O pão é acusado de causar miopia

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.


A miopia pode estar ligada ao consumo excessivo de pão durante a infância ao invés de segurar os livros muito próximos dos olhos, sugerem pesquisadores.

Cientistas dizem que dietas ricas em carboidratos refinados, tais como pães e cereais aumentam os níveis de insulina nas crianças.

Isso, dizem eles, pode então afetar o desenvolvimento do globo ocular. 

A teoria proposta pelos pesquisadores da Universidade Estadual do Colorado em Fort Collins, e a da Universidade de Sydney, é que o hormônio em excesso faz com que o globo ocular fique anormalmente alongado e cause miopia.

Eles dizem que isso poderia ajudar a explicar o dramático aumento na incidência de miopia em países desenvolvidos nos últimos 200 anos.

A condição agora afeta estimadamente 30% das pessoas de descendência européia.

Crescimento ocular


Jennie Brand Miller, cientista da nutrição da Universidade de Sydney, disse que a taxa da digestão dos amidos é mais rápido em pães e cereais modernos, processados.

O corpo reage à digestão rápida fazendo com que o pâncreas produza mais insulina.

Os pesquisadores dizem que niveis altos de insulina levam a uma queda nos níveis da proteína ligante 3 similar à insulina, que sugerem poder perturbar o desenvolvimento do olho, e a coordenação entre o crescimento do globo e da lente.

Se o globo cresce demais, a lente não consegue mais achatar-se o suficiente para focalizar uma imagem na retina, sugerem.

Já foi também observado que as pessoas são mais propensas a desenvolver miopia se tiverem sobrepeso ou diabetes tipo 2, ambas envolvendo níveis elevados de insulina.

Já foi demonstrado que a miopia desenvolve-se mais lentamente em crianças cujo consumo de proteína é aumentado.

Mas eles apontam para tendências vistas em populações inuit (esquimós) e de ilhas do Pacífico. 

Cerca de 1% tinha miopia no início do século XX. As taxas agora chegam a 50%. O aumento foi ligado ao aumento da alfabetização e escolarização compulsória, que levou a um aumento da leitura.

Busca por evidências


Mas os pesquisadores proponentes na teoria do amido dizem que o foco na leitura não explica o motivo de a incidência de miopia ser baixa em sociedades que adotaram estilos de vida ocidentais, mas que não adotaram a dieta ocidental.

Estudos em animais agora são planejados pelo time.

Loren Cordain, um biólogo da Universidade do Colorado, disse: "Nas ilhas de Vanuatu, as crianças tem 8 horas de aulas compulsórias por dia. Ainda assim, a taxa de miopia entre elas é de apenas 2%".

Ele disse que a diferença é que os vanuatuanos comem peixe, inhame e coco, ao invés de pão branco e cereais. 

A reação dos especialistas à teoria foi mista.

Nick Astbury, vice-presidente do Colégio Real de Oftalmologia, disse à BBC: "É uma teoria interessante, mas precisa de mais evidências que a suportem".

Ele disse que as razões para a miopia eram "multi-fatoriais", então dietas ricas em carboidratos refinados poderiam ter um papel.

Bill Stell, da Universidade de Calgary (Canadá) disse: "Não me surpreenderia nem um pouco. Aqueles de nós que trabalham com os fatores de crescimento dentro do olho não teriam problema em aceitar isso - de fato, nós esperaríamos isso".

Mas James Mertz, bioquímico do Colégio de Optometria New England, disse: "É uma idéia muito surpreendente".

A pesquisa foi publicada nas revistas New Scientist e Acta Ophthalmologica Scandinavica.

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores