TRX - só que não

Desde quando um amigo me falou sobre treinamento em suspensão, eu tenho namorado a idéia de ter um TRX em casa. O equipamento é fácil de transportar, e poderia ser usado em qualquer canto - bom para viagens, então.


Só que o marbarato custa 150 dinheiros no MercadoLivre, e eu sou pão-duro prá valer sigo a política do "faça você mesmo". Assim, dei uma estudada em como o TRX é construído, olhei uns "como fazer" na internet, e hoje à tarde eu fiz o meu.

O material foi:
  • 3 ou 4 metros de "corda de capoeira" - tinha sobrando em casa
  • 2 pedaços de PVC de 1", cada um com uns 15cm de comprimento
  • Linha encerada (também tinha sobrando em casa)
  • Agulha grossa
  • Lima ou lixa




Passo-a-passo:

1 - Lime/lixe as bordas dos pedaços de PVC, deixando-as arredondadas - para evitar que elas cortem a corda com o uso


2 - Passe a corda por dentro de cada cano, retorne com a ponta e costure usando a linha encerada (a minha é bem resistente mesmo). 

É feio, mas é meu amigo

3 - Faça o mesmo com a outra ponta da corda e o outro cano. Pronto!


Agora é só pendurar na barra (tenho uma fixada na porta da cozinha) e suar um bocado!


Detalhe: ainda não fiz as faixas para apoio dos pés - o local onde fica o meu "TRX" não comporta. Em breve, mais novidades sobre isso...

Recomendado para você

3 comentários

Click here for comentários
Sandra
admin
30 de março de 2014 02:45 ×

Exercícios do Pilates. Faço uma boa parte deles 2 x por semana! A prof. chama o aparelho de "suspenso!

Reply
avatar
Teimosia
admin
30 de março de 2014 08:27 ×

Exato. De uns 5 anos para cá, o TRX chegou ao Brasil com força... Treinamento suspenso agora é modinha - só que os resultados são bacanas de verdade. E para mim, que não quero (e nem gosto) de malhar em academia, foi uma solução boa e barata :-D

Reply
avatar
2 de abril de 2014 18:09 ×

Excelente contribuição!

Olha só, aqui também ensina como fazer: http://www.paleodiario.com/2014/03/trx-so-que-nao.html

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores