Cruzando o Oceano Pacífico a remo, sem comer lixo!


Abastecidos com comida de verdade!

Um casal (Sami, finlandês, e Meredith, americana) está atravessando o Oceano Pacífico a remo, em protesto contra o açúcar e outros carboidratos refinados (leia-se "ruins"). Saíram da Califórnia, e pretendem chegar ao Havaí em agosto - tudo isso sem comida-lixo à bordo: tudo o que comem são carne e frutas secas, castanhas, coco e manteiga - coisas que não vão se estragar em altas temperaturas.

O site oficial é esse: Fatchancerow.org

As palavras "Fat Chance" vem do título do livro do Robert Lustig sobre os perigos do açúcar. A expedição está sendo feita em colaboração com a recentemente criada organização de Lustig, o Instituto para Nutrição Responsável.

Você pode acompanhar a localização exata dos remadores a qualquer momento clicando aqui.

O que eles levaram para comer:

  • 1.000.000kcal, sendo:
    • 9.000kcal/dia para o Sami
    • 5.000kcal/dia para a Meredith

Os alimentos são:
  • Carne seca e banha
  • Salmão
  • Manteiga de coco
  • Legumes desidratados
  • Chocolate escuro sem açúcar
  • Macadâmias
  • Mix de castanhas, sementes, proteínas e frutas secas
  • Água, só a do dessalinizador (aparelho que extrai água potável direto do mar). 

O plano é remar os 3840km em 2 meses - e pelo placar de hoje, já se foram 2563km em 29 dias.

A média de deslocamento é de 4.7km/h até o momento. Se mantido esse pique, terão sido 817 horas remando ao final da viagem. Supondo que cada um reme metade do caminho (enquanto o outro descansa), em 60 dias cada um terá gasto 17 dias INTEIROS remando. 

Cada um dos dois vai ter remado quase 7 horas POR DIA.

Não é à toa que precisam comer esse mundaréu de comida...

Espero que corra tudo bem para os dois... Remar pelo Pacífico é perigoso, independente do combustível!

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores