Dr. Peter Attia fala sobre performance com muito pouco carboidrato

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

por Kris Gunnars


O Dr. Peter Attia é um médico, bem como um blogueiro popular e um dos fundadores da Iniciativa de Ciência da Nutrição (NuSi).

Peter é um atleta de resistência, e tem uma vida inteira de interesse por saúde e nutrição.

Até uns poucos anos atrás, ele costumava acreditar na velha sabedoria convencional da alimentação rica em carboidratos e pobre em gorduras para sustentar performance atlética de pico.

Ao longo dos anos, apesar de quantidades maciças de exercício e de comer uma dieta que era "perfeita" pelos padrões convencionais, a coisa começou a dar errado.

Ele deixou de ser magro, tornou-se obeso e começou a apresentar sintomas de disfunção metabólica: triglérides altos, HDL baixo, etc.

No vídeo abaixo (N.T.: sem legendas, por enquanto :-), Peter é entrevistado pelo Dr. Andreas Eenfeldt.

Ele delineia a história de como fez a transição de uma dieta "convencional" rica em carboidratos para uma dieta low-carb, rica em gordura, moderada em proteínas, cetogênica - enquanto melhorou drasticamente sua saúde e as performances física e mental.

  • Em uma dieta cetogênica, low-carb, os carboidratos precisam ser restritos, mas consumir proteína demais também pode causar problemas.
  • Proteína em excesso pode ser transformada em glicose, e restringir a proteína pode ser necessário para entrar em cetose nutricional
  • Sódio adicionado pode aliviar muitos dos possíveis efeitos colaterais (tonturas, performance física, etc) de uma dieta cetogênica low-carb.
  • Indivíduos devidamente cetoadaptados frequentemente reportam função cerebral melhorada
  • Atletas bem adaptados à cetose podem acessar facilmente a gordura corporal armazenada, o que pode levar a notável performance de resistência
  • Low-carb pode não ser apropriada para atletas que funcionam anaerobicamente - velocistas, levantadores de peso, etc.

Recomendado para você

2 comentários

Click here for comentários
Luhhh =D
admin
27 de setembro de 2014 22:52 ×

Nossa muito interessante! Obrigada por compartilhar estas informações :)

Reply
avatar
29 de setembro de 2014 10:31 ×

Amoooooooooooo a cetogênica, com ela eliminei 38 kg da minha vida e junto com esse peso todo eliminei a obesidade mórbida.. e viva a comida de vdd

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores