Maromba diária

Flexões: 25, 23, 19
Abdominais (5kg): 100, 50
Dips: 14, 11
Rosca de bíceps (6kg): 10, 9, 8, 9

Medball 3.8kg

80 arremessos frontais (dois braços)
60 arremessos frontais (D e E)
50 arremessos laterais (D e E)

Recomendado para você

18 comentários

Click here for comentários
Jussara
admin
5 de fevereiro de 2014 13:17 ×

Oi, Hilton,
Você faz cada série de flexão até não conseguir mais? E qual o intervalo de descanso? E no caso dos abdominais é o mesmo processo?
Obrigada.

Reply
avatar
Teimosia
admin
5 de fevereiro de 2014 15:08 ×

Olá, Jussara.

É isso mesmo, vou até a falha. Mudei o esquema faz pouco tempo: antes eu fazia N séries de X repetições, mas percebi que assim ganhava muito pouco. 10 séries de 10 flexões é fácil fazer hoje em dia. Mas indo até a falha, a conversa é outra... A terceira série é sofrida :-)

Quanto ao intervalo, o que faço é intercalar: faço uma série do exercício X, e enquanto aquele músculo descansa, faço série de outro exercício. Não sei se é a maneira mais eficiente, mas tenho tido bons resultados...

O que tenho sentido mais falta é de fazer barras, mas pego leve porque já fiz 2 cirurgias no ombro direito. Fico meio com medo de por carga nele...

Reply
avatar
Jussara
admin
5 de fevereiro de 2014 17:25 ×

Interessante. Eu pensei que só fosse possível fazer até a falha quando se faz exercícios com peso. Vou tentar fazer assim também a partir de agora.

Eu nunca fiz barra, mas tenho certeza que não consigo fazer nenhuma repetição, e como treino em casa, não tenho onde me pendurar. ;D Se você já operou o ombro é melhor pegar leve mesmo.

Esses arremessos parecem ser legais, mas na minha casa não tenho muito espaço.

Pelas suas fotos do antes e depois dá pra ver que seu abdômen está já aparecendo. Você atribui isso mais à alimentação ou aos abdominais?
Obrigada de novo.

Reply
avatar
Jussara
admin
5 de fevereiro de 2014 17:33 ×

Ah, e que tipo de abdominal você faz?

Reply
avatar
Teimosia
admin
5 de fevereiro de 2014 17:39 ×

Olá, Jussara

Ir até a falha é simples: vá repetindo até não aguentar mais :-) Com o tempo, vai ficar fácil, então você pode optar por: fazer cada vez mais (e assim treinar a resistência) ou colocar dificuldades crescentes (fazer com um braço de cada vez, colocar os pés mais alto, etc - assim você ganha força e um pouco de hipertrofia). Os meus conhecimentos de fisiologia do exercício acabam aqui - se falei bobagem, por favor me corrijam...

Sobre o ombro, já até fiz algumas barras em casa (tenho uma barra na porta da cozinha), mas é sempre de leve. 1 série de 5, e chega. Em geral, dói um pouquinho.

Os arremessos são bacanas mesmo, e cansam absurdamente... A minha medball já está "ficou leve", mas estou com preguiça de fazer outra - então estou aumentando as repetições. Em breve, farei uma mais pesada...

Sobre os abdominais, acho que são apenas uma "muleta". O ideal é fazer exercícios que envolvem grandes grupos musculares (agachamento, levantamento terra, supino, etc), e não ficar isolando músculos (rosca, abdominal, etc).

Só que eu torci o tornozelo direito uns meses atrás, e estou fazendo fisioterapia. Quando faço agachamentos, dói prá burro - então desisti deles por enquanto. Aí, para "preencher a vaga", faço abdominais. Segundo o Mark Sisson, eles são perda de tempo :-)

Se os músculos estão aparecendo, certamente é por causa da alimentação que eliminou a capa de gordura que tinha por cima :-D

Att,
Hilton

Reply
avatar
Teimosia
admin
5 de fevereiro de 2014 17:44 ×

Como estou fazendo com carga (anilhas sobre o peito), não consigo variar muito ainda. Basicamente, faço as tradicionais.

Se você tiver uma medball em casa, pode tentar as "russian twists" também: http://www.60dayswithnatjones.com/wp-content/uploads/2009/09/AbMb-Russian_Twist_2-300x2251.jpg (mas dá para fazer sem a bola também).

Chega num ponto que dá vontade de chorar :-)

Reply
avatar
Jussara
admin
5 de fevereiro de 2014 18:24 ×

Eu pensei que só fosse possível fazer exercícios até a falha com pesos. Por ex.: colocar a barra com pesos nos ombros e fazer até a falha; não sabia que dava pra fazer isso com o peso do próprio corpo também. :D
Adoraria ganhar um pouco de força e hipertrofia, o que é mais difícil para mulheres, acho.

Eu já tinha lido que é meio inútil fazer abdominais, mas sempre fica aquela dúvida. Eu tenho malhado os grandes grupos, mas não consigo deixar de fazer rosca e tríceps na cadeira, pois acho que só a flexão não trabalha tãão bem esses músculos, que nas mulheres são bem difíceis de tonificar. Também faço exercícios isolados para ombros. :/

Para os abdominais eu tenho feito comente prancha, por "indicação" do Sisson, mas sempre me pergunto se não deveria estar fazendo os convencionais. Agora tenho certeza que não. ;D

Eu acabei de voltar de viagem, e lá engordei 2 kg, pois relaxei com a alimentação. 1kg eu já perdi em 2 dias (devia ser inchaço e etc), mas o outro está todo acumulado na minha barriga. Eu já perdi 3 dos 4 kg que queria perder, mas a barriga permanece. Sempre foi um problema pra mim, mesmo quando meu peso era normal. E agora mesmo sem o trigo, açúcar e etc ela ainda teima em aparecer. Só começou a dar ares de que ia sumir quando baixei bem os carbos, mas não me senti bem sem eles, e voltei a comê-los pelo bem da minha sanidade mental. De todo modo, continuei emagrecendo, mas sem perder a barriga. Enfim...

Obrigada pelas explicações, Hilton.

Reply
avatar
Jussara
admin
5 de fevereiro de 2014 19:50 ×

Esse deve ser ótimo pra cintura! Infelizmente, não tenho a bola, e já pesquisei e achei cara. Eu vi um post onde você ensina a fazê-la, mas não tenho o material.
Exercícios que nos dão vontade de chorar são os melhores. :D

Reply
avatar
Teimosia
admin
5 de fevereiro de 2014 22:30 ×

Olá, Jussara

A falha acontece até em posição isométrica.... Experimente ficar parada, em pé, com os braços abertos em crucifixo. Veja quanto tempo aguenta manter os braços nessa posição :-) Uma dica: não é muito não...

Eu também tenho uma barriguinha renitente. Por mais peso que perca, e músculos que ganhe, ela continua lá (logo abaixo do umbigo, cobrindo os últimos 2 segmentos da musculatura abdominal). Mas não tem me estressado não... Tudo acontece no seu tempo.

Eu estou pensando em experimentar a dieta do guerreiro por um tempo, para ver que bicho dá. Basicamente, é fazer apenas 1 refeição por dia, à noite, e comer até estourar. No resto do tempo, só água.

Jejuns de 24h para mim são "fáceis" - faço a cada 10, 15 dias. Quero experimentar a DG por uns 7-10 dias, e ver que resultados dá.

Mas acho que vou deixar isso para o mês de março - pois no momento estou testando a restrição de laticínios e oleaginosas, e no final de fevereiro vou fazer o meu exame periódico de sangue (estou testando o meu ácido úrico, em paralelo - e teoricamente os jejuns o pioram).

Abraço,
Hilton

Reply
avatar
Jussara
admin
6 de fevereiro de 2014 13:31 ×

Olá, Hilton,
Eu estou numa situação pior que a sua, pois ainda não perdi nada de barriga, e tenho essa não só abaixo do umbigo, como acima também. :D Acho que na mulher barriga incomoda mais, até porque tem bastante homem barrigudo, mas para a sociedade é ok.
É, não adianta mesmo se estressar, vai chegar uma hora em que essa sua barriguinha mínima vai sumir também.

Não tinha ouvido falar da DG, mas para mim não rolaria, pois eu adoro comer. rs E depois de ter tentado em vão ficar com baixos carboidratos, eu acabei voltando a tomar o café da manhã, e isso me fez bem. Acabo fazendo 3 refeições, o que ainda é ótimo, pois antes eu comia de 3 em 3 horas e ainda passava mal se não comesse.
Se você resolver fazer, conte aqui no blog o experimento. ;D

Incrível a facilidade que algumas pessoas têm de fazer jejum. Eu bem que tentei, e ainda hoje arrisco uns de vez em quando, mas à base de café com gordura. Ainda assim, não me sinto bem. Você que lê bastante, sabe dizer o porquê de eu não ter conseguido emagrecer com super LC, mas ter visto o ponteiro da balança baixar depois que resolvi adicionar um pouco de tubérculo? Ou seja, com pouquíssimo carbo meu corpo não se sente bem e até fica estressado (mentalmente também os sintomas são terríveis), mas com um pouco de carbo páleo (até 100g) eu consigo eliminar peso e me sinto super bem (só não perco barriga. rsrs)

Eu vi que você está restringindo os laticínios e as oleaginosas. Eu preciso fazer isso também, para ver se volto ao peso de antes da viagem.
Interessante isso de que os jejuns teoricamente pioram o ácido úrico. Qual será o motivo?

Você sabe qual o melhor exercício para eliminar barriga? O senso comum diz que são os aeróbicos, mas eu não os faço mais, faço apenas HIIT e exercícios com pesos. Qualquer dica é bem-vinda. :)

Abraços.

Reply
avatar
Teimosia
admin
6 de fevereiro de 2014 14:26 ×

Olá, Jussara

Primeiramente, lembre-se que a barriga é só um pedaço do todo. E o culote, perdeu ? E as dobrinhas nas costas ? Em mim, as dobrinhas e o queixo duplo foram o que sumiram primeiro. Peso não é um indicador confiável, e o olho também não. Confie mais na fita métrica e menos na balança.

Sobre a dieta do guerreiro, ainda estou pensando. Ficar 24h sem comer é fácil para mim, HOJE EM DIA. As primeiras vezes foram difíceis, não porque passei fome, mas porque o meu cérebro ficava gritando que estava na hora de comer. Comecei com um jejum de 12h, esporadicamente (já tinha uns 6 meses de adaptação paleo, na época). Depois, aumentei para 16h. Hoje, o meu normal é jejuar por 16h diariamente. Só almoço e janto - e são GRANDES refeições, 500 ou 600g de verduras, legumes, carne e frutas de sobremesa.

"Adorar" comer, eu também adoro - mas chega num ponto em que você percebe que aquele impulso de comer é só isso, um impulso. Não há necessidade real. Geralmente, eu tomo um cópo d'água e espero 5-10 minutos. Se não passar, é fome mesmo. Se passar, era sede "disfarçada" (isso acontece muito!). Pode ter certeza que se eu encarar, vou publicar aqui...

Há quanto tempo você está praticando paleo ? Se não estiver adaptada a queimar gordura, o jejum fica difícil mesmo - é o seu corpo REALMENTE querendo o carboidrato.

Sobre a questão de emagrecer quando come um pouco mais de carbs, o fenômeno é chamado de "refeed" (vou traduzir um artigo sobre isso em breve. Se você lê inglês, pode ir adiantando: http://www.marksdailyapple.com/carb-refeeding-and-weight-loss/#axzz2sYhxE5Zi)

A restrição a laticínios e oleaginosas é para ver se tenho alguma intolerância. Na segunda-feira que vem (10/02), completo 30 dias sem eles. Aí vou comer um pouco e ver se acontece algum revertério :-)

Sobre o jejum afetar o ácido úrico, o quadro analisado é de pacientes que estavam em jejum COMPLETO. O mais longo, inclusive, foi de 21 DIAS sem comer nada... Por esse motivo - o fato de eu NUNCA ficar em jejum completo por mais de 24h, e raramente por mais de 16h - eu ACHO que não vou ter problemas não. De qualquer maneira, aumentei o consumo de vitamina C (que ajuda a eliminar) e praticamente cortei as carnes embutidas. O meu ácido úrico ainda está dentro do normal, mas tinha aumentado no último exame que fiz em novembro/13. No final de fevereiro, faço outro para ver o que mudou.

"Os bíceps são construídos com exercício, mas o tanquinho é construído na cozinha" - os marombeiros já falam isso há muito tempo. Não existe exercício que queime a "gordura da barriga". A perda é geral, sempre. O bacana do esquema paleo é que ele mantém o seu glicogênio muscular baixo, e então o corpo precisa cavar energia na gordura com mais frequência. O que eu recomendo é continuar na trilha: comendo comida de verdade, fazendo aeróbicos de baixa intensidade, exercícios com peso e sprints de vez em quando... Pode demorar, mas não falha. E mesmo que o aspecto estético não seja o que desejamos, a saúde agradece sempre!

Abraço,
Hilton

Reply
avatar
Jussara
admin
6 de fevereiro de 2014 15:08 ×

Eu tenho aproximadamente 5 meses de páleo, e durante esse tempo passei por altos e baixos, pois comecei com páleo/LCHF, mas para mim não funcionou. Só depois que comecei a fazer somente páleo, e voltei a comer tubérculos é que a coisa andou. Antes de viajar eu estava com um peso bem bom, quase já perto do que desejo, mas saí um pouco da linha e agora voltei a ficar 1kg acima do peso anterior à viagem, e ainda tenho mais 1kg para chegar ao peso ideal.

É, perdi boa parte das dobras nas costas, que estavam me incomodando muito; o culote ainda está aqui, só que sei que perdi medidas nas pernas, por causa de um ou outro short que antes ficava apertado nas coxas. Dizem que quando se está mais perto do peso ideal é mais difícil.

Eu leio inglês e depois vou ler o texto do link, mas quando você traduzir vai ser ótimo, pois conheço pessoas que não leem e que dependem das suas traduções. :) Você presta um serviço de utilidade pública com essas traduções, até pq é bem trabalhoso traduzir, eu não curto muito. :D

É verdade, a gente perde gordura por inteiro, mas mulher de modo geral está sempre atrás da "fórmula" para perder a barriga. rs Mesmo quando eu tinha o peso certo a barriga era insistente. Eu até brinco que a minha não é de trigo, pois mesmo retirando-o por completo, a danada não dá trégua. Acho que vai ser a última a sumir, se é que um dia isso vai acontecer.
Estou pensando em fazer aquele desafio dos 30 dias, que anda rolando na internet, de comer "limpo" por 30 dias sem laticínios, oleaginosas, adoçantes etc. Todos que vi fazendo perderam uns quilinhos; acho meio puxado, tenho que estar preparada psicologicamente, rsrs, mas acho que vale a pena. :D

Quanto ao ácido úrico acho que não há mesmo com o que você se preocupar.

Obrigada pelas dicas e paciência em responder. :)

Abraços.

Reply
avatar
Teimosia
admin
6 de fevereiro de 2014 15:43 ×

Olá, Jussara

5 meses é um tempo bom... Experimente um dia: faça um jantar caprichado, e "pule" o café da manhã seguinte. Comigo, isso costuma queimar 300g magicamente - que são recuperadas em parte no dia seguinte, e assim vai. O saldo é para baixo.

Uma outra coisa a considerar é o setpoint - o peso que o seu corpo "quer". Quando comecei a fazer paleo, eu mirava nos 61kg (queria secar muito, para só então construir músculos). Nunca consegui baixar de 61.9kg... Simplesmente o corpo não baixava disso "sozinho". E fazer sacrifícios para ficar abaixo do setpoint é trabalho e PERIGOSO - você está recebendo uma mensagem clara: "olha, o peso é esse - não me estresse!"

Tem que considerar ainda que platô e setpoint são coisas distintas... Eu cheguei a ficar uns 10 dias com o mesmo peso (platô). Achava que era o setpoint (triste, é claro), e pouco depois o peso caia sem eu fazer nada de diferente.

O teste de comer "limpo" é bacana mesmo. Também pretendo fazê-lo em breve - para mim, ainda é difícil ficar sem comer um bolinho com adoçante ao menos uma vez na semana.

Se puder, faça sprints do protocolo tabata 1x por semana. É pesado, é puxado, mas dá resultado que é uma beleza. Eu costumava fazer na escadaria do meu prédio, antes de torcer o tornozelo: subia 5 andares correndo (30s), descia devagar. Repetia isso 4 vezes e pronto. O Dr. Tabata demonstrou que esse tipo de exercício queima mais gordura e promove mais crescimento muscular que qualquer outro (e aumenta um bocadinho a capacidade aeróbica também).

Atenciosamente,
Hilton

Reply
avatar
Jussara
admin
6 de fevereiro de 2014 17:05 ×

Olá, Hilton,

No caso do jantar caprichado e de pular o café-da-manhã, posso tomar o café com manteiga e óleo de coco?

É verdade, nem sempre o que a gente acha que é nosso peso ideal é o que nosso corpo acha também. :D

Eu li o texto sobre refeed que você postou no comentário e entendi, mas no meu caso é diferente: eu NÃO estava emagrecendo quando me encontrava em cetose nem com super low carb (nem eu nem uma moça que conheci no blog do dr Souto, de tanto que trocamos mensagens: a Priscila, ela até já comprou macadâmias com você). No nosso caso nós nem chegamos a ficar num platô pois NÃO emagrecemos com baixo carbo, só quando o colocamos na dieta. Pelo blog do MS eu descobri o blog de uma moça que chama Paleo for Women, e lá ela defende que as mulheres precisam de um pouco de carbo, e teve um post dela que foi parar no blog do Mark, e fala sobre o JI não ser tão legal para mulheres, pois acaba estressando o sistema nervoso. Eu li o post dela que o Sisson linkou , e pelos comentários conheci o blog de uma médica canadense que também defende o que ela chama de gentle carbs (safe starches).
Se você quiser dar uma olhada e ver o que acha, de repente você até poderia traduzir algum texto dela (não sei se a "audiência" do seu blog é mais masculina ou feminina, mas vejo bastante comentários de mulheres) seria interessante, pois você teria um blog páleo com uma vertente diferente dos outros, pois em português não tem nenhum com uma abordagem para as mulheres. E acredite, isso faz falta. O mundo páleo é meio machista e voltado para os homens. Eu leio inglês e já li todo o blog da Lara Briden e alguns posts da Stefani (Paleo for Women), mas muita gente não lê (a Priscila usa o google translator, que é terrível).
O Paleo for Women que fala sobre JI é esse:
http://www.paleoforwomen.com/shattering-the-myth-of-fasting-for-women-a-review-of-female-specific-responses-to-fasting-in-the-literature/

E o da Lara Briden, onde ela fala sobre gentle carbs é esse:
http://www.larabriden.com/gentle-carbs-for-gaba-cortisol-and-adrenal-health/

Eu também acho difícil ficar sem um bolinho com adoçante, mas há que se tentar. Como eu disse, tenho que estar preparada psicologicamente. :D

O tabata é muito diferente do HIIT? Eu faço HIIT pulando corda: 30 segundos forte e 1 minuto descansado, por menos de 20 minutos.

Eu ando um pouco confusa sobre qual direção seguir: se ainda persistir na perda de gordura ou no ganho de massa muscular. Mas já estou meio desanimada de tentar perder gordura (sem ver muito resultado). Você acha que eu já posso começar um treino para tentar ganhar MM? No caso de treinar até a falha isso ajuda a tonificar ou ajuda também no ganho de massa? Não quero perder "toda" a gordura que ainda preciso para só depois focar na MM, até porque a minha perda está bem lenta, e isso desanima um pouco.

Desculpe o blá blá, prometo parar por aqui. :D

Abrs e obrigada.

Reply
avatar
Teimosia
admin
6 de fevereiro de 2014 17:25 ×

Olá, Jussara

Eu não vejo problemas em tomar o café com manteiga e óleo de coco... Se a fome me ataca antes da hora do almoço, eu geralmente como 1 colher de manteiga pura. Desce macio e reanima :-D

Muito bacanas, os links que passou - eu não conhecia nenhum dos dois blogs... Vou incluí-los na minha lista de leituras, e traduzindo na medida do possível. Se puder indicar outros artigos que acha que fariam a diferença, é só mandar os links: paleodiario@gmail.com. O mundo paleo, como todos os outros mundos, infelizmente é machista mesmo :-(

Quanto ao protocolo tabata, ele é sim um tipo de HIIT - um dos primeiros a surgir, se não me engano (1996).

Sobre "onde investir", lembre-se que o corpo é um todo: não tem jeito de ganhar músculos sem perder gordura, ainda mais comendo de maneira paleo. Se você se exercita, ganha um e perde o outro ao mesmo tempo. Eu diria para continuar se exercitando. Lembre-se das palavras do Jack Lalanne: http://paleodiario.blogspot.com/2013/10/com-palavra-jack-lalanne.html

Se tiver uma grana para gastar, compre uma balança que mede percentual de gordura. A medição em si, não é precisa - mas se você medir periodicamente na mesma balança, a variação é confiável. Você não será capaz de afirmar "agora tenho 15%", mas com certeza poderá afirmar "perdi 8%".

Atenciosamente,
Hilton

Reply
avatar
Jussara
admin
6 de fevereiro de 2014 20:08 ×

Valeu, Hilton, muito obrigada. Que bom que você gostou e se interessou por traduzir alguns desses textos, vai fazer toda a diferença :). Se você não se importar vou pedir pra Priscila mandar também outros textos que ela gostaria de ver traduzidos, já que ela só lê com a ajuda do google translator (ou a gente pode mandar juntas).

Hehehe, nunca pensei em comer manteiga pura, mas o óleo de coco eu tomo de colherada, e tenho que me controlar pra não exagerar na dose. :D

Bem legal o post sobre o Jack Lalanne, eu já tinha visto aqui mas não lembrava. E ele viveu pra caramba, né? Sinal de que realmente praticava aquilo que pregava.

Eu já havia pensado em comprar uma dessas balanças, acho que vou investir em uma então, mesmo com essa variação. É meio angustiante não saber se estamos perdendo gordura, mesmo com todo o esforço e dedicação, cozinhando e comendo ao máximo em casa (e nem sempre a gente está com disposição nem vontade de cozinhar) etc. A páleo é maravilhosa mas dá um pouquinho de trabalho; e não ver os resultados às vezes desanima um pouco, embora a saúde esteja bem, nunca tive um nível de HDL tão bom. :D

Obrigada mais uma vez. :)

Reply
avatar
Teimosia
admin
6 de fevereiro de 2014 21:56 ×

Olá, Jussara

Pode mandar os links direto no meu email (paleodiario@gmail.com). Eu já tenho uns 30 artigos na fila, mas dou um jeito de ir intercalando com as sugestões de vocês...

Quanto à manteiga pura, é uma delícia. Eu gostava de comer quando era criança, mas aí me educaram para ter medo da gordura... Perdi muitos anos da minha vida sem comer uma manteiguinha gelada :-)

Em relação balança, é o que eu disse: a medida não é precisa, mas a variação sim. Tenha o hábito de, quando for medir, fazer 3 medidas de cada vez e tirar a média. Assim, você minimiza os erros... Com a minha balança digital, faço isso.

E sim, paleo é uma maravilha. O meu perfil lipídico deu uma reviravolta... 44% menos de triglicérides, 14% a menos colesterol total, 25% a mais de HDL, 12% a menos de LDL, 8% a menos de VLDL. O meu HDL está em 72 :-D

A vontade de tomar álcool praticamente desapareceu... Não entra mais cerveja na minha casa - de vez em quando, uma garrafa de vinho.

Cozinhar realmente dá trabalho, mas compensa cada segundo.

Reply
avatar
Jussara
admin
7 de fevereiro de 2014 14:24 ×

Olá, Hilton,
Vou mandar os links pra você depois então, já falei com a Priscila para mandar alguma sugestão que ela tenha. Imaginava que já tivesse outros na fila, pois você traduz bastante coisa, mas não tem problema, a gente espera. :)

É, todos fomos educados pra ter medo da gordura, chega a ser maluco isso. Hoje quando me vejo sem medo dela (no começo não foi fácil desfazer a lavagem cerebral) nem acredito que a consumo sem medo de engordar. :D

Ok, vou fazer isso sim com a balança; mesmo não sendo precisa acho que é melhor que nada; e como não frequento mais academia, fico sem ter como saber minha % de BF.

Muito boa a "reviravolta" no seu perfil lipídico. E é maravilhoso ver o HDL subindo, né?

Não sabia que a vontade de tomar álcool sumia (eu nunca gostei de cerveja, só de vinho). Isso é muito bom.

Muito obrigada pela atenção e disponibilidade em ajudar, mais uma vez. :)

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores