3 maneiras de lidar com 'desejos' por comida

Artigo traduzido por Hilton Sousa. O original está aqui.

cravings
Desejos.

Argh.

Desejos por comida são o assassino número 1 de dietas mundo afora. Eles são insidiosos, sujeitinhos sujos que aparecem do nada e destroem até mesmo a melhor das intenções dietárias.

Aqui está você, caminhando alegremente com o seu novo estilo de vida com alimentação saudável e de repente - BUM! - você está comendo um donut comprado em uma máquina automática. Nem mesmo é um bom donut...

E os desejos são contagiosos, também. Sua amiga no trabalho dá uma saída, guiadas pelos desejos dela, e traz a sua aflição (um café com leite caramelizado e um muffin duplo de chocolate) de volta para o escritório, para você ver e cheirar e saborear, e toda a sua disciplina e convicção simplesmente... desaparecem.

Os desejos estão arruinando a sua dieta paleo ? Vamos tentar resolver isso

Soluções para os seus desejos por comida


1. Não lute com eles. Alimente-os.

Eu sei que isso soa estranho, mas deixe-me explicar. O erro número 1 que as pessoas cometem quando mudam seus hábitos de alimentação é que eles comem muito pouco. Ou comem muito pouca comida em geral, ou comem muito pouco carboidrato. Na prática, muita gente economiza na gordura, também, o que pode realmente causar compulsões. Comer de menos não é sustentável para a maioria das pessoas, e em algum ponto o seu corpo vai tomar o controle do seu cérebro e te levar a fazer coisas estúpidas.

Então coma comida suficiente, incluindo alguns deliciosos carboidratos e gorduras paleo, e você terá uma probabilidade muito menor de precisar um exorcismo para remover os demônios do desejo depois. Quer dizer, o que você prefere: uma dieta sustentável na qual você perde peso de maneira saudável ao longo do tempo, ou uma dieta drástica na qual você pode perder um pouco de peso no início, mas que causa um tiro pela culatra uma semana depois, por conta da disciplina excessiva ?

Coma comida suficiente e sempre tenha guloseimas paleo à mão (muffins feitos com farinha de amêndoa, etc) para ultrapassar esses momentos difíceis.

2. Coma um pedaço de fruta

Eu imagino esse cenário acontecendo frequentemente no mundo dos recém-chegados a paleodieta:

"Eu estou realmente com vontade de comer algo doce. Deus, eu queria algo doce. Eu podia comer esse pêssego, mas teoricamente não devo comer muitas frutas nessa nova dieta paleo... Hmmm. O que fazer, o que fazer... Ah, f*da-se! Vou comer esse donut de chocolate gigante e pronto!"

Isso já aconteceu com você ?

O problema aqui é que você não está simplesmente se atrasando naquele momento ao comer algo que vai bagunçar a sua glicemia e talvez te fazer sentir mal depois. Você também está iniciando o ciclo de luxúria de grãos e açúcar todo de novo, pelos próximos dias. Então se você vai comer algo doce e você não tem nenhuma guloseima paleo à mão, coma um pedaço de fruta. Ou alguns "quadrados" de chocolate amargo. Alguma coisa que não tenha grãos, açúcar excessivo, e outras coisas que você sabe que vão disparar aquelas substâncias químicas viciantes o seu cérebro.

3. Use distrações que não são comida

Às vezes os desejos são apenas mentais. Eles estão apenas na sua cabeça, e são um produto dos seus hábitos antigos. Às 15h você está habituado a tomar um café com leite caramelizado. Às 10h, você come biscoitos. No almoço, você está habituado a comer balas de sobremesa, e assim vai. Então agora a sua cabeça está mais ou menos assim: "Pô, cadê as balas?". Mas você não precisa delas.

Então tente essas coisas ao invés, especialmente se as dicas anteriores não te ajudaram

  • Respire, longa e profundamente, 5 vezes. Use esse tempo para escolher o que você realmente quer fazer a seguir. 
  • Exercite-se, mesmo se for uma sessão vigorosa de agachamentos por 3 minutos, no escritório ou na sala de casa. Ou saia para uma caminhada curta. Remova-se da situação e do estado mental em que está, ao mudar fisicamente de localização temporariamente.
  • Beba um pouco de água. Às vezes, os desejos são apenas sede disfarçada.
  • Converse com alguém que possa te convencer a "não pular da janela", por assim dizer. Alguém em quem você confia, que sabe dos seus objetivos de saúde e que pode te ajudar a lembrar o motivo de não ceder aos desejos.

Em conclusão


Eu sei que os desejos são uma coisa dolorosa, e é realmente difícil simplesmente sorrir e suportá-los. Teste todas essas minhas sugestões, que já foram aprovadas por clientes, e veja se alguma delas funciona para você.

A única coisa que eu quero que você tenha para si, no mínimo, é ter certeza de que você tem lanches paleo acessíveis, se for uma pessoa afligida pelas compulsões. Especialmente no início da transição para paleo. Você vai precisar de "muletas", e está tudo bem! Coma os muffins, os biscoitos, os qualquer-coisa - apenas faça-os paleo.

Faça grandes fornadas e mantenha-os no freezer, de maneira que possa levá-los para o trabalho com você. Você não é super-humano, e ficar longe das comidas antigas vai tomar algum tempo para se acostumar!

Recomendado para você

3 comentários

Click here for comentários
1 de fevereiro de 2014 22:06 ×

Caiu em hora certa esse post ;)
Hoje abasteci a dispensa com produtos paleo, só para saciar algumas vontades de doce que me dá, vez ou outra.

Beijo
Poli

Reply
avatar
sobretudo
admin
17 de agosto de 2014 12:51 ×

Sempre tive uma duvida e um trecho do texto me fez lembrar dela. O trecho é o seguinte:

"O problema aqui é que você não está simplesmente se atrasando naquele momento ao comer algo que vai bagunçar a sua glicemia e talvez te fazer sentir mal depois. Você também está iniciando o ciclo de luxúria de grãos e açúcar todo de novo, pelos próximos dias."

Se eu estiver ha dias na dieta low carb e em um dia ingerir grandes quantidades de açucar e carboidratos ruins, quais os efeitos no meu corpo?

Vou voltar do zero para o organismo ficar cetoadaptado?
Digo, o corpo vai demorar para se adaptar o mesmo que demorou no inicio da dieta low carb, (precedida de meses de alto carbo), ou os efeitos desse UM DIA de ingestão, sao menores?

Outra coisa: Se venho muito low carb, e começo a ingerir carboidratos, mesmo que sejam os "bons", há risco de engordar, pelo fato de o corpo estar a costumado a pouco carb?

Desde ja obrigada! Estou adorando o blog

Reply
avatar
Teimosia
admin
17 de agosto de 2014 18:49 ×

Olá, sobretudo

É claro que não posso falar sobre o que acontece com TODOS os corpos, mas o que eu já vi acontecer:

- Quem estava em cetose, sai da cetose (não é um grande problema a meu ver, dado que cetose NÃO é essencial ao emagrecimento)
- Algumas pessoas, após um pico de carboidratos, retém água por uns dias. Comigo, se exagero mesmo nas frutas e mel, o peso costuma aumentar depois de uns 2-3 dias, e começa a cair de novo em 5-6 dias.
- Em muitas pessoas, não acontece NADA com um dia de abuso apenas. Talvez porque estejam com o glicogênio baixo, e os carbs em excesso servem de refeed (tem artigo sobre isso aqui no blog)
- Tem gente que passa mal, mal mesmo. Diarréia, dor de cabeça, gases.
- ... e tem gente que vai morro abaixo, e realmente tem um retorno das compulsões :-(

Resumindo: é por sua conta e risco :-) Eu, quando quero meter o pé na jaca, faço com frutas e mel - que apesar de serem carbs, não são refinados. Hoje, por exemplo, tomei quase 1 litro de abacate batido com manga, mamão, mel, castanha de caju e coco ralado. Sem culpas, e sem efeitos adversos até agora...

Reply
avatar
Thanks for your comment

Sobre o autor

Mineiro de Teófilo Otoni, morador de Belo Horizonte. Gosto muito de comer, e depois de alguns anos chafurdando na comilança de bobagens, decidi tomar tento e passar a comer comida de verdade. Descobri o modo de alimentação paleo/LCHF em meados de 2010, mas só comecei a por em prática em fevereiro/2013.

Hoje, sou mais feliz - e os exames de laboratório estão TODOS melhores :-D

Acompanhe minha trajetória em fotos aqui.

Aviso!

Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Visualizações

Seguidores