A pílula, a tireóide e 4 outros tipos de queda de cabelo por causa hormonal

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

por Lara Briden.


Queda de cabelo costumava ser algo do qual as mulheres sofriam ocasionalmente após o parto ou doenças. Agora é tão comum que os médicos a veem diariamente.

A pílula é uma das grandes culpadas. Ela danifica o folículo piloso de maneira que pode levar aos para reparar. Outras condições como SOP e doença da tireóide também tem seu papel.


6 tipos de queda de cabelo por causa hormonal


1) A progestina da pílula age como um hormônio masculino para encolher e desequilibrar o folículo piloso. Anticoncepcionais modernos tentam evitar o problema usando diferentes tipos de progestinas, mas não são de grande melhoria (e tem a infeliz tendência de causar coágulos sanguíneos fatais). Ironicamente, a pílula é geralmente prescrita para tratar a queda de cabelo, na esperança de que os estrogênios sintéticos irão combater as progestinas e promover recrescimento capilar. Meu conselho: LARGUE a pílula e continue sem ela. Deixe o estrogênio e progesterona do seu corpo fazerem seu trabalho, para variar. Sim, parar com o anticoncepcional pode disparar um aumento temporário na queda (2 a 3 meses depois), mas isso vai passar. À medida que o seu estrogênio e progesterona entrarem em ação, você vai lentamente recuperar seu cabelo normal.

2) SOP, testosterona e resistência à insulina. Testosterna causa queda de cabelo. Isso ocorre em mulheres com síndrome do ovário policístico. A maioria das afligidas por SOP apresentam testoterona elevada em exames de sangue. Algumas tem testosterona normal, mas ainda assim mostram sinais de sensibilidade à testosterona (acne, pelos faciais). A testosterona da SOP é usualmente causada por resistência à insulina, que por sua vez é causada por: açúcar refinado, óleos vegetais ricos em ômega-6, tabagismo, deficiência de vitamina D e problemas com bactérias intestinais (outra boa razão para evitar antibióticos). A pílula causa resistência à insulina, que é um motivo pelo qual tratar SOP com anticoncepcional ser simplesmente medicina ruim.

3) Deficiência de progesterona. Progesterona é nosso bloqueador natural de receptores de andrógenos. Em outras palavras, ela protege o folículo piloso da testosterona. Progesterona é o motivo dos cabelos das mulheres crescerem tanto durante a gravidez. Para ter progesterona adequada, precisamos ovular regularmente. Mulheres tomando anticoncepcionais, e mulheres com SOP, não ovulaam e não fazem progesterona suficinete. (As progestinas na pílula não são progesterona, mas podem ser melhor descritas como anti-progesterona). Outra causa da deficiência de progesterona é o estresse, que força o corpo a converter progesterona no "hormônio do estresse", o cortisol. Magnésio é essencial para a produção de progesterona, e acalma a resposta ao estresse. O magnésio também é um bloqueador de receptores de andrógenos. Por esta razão, eu recomendo magnésio para qualquer mulher tentando recuperar seu cabelo. Progesterona natural é uma opção de tratamento, mas deve ser usada com cuidado, porque uma overdose vai piorar o problema (veja mais abaixo). A melhor maneira de melhorar a progesterona é restaurar a ovulação normal através da correção da resistência à insulina, problemas na tireóide e outros obstáculos.

4) Doença da tireóide. Hormônio tireoideano de mais ou de menos, pode resultar em queda de cabelo. O exame de sangue convencional para TSH não é suficiente para detectar doença tireoidiana subclínica. Eu recomendo testar para anticorpos tireoidianos, T3 e possivelmente T3-reverso. Uma vez que problemas na tireóide tenham sido identificados, hormônio tireoidiano sob forma de T4, T3 ou extrato de tireóide desidratado podem ser usados. Não abuse do hormônio tireoidiano, porque isso vai causar a mesma queda de cabelo que era destinado a tratar (veja abaixo). O melhor tratamento para doença tireoidiana autoimune não é hormônio tireoidiano, mas ao invés disso baixar a resposta autoimune (anticorpos tireoidianos). Isso pode ser feito removendo o glúten da dieta, corrigindo a flora intestinal e suplementando selênio.

5) Deficiência de estrogênio. Folículos pilosos amam estrogênio (que é o motivo pelo qual os estrogênios sintéticos da pílula serem recomendados frequentemente). Quando mulheres jovens tem estrogênio baixo, isso é demonstrado com ciclos menstruais escassos (ou ausência total de ciclos), e secura vaginal. Deficiência de estrogênio é mais frequentemente causada por baixo peso corporal, desordem alimentar, tabagismo, dieta low-carb, intolerância ao glúten ou estresse. A solução é atacar a causa subjacente, e normalizar os ciclos. Eu não recomendo suplementos de estrogênio para mulheres jovens. A baixa de estrogênio na menopausa é uma história diferente. Mulhes pós-menopausa podem considerar pequenas doses de bioidênticos ao estrogênio e progesterona.

6) Overdose hormonal. Não caia na armadilha de causar queda de cabelo com o mesmo hormônio que você está usando para tratá-la. Excesso de suplementos de hormônio tireoidiano, estrogênio, progesterona e DHEA podem causar perda de cabelos. Quando o folículo piloso é exposto a níveis hormonais maiores que os normais, ele "desliga" e pára de responder. É um caso de falta de hormônio em meio a um mar de hormônios. Pequenas doses de hormônio tireoidiano, estrogênio e progesterona pode ser úteis, mas há uma pequena janela de valor terapêutico. Um "ponto certo" hormonal. Se parece que você precisa de mais, então provavelmente você precisa d emenos. Se estiver em dúvida, diminua a dose.

Seja uma detetive


Outras causas para a perda de cabelo incluem o estresse, doença, cirurgia e deficiências de proteína, ferro ou zinco. Perda de cabelo pode ser um efeito colateral de muitos medicamentos incluindo antiinflamatórios e antidepressivos. Conte para trás, no seu calendário. O problema tipicamente começa 3 meses DEPOIS da causa, mas pode ser muito antes. Se o dano ao folículo piloso é cumulativo - como acontece com o anticoncepcional - pode levar anos para a queda começar para valer.

Uma vez que a queda se estabelece, geralmente não é suficiente tratar apenas uma coisa. Pode ser necessário alinhar alguns tratamentos para ter resultados (por exemplo: parar com a pílula, tomar suplemento de zinco e atacar uma desordem alimentar).

Pense a longo prazo


Queda de cabelo é aflitiva porque demora MUITO a responder ao tratamento. O tratamento mais perfeito não vai começar a fazer efeito em menos de 3 meses, e pode levar mais de 1 ano. Minha mensagem para as mulheres é essa: pense a longo prazo. Identifique a causa hormonal escondida para a sua queda de cabelo, e a corrija. Mantenha-se em rota. Parar e começar muitos tratamentos diferentes não vai te levar a lugar nenhum.

Fique calma. Confie no seu corpo.

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores