As propriedades antidepressivas da dieta cetogênica

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

Publicado na Revista Psiquiatria Biológica em 15/12/2004


Resumo


Histórico: a dieta cetogênica é usada para tratar epilepsia refratária à medicação anticonvulsivante. Indivíduos com epilepsia frequentemtente tem problemas de comportamento e déficits de atenção e cognição. A dieta cetogênica mostrou-se capaz de promover melhorias nestes domínios. Também já foi sugerido que a dieta cetogênica pode agir como estabilizador de humor.

Métodos: a presente pesquisa usou o teste de Porsolt, um modelo animal da depressão, para determinar se a dieta cetogênica tem propriedade antidepressivas. O resultados de testes de Porsolt em ratos seguindo dieta cetogênica foram comparados com aqueles ratos em dieta-controle.

Resultados: os ratos em dieta cetogênica passaram menos tempo imóveis, sugerindo que ratos em dieta cetogênica, assim como ratos tratados com antidepressivos, são menos propensos a exibir "desespero comportamental".

Conclusões: conclui-se que a dieta cetogênica pode ter propriedades antidepressivas.

Recomendado para você

1 comentários:

Click here for comentários
10 de novembro de 2014 17:57 ×

Continue nesta sua empreitada . Este blog está de altíssima qualidade.

Congrats bro sergio cavinato you got PERTAMAX...! hehehehe...
Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores