Sem laticínios e oleaginosas - 2 semanas

A segunda semana terminou sem muitas surpresas. Não notei diferença no peso, mas o intestino ficou mais lento (embora sem inchaço ou gás). 

A única coisa da qual senti falta mesmo, foi das fat-bombs - não quis gastar óleo de coco (já que não estou comendo manteiga) com isso, porque é caro demais :-)

Recomendado para você

4 comentários

Click here for comentários
Unknown
admin
28 de janeiro de 2014 21:16 ×

Olá Hilton!
Creio que a manteiga, por não possuir lactose, nem proteínas do leite, não irá afetar da mesma forma que os demais laticínios...
Vale a pena experimentar...
Ela faz falta mesmo, já experimentei óleo de dendê ou leite de coco para cozinhar, mas manteiga é bem melhor!
abços
Cinthia

Reply
avatar
Teimosia
admin
28 de janeiro de 2014 21:18 ×

Olá, Cinthia

Obrigado pela dica! Mas vou seguir firme sem ela. Não está tão difícil assim :-)

Atenciosamente,
Hilton

Reply
avatar
30 de janeiro de 2014 15:47 ×

O lance do intestino é o que mais me incomoda... tenho apelado para ameixas e um frasco de Yakult por dia. Você tem outras dicas? (Não me parece ser questão de fibras e sim de flora)

Reply
avatar
Teimosia
admin
30 de janeiro de 2014 16:31 ×

Olá, Walmar

Para mim, ameixas, mamão e farinha de coco resolvem o problema. Ao invés do Yakult (que tem açúcar), deixe ameixas secas de molho na água do dia para a noite.

Temos que nos conformar também com o fato de que a quantidade "que sai" diminui - visto que passamos a comer menos.

Você pode tentar outros probióticos que não o Yakult: chucrute, kimchi, natto, misô (são feitos de soja - mas a soja fermentada tem um espacinho nas recomendações do Mark Sisson), kombucha, kefir, iogurte grego (caseiro!)...

Em geral, entendo que se não está gerando desconforto, não há muito motivo para se preocupar...

Atenciosamente,
Hilton

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores