro cara grande do lado, mas muitas vezes é genética.

Obs.: Sempre fui ecto físico e meso em exatas ;-)

Reply
avatar
21 de novembro de 2014 00:58 ×

Fantástico texto. Sempre grata pela tradução.

Bjos

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores