A surpreendente verdade sobre a Síndrome do Ovário Policístico (SOP)


Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

The Truth about PCOS
Pobres ovários. Eles vivem sendo acusados de crimes que não cometeram. Eu quero entrar na conversa aqui e garantir a vocês jovens mulheres de toda parte: seus ovários não são seus inimigos. Por favor não desistam deles. Com o suporte nutricional correto, seus ovários podem e vão voltar a fazer exatamente o que devem.

O diagnóstico da Síndrome do Ovário Policístico (SOP) parece ameaçadora. A palavra ovário aparece bem no meio do nome da condição, então os ovários devem ser os culpados. Certo ? Errado.

Um diagnóstico de SOP é dado muito frequentemente e com pouco cuidado. Mulheres são enganadas pela afirmativa de que algo anormal foi visto no ultrassom. Elas acreditam que os "cistos detectados" vão causar ganho de peso, infertilidade e doença cardíaca. Mas nada disso é verdade.

Endireitando as coisas:


Falso: SOP pode ser diagnosticada por ultrassom.

Cistos são normais em ovários. Cistos ovarianos são os sacos ou folículos que contém os óvulos. O que seria do ovário sem eles ? A cda mês, novos folículos crescem e são reabsorvidos. A cada mês, você tem um conjunto completamente diferente de folículos. Essa é a razão de porque, a cada mês, seus ovários parecerem diferentes no ultrassom.

O ovário normal deveria ter - na média - 6 a 12 folículos de tamanhos variados. O ovário policístico tem - por definição - mais de 12 pequenos folículos subdesenvolvidos. Por que os folículos são pequenos e subdesenvolvidos ? Porque a ovulação não ocorreu naquele mês. O ultrassom não pode explicar o motivo da ovulação não ocorrer, nem pode prever se a ovulação vai ocorrer no mês seguinte. Às vezes a ovulação simplesmente não acontece, e essa é a razão pela qual os ovários de mulheres normais frequentemente são policísticos. Tome uma mulher saudável qualquer na rua, e faça um ultrassom: em 25% das vezes você vai ver ovários policísticos. Teste a mesma mulher alguns meses depois, e seus ovários estarão normais. E é por isso que os experts concordam que ultrassom não pode ser usado para diagnosticar a condição SOP.

(Uma nota rápida sobre outros tipos de cistos ovarianos anormais. Há muitos tipos de cistos ovarianos patológicos, incluindo cistos dermóides, cistos hemorrágicos e os cistos cor de chocolate da endometriose. Esses são outros tipos de problemas, e não entram na discussão sobre SOP).

Verdade: SOP é mais diagnosticado do que deveria


A história que ouço com mais frequência de pacientes é mais ou menos assim:
  1. Começou a tomar anticoncepcionais quando adolescente, para a pele
  2. Deixou de tomar na casa dos 20 ou 30 anos
  3. Ciclos menstruais não apareceram (provavelmente por causa da síndrome pós-pílula)
  4. Acne surge com força (provavelmente por causa da retirada da pílula)
  5. Ultrassom mostra que os ovários tem aparência policística
  6. O médico diagnostica SOP sem fazer quaisquer testes sanguíneos
  7. O médico prescreve anticoncepcional

Por favor, compreenda: às vezes - e por todos tipos de razões diferentes - as mulheres enfrentam obstáculos temporários à ovulação, que implicam em obstáculos a ciclos menstruais regulares. Você pode ter meses nos quais você não ovula, mas isso não significa que você tem a condição permanente de SOP.

Como exploraremos em artigos a seguir, obstáculos à ovulação incluem insulina, açúcar, inflamação, toxinas ambientais, glúten, hormônio luteinizante, tireóide, prolactina, estresse e muitas outras coisas. O diagnóstico real requer um histórico de saúde detalhado e exames de sangue. Às vezes é simples, e às vezes é complicado. Mas o diagnóstico real é algo que a maioria dos médicos não querem perseguir. É muito mais fácil pedir um ultrassom e jogar um diagnóstico de SOP na sua cara.


Falso: SOP é uma doença ovariana.

SOP não é uma condição ovariana. São muitas condições hormonais de corpo inteiro que afetam os ovários. Eu argumentaria que os ovários são as vítimas dos problemas hormonais subjacentes. 

Quando confrontados com inflamação, excesso de sinalização de insulina e outras questões, os ovários de algumas mulhers respondem desligando a ovulação e produzindo testosterona ao invés. Sim, provavelmente há um fator genético para essa tendência. Outras mulheres podem encarar a mesma inflamação e resistência à insulina, e ainda assim seus ovários resistem. Dito isso, não são os ovários que precisam de tratamento. O que precisa de tratamento é a condição hormonal ou metabólica subjacente.


Verdade: SOP precisa de uma mudança de nome


Em janeiro de 2013, um painel de experts da NHI (National Health Institute - Instituto Nacional de Saúde) afirmou que o termo SOP é confuso. Eles pediram pela renomeação do termo. Ele precisa de um novo nome, disseram, porque SOP não é uma condição ovariana.

O Dr. Robert Rizza da Clínica Mayo - e membro do painel da NHI - resume a mudança de nome:

"[O nome SOP]... foca-se em um critério - nomeadamente a morfologia do ovário policístico - que não é necessário e nem suficiente para diagnosticar a síndrome. É hora de atribuir um nome que reflita as complexas interações metabólicas, hipotalâmicas, pituitárias, ovarianas e adrenais que caracterizam SOP"

Fique ligada para artigos futuros nos quais vou prover idéias de tratamentos naturais para condições como SOP.

Recomendado para você

4 comentários

Click here for comentários
Jussara
admin
26 de abril de 2014 01:18 ×

Gosto muito do jeito leve de escrever e direto ao ponto da Lara.
Também quiseram me diagnosticar com SOP só por causa de acne e folículos nos ovários (todos os outros marcadores eram ok, inclusive minha menstruação sempre foi regular). Realmente, a doença precisa de uma nova denominação, já que os ovários não têm culpa, e o caminho para a cura pode começar, como sempre, por uma boa alimentação. E isso é incrível, pois uma boa alimentação ajuda na cura de mutas doenças e influencia muito na nossa vida , saúde e bem-estar.

PS: teve um erro de digitação na tag do texto: você digitou Laura em vez de Lara. :D

Reply
avatar
Geisa
admin
29 de dezembro de 2014 00:16 × Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
Geisa
admin
29 de dezembro de 2014 00:47 ×

Esqueci de dizer que já havia encontrado a coragem para TENTAR largar a pílula diversas outras vezes ao longo dos anos. Em nenhuma dessas tentativas meu ciclo se periodizou. O fluxo vinha por somente um mês e depois nunca mais. Meses se passavam e nada. Era obrigada a tomar um medicamento com dose hormonal alta para "forçar" o fluxo a vir e poder voltar a tomar o anticoncepcional.

Reply
avatar
Teimosia
admin
29 de dezembro de 2014 08:08 ×

Que maravilha! Vamos publicar isso como um caso de sucesso no blog ? Junte umas fotos que tiver de antes e depois (se quiser, é claro) e me mande um email (paleodiario@gmail.com)...

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores