Maromba no escritório

Com a entrada na faculdade, o meu tempo em casa foi reduzido quase a zero durante a semana - e com isso, o tempo livre para maromba também. 

De fevereiro para cá, tenho usado o horário entre as 18 (fim do expediente) e as 19 (início da aula) horas para fazer uma sessão rápida e intensa, 3 vezes por semana. Nos fins-de-semana, malho em casa mesmo.

Agachamentos, flexões, mini-dips, passadas altas, rosca de bíceps, tudo é feito com o peso do corpo ou improvisando com material de escritório. Algumas semanas atrás, resolvi improvisar uma barra para fazer pull-ups e remadas (ou o mais próximo possível deles). Durante o feriado da semana passada, foi a hora de implementar.

Material usado


  • 1 cano de metal de 2 polegadas, com 1,60m de comprimento (achei jogado numa caçamba de lixo)
  • 1 rolo de silver tape
  • 1 lima/grosa
  • 1 trena
  • 1 serra de arco ("segueta")
  • 1 caneta hidrocor

Como fazer



O cano de metal, em seu estado original com diversos pontos de ferrugem

Com a caneta hidrocor, fiz uma marca aos 1,20m (antes, no 
trabalho, eu medi a distância entre duas mesas - 1,00m)

Corte em progresso

Depois de cortado, use a lima/grosa nas extremidades, para remover 
aparas cortantes. A seguir, envolva com silver tape (para esconder a
ferrugem e proteger as mãos na hora do exercício)

Pronto!


A barra no lugar, entre duas mesas. Dá para fazer dips, 
pull-ups e remadas inclinadas. Cansa que é uma beleza!

Foto bônus: o gaveteiro sem pés é usado para fazer passadas altas.
A mochila, cheia de livros, vira peso para colocar nas costas durante as 
passadas/flexões/agachamentos, e também haltere para fazer rosca de bíceps

E no seu trabalho, o que você consegue improvisar para malhar ? Só relembrando, basta um espaço livre para você fazer todas as flexões, agachamentos e pranchas que conseguir. 

O único equipamento essencial para malhar, é o seu corpo.


Recomendado para você

7 comentários

Click here for comentários
Jussara
admin
24 de abril de 2014 12:52 ×

Bom trabalho, Hilton, parabéns! Mas você faz pull-up com ela sobre a mesa? Não é muito baixo? E como faz para ter estabilidade (a barra não fica rolando?)

Reply
avatar
Luiz Neto
admin
24 de abril de 2014 13:28 ×

Isso que eu chamo de força de vontade!!!

Reply
avatar
Teimosia
admin
24 de abril de 2014 14:21 ×

Eu deito no chão, e faço pull-up inclinado: os calcanhares continuam em contato com o chão, a coluna fica reta. É praticamente um supino.

Vou fazer em breve um aparato para combinar com a barra e fazer remada (o princípio é o mesmo: quando puxar os braços para trás, o corpo é que sobe e fornece a resistência do exercício).

Reply
avatar
Teimosia
admin
24 de abril de 2014 14:23 ×

Uma das coisas mais incríveis que a dieta paleo fez por mim, foi criar essa vontade de malhar. Eu NUNCA gostei de exercício puro e simples. A minha praia sempre foi capoeira, corrida e nataçaõ - tudo muito dinâmico.

No entanto, após meses brincando com medball, alguma coisa mudou. Agora eu realmente acho bacana me pendurar na barra, ou fazer flexões até os braços ficarem "doces".

E com a energia infinita que o estilo de vida fornece, tudo fica mais fácil...

Reply
avatar
Jussara
admin
24 de abril de 2014 16:34 ×

Não sei como é essa remada em que o corpo sobe, mas dá pra você fazer remada curvada com essa barra.

Reply
avatar
25 de abril de 2014 11:18 ×

Fala cara, muito bom o Blog, sempre estou acompanhando os posts,

Já ouviu falar do livro Convict Conditioning ? Resumidamente são 06 exercícios corporais em 10 passos, do básico ao iniciante, estou praticando, e como nunca fiz academia, serve como um ótimo guia.

Segue uma imagem resumo,
http://akarlin.com/wp-content/uploads/2013/03/convict-conditioning-summary.jpg

Site: http://convict-conditioning.com/

E aqui tem algumas partes do livro traduzida http://www.hipertrofia.org/forum/topic/87220-traducao-convict-conditioning/

Reply
avatar
Teimosia
admin
25 de abril de 2014 11:33 ×

Valeu pela dica! Vou tratar de achar o livro completo...

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores