A Quinzena do Guerreiro

Hoje completam-se 15 dias do experimento, e estou decidido a manter o novo modo de alimentação por tempo indeterminado. Algumas coisas para destacar:

  • Clareza mental: continua impressionante. A capacidade de concentração aumenta MUITO, ao invés de piorar (que era o que acontecia quando eu comia carboidratos refinados - qualquer privação mais prolongada de alimento causava mau-humor e dor de cabeça). Vou analisar melhor mês que vem, quando volta a aula na faculdade e a minha rotina de uso cerebral volta a ser o dobro do normal. Veremos se vou ter energia :-)
  • Não-diminuição da força muscular. Algumas pessoas me alertaram que eu ia "ficar fraco", mas resolvi correr o risco. O resultado: acredito que estou mais forte que antes. Pode ser psicológico, é claro, mas meus tempos de malhação melhoraram muito. Consigo terminar uma sessão em menos tempo, ou então consigo me exercitar mais vezes dentro dos 20-30 minutos de sempre.
  • Perda de peso: até o momento, estou julgando que é apenas gordura que se foi. O meu adipômetro xing-ling continua marcando entre 12 e 14%, mas a medida da dobra cutânea supra-ilíaca diminuiu de 10 para 9mm. É claro que isso pode ser simplesmente erro na minha medição (medir 1mm "no olho" é o mesmo que nada), mas as dobrinhas "pegáveis" visivelmente diminuíram na região do umbigo. Ainda existem, mas estão menores :-) Preciso marcar a bioimpedância e ter certeza do percentual exato...
  • Que maravilha, não precisar lavar tantos pratos. Com duas refeições a menos por dia (fora o prato sujo ocasionalmente de queijo derretido), a pia fica limpa por mais tempo e o meu lazer agradece :-)



06/07/2014


20/07/2014

No total, foram 2.8kg perdidos nesses 15 dias (de 66.1 para 63.3kg). A diferença nas fotos e nas roupas é sutil, mas está lá. Engraçado ficou o gráfico de peso nos últimos dias:

Férias abusadas, e depois toma-se tento!

Novas notícias mais para a frente!

Recomendado para você

11 comentários

Click here for comentários
20 de julho de 2014 15:03 ×

Estou no 4º dia e gostando da perspectiva. A euforia e o estado de alerta são notáveis. Tive que comprar um micro-ondas às pressas porque faço comida para mim e para meu filho (que como todo adolescente que se preza, não segue as orientações nutricionais do pai). Estou fazendo a refeição noturna sugerida pelo Ori porque tenho tempo para isso. O livro é fascinante e muito bem escrito. Achei o undereating bem mais generoso do que eu imaginava. Abraço,

Reply
avatar
Teimosia
admin
20 de julho de 2014 15:08 ×

Bacana demais! Se animar, vamos contar o seu caso aqui no blog!

Reply
avatar
20 de julho de 2014 15:28 ×

Hilton, boa tarde! Cortei os carboidratos da manhã recentemente, só me alimento de carbs da 13:00h às 18:00h respeitando um limite máximo de 100gr, para otimizar a cetose noturna, faço três refeições por dia não tão generosas como a semana do guerreiro, mas fiquei na dúvida quanto aos exercícios, se o ideal é na
manhã ou na parte da tarde. Abraço.

Reply
avatar
20 de julho de 2014 16:54 ×

Adipômetro xing ling não da muita precisão, mas a bioimpedancia não é exatamente um método preciso. Dobra cutânea com plicometro científico ainda é um excelente método e pode ser feito em qualquer academia.

Reply
avatar
20 de julho de 2014 19:00 ×

Boa tarde!

Vi na descrição da dieta do guerreiro que se consome um grande almoço e mantém o jejum por 24 horas, durante o qual consome-se apenas água. No blog do Dr. Souto tem uma matéria sobre JI, em que são permitidas bebidas não calóricas. A abordagem foi de acordo com o livro Eat Stop Eat, de Brad Pilon. Esse autor preconiza o jejum pelo menos 2x por semana.
No caso da dieta do guerreiro, esse jejum pode ser efetuado direto? Só jejum por tempo indeterminado?
E dá pra rolar café puro - obviamente sem açúcar e adoçante?

Abraços!

Reply
avatar
Teimosia
admin
20 de julho de 2014 21:50 ×

Na verdade, o método proposto pelo Ori Hofmekler é ter um JANTAR farto, e manter o jejum e exercício durante o dia (na verdade, não precisa ser jejum de 24h - você tem uma janela de 3-4 horas para comer).

Eu adaptei para ter um almoço enorme, mesmo que teoricamente não tenha todo o benefício previsto (o pico hormonal noturno).

Tem diversos métodos de JI descritos aqui: http://www.paleodiario.com/2014/04/por-que-jejuar-parte-vi-escolhendo-um.html

Reply
avatar
Teimosia
admin
20 de julho de 2014 21:51 ×

O negócio é ir à academia :-) Vou ver se algum colega, profissional de EF, mede para mim.

Reply
avatar
Teimosia
admin
20 de julho de 2014 21:56 ×

Pelo que entendi do método original do Hofmekler, você faz exercício em jejum, mais próximo da hora da refeição (que ele sugere ser à noite). Eu vou publicar um resumo dos princípios da dieta do guerreiro em breve.

Reply
avatar
20 de julho de 2014 22:33 ×

O jejum que o Ori propõe não é do tipo a base de água, e ele faz questão de clarear esse princípio como resposta aos que o questionam sobre a possibilidade da dieta do guerreiro induzir a produção de cortisol. Mas “undereating” não é “noeating”. Na fase undereating (que dura cerca de 20 h) admite-se pequenas porções de vegetais e frutas, preferencialmente na forma de sucos (algo com o qual não concordo), e até mesmo alguma proteína (como ovos, queijos e iogurtes.).

Reply
avatar
Teimosia
admin
20 de julho de 2014 22:48 ×

Exato! Acabei de postar sobre isso: http://www.paleodiario.com/2014/07/dieta-do-guerreiro-os-principios.html

Eu opto pelo jejum completo, porque me sinto bem com ele. Mas pode ter certeza que se a fome apertar, eu vou comer na hora :-D

Reply
avatar
21 de julho de 2014 19:49 ×

Obrigado Hilton pela atenção, entendi.

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores