Análise gráfica

Já faz tempo desde a última análise gráfica, então resolvi fazer mais uma...

Clique para ampliar

A reta R1 foi ajustada nos pesos entre 28/02 e 15/09/2013. Nesse prazo, perdi 70g/dia - sem restringir frutas, castanhas ou laticínios. A simples exclusão dos grãos, leguminosas, óleos vegetais processados e açúcar fez a mágica. Só comecei a restringir frutas no finalzinho de 2013.

A partir de 15/09, comecei a fazer exercícios em casa, usando o peso corporal (flexões, abdominais, barras, etc) ou pesos livres (halteres, medball). A reta R2 indica um ganho de peso da ordem de 10g/dia, mas sei que não é só por causa da malhação: no trecho indicado por B, eu descobri os bolinhos cetogênicos e abusei um bocado do adoçante (não há evidência científica, mas um relato me deixou com a pulga atrás da orelha sobre o uso de adoçantes - diminuí muito). Coincidência ou não, bastou maneirar no adoçante (nas últimas 2-3 semanas, devo ter comido 1 vez apenas) para o peso baixar 600-700g...

O trecho A foi um ganho de peso rápido causado pelo uso de antibióticos/antiinflamatórios (para combater uma sinusite). Bastou parar de tomar, e o peso voltou ao normal.

O trecho C indica as férias de janeiro/2014, nas quais ganhei 1.7kg em 7 dias - com uma alimentação que abusou da coalhada, queijo coalho, jaca dura e castanha-de-caju. Novamente, foi só retomar as refeições mais regradas e o peso normalizou-se.

Amanhã, completarei 1 ano de dieta. O meu peso está estabilizado na casa dos 62-64 desde setembro/13. Meus indicadores permanecem normais (ainda estou me devendo o primeiro exame bimestral de 2014), minha forma física nunca esteve melhor - mesmo antes de operar o ombro, mesmo quando treinava capoeira 6x por semana, corria outras 3x e nadava outras 2x. Pela primeira vez na minha história, consigo fazer 40 flexões de braço seguidas - o recorde atual é 43 :-) 

O apetite está completamente sob controle, e faço duas refeições por dia, com 12h de espaço entre elas. De vez em quando, esqueço de uma delas e acabo só comendo 24h depois. Nenhum sinal de fraqueza, confusão mental, hipoglicemia, gastrite ou úlcera - como a sabedoria convencional quer nos convencer que acontece nesses casos.

Resumindo, estou vivo e bem. Minhas veias não se entupiram, conforme me disseram que ia acontecer. Nem os meus rins falharam, nem o meu fígado ficou encrustado de gordura, nem a minha vesícula falhou por sobrecarga.

Recomendado para você

4 comentários

Click here for comentários
Jussara
admin
27 de fevereiro de 2014 17:45 ×

Muito legal, Hilton, parabéns pelo seu primeiro ano páleo! E o melhor mesmo deve ser constatar que sua saúde e forma física nunca estiveram melhores, não?

Reply
avatar
Teimosia
admin
28 de fevereiro de 2014 09:19 ×

Com certeza! Manter a forma é muito mais fácil do que sempre ensinaram...

Reply
avatar
muriloq
admin
2 de março de 2014 10:16 ×

Kudos! Pra quem acompanha desde o início um post incrível desses é algo simplesmente fantástico!

Reply
avatar
Teimosia
admin
4 de março de 2014 15:55 ×

Me considero um experimento malomeno controlado de longa duração :-D

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores