E-mail a um paciente preocupado com colesterol

por Marcelo Cardoso

Imagina comigo uma cidade que tem um número acima do comum de caminhões de bombeiros. 

Por "lógica", o número "aumentado" de caminhões de bombeiro é associado pelos vereadores com uma ocorrência de incêndios acima do comum. Isso não é bom pra política local... Então, deve-se melhorar os índices de segurança: A primeira medida foi a inteligente decisão de limitar o número de bombeiros! 

Realmente muito inteligente... Na "lógica" dos vereadores, com menos bombeiros, menor a capacidade de conduzir os caminhões, e portanto, menor a necessidade de caminhões! Resolvido o problema!

Acontece que com menos bombeiros, os incêndios foram combatidos com menos eficiência, levando a uma sequência de incêndios se alastrando para os lados, sem ser possível acabar com eles. 

Mas, a função dos bombeiros é apagar o incêndio - eles não tem nenhum outro interesse político. 

Então eles fazem várias viagens, vão e voltam quantas vezes forem necessárias, se sobrecarregam tentando. Só que isso ainda dá a impressão de ter muito caminhão na cidade, é muito caminhão circulando! Não pode!

Mais uma reunião: a partir de agora, vamos limitar o número de caminhões circulando. Somente um caminhão por incêndio, e se tiver mais que um número estipulado de caminhões já circulando (o número aceito pelo governo, com base em cidades que não tem incêndio), os outros não podem sair do quartel. Assim, haverá sempre um número aceitável de bombeiros e caminhões circulando na cidade! Agora sim! Ganhamos! Vamos receber mais verba! Parabéns!

E isso realmente aconteceu. Índices melhoraram, fotos nos principais jornais, entrevista do prefeito ensinando aos outros como fazer.E os incêndios? Bom, nunca foram tão intensos, nunca evoluíram tão rápido, nunca foram tão devastadores. Mas os índices nunca foram tão bons na cidade... E com a experiência do prefeito, agora todos os que tinha problemas de "Índices de incêndio" já sabiam o que fazer...

Meu caro: Limitar o número de bombeiros significa diminuir a ingestão de gorduras na tentativa de reduzir a ingestão de colesterol. O número total de caminhões significa o que se chama de "colesterol total" que na verdade não reflete quanto tu tens de colesterol no teu corpo, mas sim a soma de todos os "transportadores de colesterol" - as lipoproteínas. O LDL é o caminhão que vai carregado de água até o incêndio - muito caminhão indo, muito incêndio. O HDL é o que volta pro quartel - esse é o cara, missão cumprida. O VLDL é uma Kombi velha circulando atolada com o resto do material usado nos sinistros.

E o colesterol? O colesterol mesmo? Bom, meu amigo, ele é a água... Ele está contido nos transportadores. O colesterol é fundamental para o reparo das lesões no organismo.

É necessário para construir e manter as membranas celulares, regular a fluidez da membrana em diversas faixas de temperatura, atuar como antioxidante, produzir a bile para a digestão das gorduras, atua no metabolismo das vitaminas lipossolúveis – A, D, E, K, é o principal precursor para a síntese de vitamina D e dos hormônios esteróides (cortisol, aldosterona, progesterona, estrógenos, testosterona e seus derivados), reduz a permeabilidade da membrana ao sódio e hidrogênio...

A circulação aumentada de colesterol na verdade reflete um intenso "incêndio": estresse oxidativo, inflamação crônica, carências micronutricionais, sobrecarga de sistemas... O que faz aumentar o colesterol? A necessidade de colesterol! O que faz baixar o colesterol? Saúde faz baixar o colesterol. Mas baixar o colesterol não traz saúde!

Uma alta ingestão de colesterol na dieta leva a uma redução global na produção, enquanto que uma ingestão reduzida leva ao aumento da produção. O que importa é o quanto está circulando em paralelo com a necessidade.

Algumas condições clínicas cursam com aumento do colesterol, como a perda de peso, disfunção da tireóide e gravidez, o que não significa risco de doença. Há também a Hipercolesterolemia familiar hereditária, em que aparecem níveis altos de colesterol (comumente acima de 400) e risco cardíaco aumentado. Então cada caso tem um significado, e não simplesmente colesterol é significado de doença e risco cardíaco.

Te preocupas com teu colesterol? De certa forma eu também. Mas eu quero me voltar a apagar os incêndios, melhorar tua performance, reduzir tua inflamação, otimizar os hormônios e a nutrição, reduzir o estresse oxidativo. O colesterol vai "melhorar". Vai. Com todo o significado que isso tem.

Ou preferes tomar Rosuvastatina e demitir os bombeiros?

Recomendado para você

2 comentários

Click here for comentários
31 de julho de 2014 07:46 ×

Olá Marcelo! Parabéns pelo texto, tu foste muito feliz na analogia. Costumo usar uma analogia semelhante para explicar sobre colesterol e inflamação para meus alunos. Tenho um blog [www.carlinhostreinamento.blogspot.com.br], gostaria de saber se posso reproduzir teu texto. Obviamente não esquecerei do crédito. Abraços

Reply
avatar
31 de julho de 2014 13:58 ×

A vontade Carlinhos.
Acompanho e indico teu blog.
Abraço
Marcelo

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores