Comi uma dieta rica em gordura - perdi 90kg

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.




O leitor assíduo aqui, sem dúvida já ouviu falar da história impressionante do Tommy Runesson. Mas agora ela também está no jornal sueco "Corren", e podemos admirar algumas novas fotos do Tommy. Como a mostrada acima - provavelmente é hora de comprar calças novas.

Aqui vai o artigo completo, traduzido do sueco.

Comi uma dieta rica em gordura - perdi 90kg



Em 2 anos, Tommy Runesson perdeu 90kg. Fazendo exercícios e comendo frutas ? Não, comendo gordura.


Inicialmente, a efermeira teve problemas em acreditar o que via. A glicemia do paciente Tommy Runesson, bem como colesterol e níveis de lipídios simplesmente continuavam melhorando enquanto ele comia exatamente o oposto do que as diretrizes dietárias oficiais recomendam.

Tommy é cheio de contradições em muitos aspectos. Apesar de sempre ter sido obeso, ele se sentia bem física e mentalmente. E não tinha idéia de como os seus indicadores de saúde eram quando era obeso, pois raramente ia ao médico. Mas ele pode imaginar...

- Estranhamente, eu nunca sofri bullying, nem me sentia deslocado sendo um garoto gordo. Talvez alguém tenha me chamado de 'baleia' na escola algumas vezes, mas nunca me afetou.

Tommy é graduado em gastronomia, e sempre amou comer, comidas "de verdade", como ele as chama, no estilo tradicional. Carne e peixe com molhos pesados, montanhas de macarrão, pão e tomates. E Coca-Cola. Ele comia grandes porções e era obeso já quando criança. Mas nunca teve queda por doces, salgadinhos ou balas.

Como sentia-se bem, ele não cogitava perder peso, ainda que no fundo soubesse que precisava.

Então, o que aconteceu ?

- Bem, na verdade é até engraçado. Eu estava procurando no Google por receitas de molho béarnaise, e acabei esbarrando no site do jornalista Sten Sture Skaldeman (em sueco). Fiquei impressionado com a sua história de vida, como ele venceu um concurso de perda de peso e depois começou a se matar de comer. Ele comeu todas as coisas que eram gostosas e proibidas, e ignorou o resto. Para sua grande surpresa, seus 70kg extras começaram a sumir. E ele ainda está vivo! Sua frase de impacto é: "Se comermos o que fomos feitos para comer, teremos o corpo que fomos feitos para ter".

- É incrível que a tentativa de uma pessoa de se matar de comer tenha iniciado um movimento nacional. Depois de 2 anos, eu perdi 90kg, todos os meus marcadores de saúde estão excelente e não passei fome nem por 1 segundo. Esse é um método agradável que nunca deixarei de usar. Minha mãe, pai e irmão, todos se juntaram.

As suas escolhas de comida são bem pouco usais, uma dieta LCHF ultra-estrita, e muitos pode estranhar a quantidade de manteiga que você consome.


- Eu sempre amei manteiga com ervas, molho béarnaise e maionese. Se você tem problema com algum desses, sugiro que pelo menos escolha cortes de carne mais gordos. Pernil de porco ao invés de lombo. Filé de costela ao invés de filé bovino. Coxas de frango, ao invés de peito. É gordura marmorizada, tem gosto melhor e é mais barato. Você não tem que ser estrito como eu sou. A gordura pode vir somente de creme de leite, queijo e creme azedo, mas eles contém um pouco mais de carboidratos. O truque com uma dieta LCHF é que a gordura te mantem saciado.

Lendo o seu blog, compreendemos que você é obcecado por números. Os seus marcadores de saúde são constantemente atualizados.

- Sim, eu acho que é interessante. Já faz tempo que eu tenho uma glicemia constante - nunca muda.

Críticos afirmam que o clima vai entrar em colapso se todos resolverem se entupir de carne.

- Não deveríamos [nos entupir de carne]. Não deveríamos aumentar a quantidade de proteína, apenas evitar os carboidratos e adicionar gordura saturada.


Açúcar versus outros carboidratos, não é aqui que as opiniões diferem ?

- Sim, todos concordam que açúcar refinado é ruim. Mas eu também afirmo que os amidos, farinhas de grãos que são convertidos em açúcar no sistema digestivo, são vilões igualmente ruins.


A sigla LCHF ganhou conotação negativa

- Sim, muitos começaram a chamá-la de "dieta de baixo carboidrato". A sigla LCHF é uma invenção sueca, e eu não escondo o fato de que ela provavelmente salvou a minha vida. Discutirei alegremente com qualquer nutricionista. Já li bastante, e não sou exatamente o único caso de sucesso nessa área. Atualmente, sou um conselheiro dietário graduado, e dou palestras.

Onde está a parte controversa nisso ?

- Não existe dinheiro grande envolvido em LCHF, mas certamente existe na indústria alimentícia e no aconselhamento nutricional que alimenta a indústria farmacêutica. É tudo sobre prestígio e dinheiro. Há clínicas de diabetes que distribuem brochuras sobre como comer, publicadas por companhias farmacêuticas que vendem insulina! Imagine todos aqueles nutricionistas, que hoje em dia desencorajam o consumo de gorduras, dizendo repentinamente "opa, estávamos errados!". Eles estariam admitindo que o seu aconselhamento levou à deterioração da qualidade de vida de centenas de milhares de diabéticos e pacientes obesos.

- Mas o tempo está acabando. As vidas de muitas pessoas estão em risco.

Recomendado para você

1 comentários:

Click here for comentários
22 de abril de 2014 21:21 ×

Mas o senso comum é que obesidade mórbida é sinônimo de cirurgia bariátrica. Mais uma vez emagrecer para depois engordar.

Congrats bro de tudo um pouco you got PERTAMAX...! hehehehe...
Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores