Como a mamãe ficou sexy de novo!

Artigo tracuzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

Bem, eu nunca tive problemas com peso e sempre fui uma pessoa muito ativa. Só quando fiquei grávida pela primeira vez e tive um aborto depois de 9 semanas, é que comecei a acumular peso. Estava claramente passando por um estresse emocional, e o aborto me deixou com tanto medo de me exercitar - especialmente quando engravidei novamente.

Ganhei um bocado de peso com o meu primeiro filho (27-29kg) e então tentei perder tanto quanto possível antes de engravidar de novo, da minha filha, mas não tinha perdido o bastante e então ganhei mais alguns com ela também. Eu estava com 76kg dois meses após ela ter nascido. Lutei prá valer para perder o peso depois disso; quase sentia que o meu corpo inteiro tinha mudado com a gravidez, pois mesmo depois de diversos meses do nascimento da minha filha, eu brigava perder algum peso. Amamentei exclusivamente por 1 ano e meio, e não perdi 1kg sequer!




Me lembro de dizer ao meu marido que nunca ia conseguir, e que teria que carregar aquela barriga flácida para sempre. Ele sempre continuou a me motivar a tentar. Eu me sentia como um hipopótamo e não suportava que tirassem fotos minhas. Me sentia com um alienígena em minha própria pela, e não tinha qualquer auto-confiança ou desejo sexual.

Fui a um nutricionista e tentei perder peso seguindo condições estritas e longas horas entre refeições. Isso ajudou a movimentar algum peso, mas estava tão distante de ser natural - e sendo incapaz de manter tal estilo de vida, simplesmente ganhei tudo o que tinha perdido, e mais um pouco.

Então fui a uma iridologista, e ela me disse que minha glicemia estava extremamente alta, e que eu devia observar isso. Fiz uma busca online, encontrei o livro "Blood Sugar Solution" (N.T.: "A solução pela glicemia", em tradução livre) do Mark Hyman e isso foi o ponto de virada para mim: ele me ensinou como controlar a glicemia e um bocado sobre comida - e isso me trouxe até você. Eu amei o livro do Hyman, e ele me ensinou tanto sobre meu corpo e sobre mim mesma. Então todos os pedaços se juntaram, pois alguns dias após receber o livro, eu li sobre o Mark's Daily Apple em seu website (se me lembro corretamente). Imediatamente eu me inscrevi e encomendei The Primal Blueprint.

Essa foi a melhor decisão que já tomei, e para mim, foi o próximo passo lógico. Ele se encaixou perfeitamente e oferecia mais de uma mudança de estilo de vida para mim. Foi quase como se o Dr. Hyman sempre tivesse planejado me trazer até você.

Não consegui largar o seu livro, e seguir as orientações foi muito natural para mim. Nunca tive problemas com quaisquer das comidas que podia comer, e percebi imediatamente o quão meu corpo estava mudando.

Nunca tinha experimentado um fluxo tão constante (e tão rápido) de peso simplesmente sumindo - não apenas desaparecendo, mas consistentemente diminuindo numa taxa de 2 a 3kg por mês. Nunca mais olhei para trás; nunca me senti privada por um momento depois que mudei as coisas de vez, e todo mundo ficava espantado com as mudanças no meu rosto.

Os passos do Primal Blueprint são fáceis de seguir e se encaixam muito bem na minha vida. Me sinto no controle das escolhas de comida que faço, e sempre me permito a regra dos 80%. Mesmo quando dava uma escorregada, isso nunca fez no meu sucesso. Estou mais do que ansiosa para seguir esse estilo pelo resto da minha vida. Conheço o meu corpo muito bem agora e quando faço uma refeição rica em carbs/grãos, CARAMBA: sofro de cãimbras e enxaquecas - me sinto lerda e horrível. É incrível perceber tais sensações a partir da comida - sensações que eu nunca teria sabido que vem daquilo que eu como.

Depois de eliminar TODOS os grãos e comidas procssadas pelo primeiro mês, nunca me senti tão bem em toda a minha vida. Achei que seria difícil de fazer, e as duas primeiras semanas foram difíceis, mas literalmente após os primeiros 14 dias, tudo mudou e se encaixou. Me sentia incrível, cheia de energia, e podia perceber no estômago que algo tinha mudado. Como tenho dito, quando como aquelas comidas nojentas agora, posso realmente sentir os efeitos por toda parte. Não muda o meu peso em nada, e consigo viver com as escapadas ocasionais, mas não vale a pena na maior parte do tempo.

Em 8 meses, fui de 76 para 61kg e nos últimos 6 meses, estabilizei no meu peso perfeito de 55kg. Estou tão feliz e forte. Meu peso não flutua mais e nem me peso mais. Meu peso não é mais uma questão. É incrível ser capaz de dizer que posso ver a definição no abdome, braços e pernas; o treinamento com peso corpoval que faço no pole dance me deixou forte e tonificada. Me sinto NO TOPO DO MUNDO!!!



Obrigado por me dar minha vida de volta. Meu marido quer te agradecer também.

Todo o meu amor, luz e perseverança,

Nicky

Recomendado para você

Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores