Finalmente, eu sou eu

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

real life stories stories 1 2
Setembro passado marcou o primeiro aniversário do início da minha jornada primal. Foi um ano divisor de águas para mim e a minha família. Finalmente me sinto pronta para contar a minha história. Então aqui vamos...

Posso, sincera e honestamente dizer que a minha vida inteira, eu senti como se estivesse fora da rota. Sou esperta, atlética, sempre me saí bem na escola, vim de uma boa família, sabia qual carreira seguiria (professora) desde cedo e era apaixonada por tudo o que fazia. Apesar da minha vida "normal", lutei com uma profunda ansiedade desde que me entendo por gente. Nunca me senti normal, ou como se pudesse dar conta de qualquer coisa. O menor sinal de stress me dava reações de morte e vida. Honestamente, achei que era louca, mas sabia lá no fundo que não era essa a maneira como eu devia viver a vida. Não estava legal. Disso eu tinha certeza.
NikkionHoneymoon2 1

Eu estava em perseguição constante do que era a minha visão de vida, mas simplesmente não conseguia fazê-la acontecer. Minha ansiedade saiu de controle no meio dos meus 20 anos, e fui diagnosticada com Desordem Generalizada de Ansiedade (DGA). Meu médico me sugeriu tomar Cipralex, uma medicação para ansiedade e depressão. Ela ajudou com com o meu humor e acho que a vida seguiu em frente, mas a ansiedade estava sempre rondando e nunca me senti bem estando medicada. Meu marido e eu decidimos ter um bebê, então sai da medicação. Os sintomas da ansiedade voltaram com força total e mais uma vez me senti fora de controle. Continuei a tentar e consegui domá-la enquanto adicionamos outra linda criança à nossa família - mas no geral, eu não conseguia mais me manter inteira. Foram anos difíceis. Eu estava infeliz, mal-humorada, perdida e me sentia completamente só.

035


Junto com a minha eterna ansiedade e todas as outras lutas que vem com ela (ganho de peso, relacionamentos sob tensão, falta de sono, isolamento, depressão), eu rapidamente desenvolvi problemas de digestão horríveis e me sentia enjoada após cada refeição. Tinha dor nos joelhos e costas, alergias sazonais fortes, acne, tendinite, enxaquecas constantes. Estava cansada o tempo inteiro, mas sofri de insônia por muitos anos. Sentia como se estivesse caindo aos pedaços, e tinha apenas 29 anos. Vinha lutando pra valer com o meu peso, que crescera lentamente desde o colegial apesar de eu estar envolvida com muitos esportes e comer "muito saudavelmente", de acordo com as diretrizes alimentares canadenses. Quando digo saudável, quero dizer "clara de ovo, pão e arroz integral, aveia, iogurte desnatado, queijo cottage". Achávamos que tínhamos uma dieta saudável, mas eu não conseguia manter uma composição corporal saudável. Eu estava perplexa. O que estava fazendo de errado ? Estava me sentido horrível, quando devia estar ótima.

Finalmente, em junho de 2011, visitei um naturopata que me recomendou abandonar o glúten e os laticínios. Acho que ri na cara dele. Pensei comigo mesma, "não existe maneira de ALGUM dia fazer isso". Coincidentemente, logo depois, comecei a conversar com um amigo que comia de maneira primal. Ele começou a falar sobre inflamações, proporções entre ômega 3 e 6, etc... Para ser honesta, fiquei um pouco perdida na conversa, mas a simplicidade do que ele comia me intrigou. Ele me falou sobre o seu site, eu anotei num guardanapo e fui verificar assim que cheguei em casa. Fui fisgada imediatamente! Comprei The Primal Blueprint e The Primal Blueprint 21-Day Total Body Transformation, e comecei minha pesquisa. Baixei o seu ebook sobre condicionamento físico, comprei alguns livros de culinária, li cada artigo que consegui enfiar no cérebro e mergulhei direto!

August2012147 August2012072

Exatamente 1 ano atrás, falei com meu marido que estávamos mudando nossas vidas e virando primais. Ele ficou maravilhado e apoiou 100% desde o início (apesar do seu amor por sanduíches, biscoitos, cereais e outras guloseimas cheias de carboidratos). Fizemos a mudança da noite para o dia e nossas garotas são primais também. Com um mês dentro, comecei a ver as mudanças... mudanças que eu nem sabia que precisava! Comecei a dormir melhor, a acordar refrescada e a manter aquela energia durante o dia - era incrível! Mais alguns meses e a minha acne desapareceu; a dor nas costas e joelhos, tendinites e alergias sumiram. As enxaquecas debilitantes que eu sofria às vezes diariamente, cessaram. Perdi 18kg e sabe-se lá quantas numerações de roupas, ganhei músculos e sequei. Meu marido conta às pessoas que eu estou do jeito que ele me conheceu aos 19. Me sinto mais jovem, e tenho tanta energia! Estou na melhor forma da minha vida. E o benefício mais fenomenal de me tornar primal foi a mudança completa na minha ansiedade. Não sinto mais que estou fora de controle. Sem ataques de pânico, colapsos nervosos ou me sentindo mal comigo mesma. O sintomas da DGA são não-existentes. Finalmente sinto que estou vivendo minha vida da maneira que devia eu ser. Sou uma mãe melhor, uma esposa melhor, uma professora melhor, um eu melhor. Eu sou eu. Estou verdadeiramente feliz. Finalmente. Nunca tinha sido capaz de dizer isso.

August2012065 August2012097

Viver de maneira primal mudou a minha vida, e essa paixão não pode ser contida. As pessoas viviam me perguntando o que eu estava fazendo, então decidi começar workshops sobre Informação e Culinária Primal na minha comunidade. Sou professora em tempo integral, e amo o estilo primal, então pensei em combinar ambos. Tem sido um grande sucesso, e inspirei muitas pessoas na comunidade a tomar o controle da sua saúde. Esse último ano foi incrível. Sinto como se estivesse apenas começando. Obrigado por toda a inspiração fantástica, Mark. Não posso esperar para ver o que farei a seguir!

August2012237

Nikki

Recomendado para você

5 comentários

Click here for comentários
Bruna
admin
28 de janeiro de 2014 22:22 ×

É um grande incentivo ler isso agora, estou curiosa pelos efeitos em mim. Tenho todas essas coisas, ansiedade, enxaqueca e bla bla bla.

Reply
avatar
Teimosia
admin
28 de janeiro de 2014 22:29 ×

Prepare-se para uma vida nova!

E como dizia o Jack Lalanne: "Viver é doloroso. Morrer é fácil. É como um evento de atletismo. Você tem que treinar para ele. Você tem que comer direito. A sua saúde e a sua conta no banco, são a mesma coisa. Quanto mais você coloca nelas, mais você pode tirar. Exercício é o rei, e a nutrição é rainha: juntos, você tem um reino"

Reply
avatar
29 de janeiro de 2014 09:57 ×

Oi Hilton
Que legal esses depoimentos,ja li todos que vc traduziu,obrigada por traduzir!
Bem que podia ter depoimentos de brasileiros aqui no seu blog ou no do doutor Souto(vi poucos depoimentos por la).
Abs,Vania.

Reply
avatar
Teimosia
admin
29 de janeiro de 2014 10:07 ×

Olá, Vania

Eu sei que há depoimentos no site Primal Brasil.

Se alguém quiser contar sua história aqui no Paleodiário, ficarei feliz em publicar!

Atenciosamente,
Hilton

Reply
avatar
Luciana
admin
14 de março de 2014 14:07 ×

Em breve espero estar contando o meu !!!!!!!!!!!!!!

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores